Porto vacinou mais de 100 jovens contra as regras. Directora afastada já tinha sido apanhada com “lapso” no currículo

Fernando Veludo / Lusa

O vice-almirante Gouveia e Melo, coordenador da “task force” de vacinação contra a covid-19

Mais de uma centena de jovens, a partir dos 18 anos, foram vacinados no Centro do Cerco, no Porto, no dia de S. João e na véspera, contra as regras. Uma ação que está a ser investigada pela Polícia Judiciária (PJ) e que levou ao afastamento da directora Dulce Pinto que já tinha sido “apanhada” numa polémica com currículos falsos.

Este foi o maior caso de vacinação indevida relacionada com a covid-19, como já admitiu o vice-almirante Henrique Gouveia e Melo que coordena o Plano de Vacinação.

Foi um “acto de indisciplina” e de “desobediência clara”, como apontou Gouveia e Melo, anunciando que comunicou o caso à Polícia Judiciária (PJ) e à Inspecção-Geral das Actividades em Saúde.



As autoridades estão agora a investigar quem tomou a decisão de avançar com a vacinação de “porta aberta” sem limitação de idade, numa altura em que as regras só permitem que isso suceda com pessoas acima dos 50 anos ou para quem precisa de receber a segunda dose da AstraZeneca, como explicou o vice-almirante.

O Público apurou que foram vacinados “mais de uma centena de jovens” com menos de 30 anos durante os dois dias em que a acção decorreu.

O caso foi despoletado por uma publicação na Internet na página da Junta de Freguesia de Campanhã, no Porto, onde se notava “celebre o S. João no Centro de Vacinação” e se anunciava que qualquer pessoa podia comparecer para levar a vacina entre as 17 horas e as 19:30 horas de quarta e quinta-feira passadas.

Directora terá pedido para publicitar vacinação aberta

O presidente da Junta de Freguesia de Campanhã, Ernesto Santos, explica ao Público que foi a directora do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Porto Oriental, que tutela o Centro de Vacinação do Cerco, “que lhe telefonou a pedir que publicitasse o apelo“.

Dulce Pinto ter-lhe-á dito que “ela própria tinha colocado no seu Facebook” a publicação, conta ainda Ernesto Santos, frisando que depois a terá “apagado”.

“Fiquei com a ideia de que havia vacinas sobrantes, há pessoas que faltam, e que aproveitou para iniciar a vacinação em pessoas mais jovens. A vacinação nesta zona está bastante avançada. Será um acto de indisciplina, mas é melhor do que deitar vacinas fora”, aponta ainda o presidente da Junta.

Mas Gouveia e Melo já veio esclarecer que o aviso para a vacinação surgiu “com dois dias de antecedência” e que os problemas com as situações de sobras de vacinas já foram resolvidos. “A orientação é que não abram ampolas se não estiverem lá [no centro] pelo menos seis pessoas”, destacou o vice-almirante.

Uma enfermeira que trabalha no Centro do Cerco revelou ao Observador que a abertura da porta aos jovens “foi uma decisão superior que ninguém contestou”. “A nossa missão é vacinar”, realça, notando que na quarta-feira, “entre as 13 horas e as 20 horas”, preparou “cerca de 400 doses”.

Esta enfermeira diz ainda que o Centro que tem “muitos faltosos”. “Se os mais velhos não querem ser vacinados, os mais novos são mais propícios às vacinas”, constata, frisando que isso pode ser “positivo” para “evitar uma quarta vaga”.

Dulce Pinto já tinha dito ao Observador, antes desta polémica, que havia uma “falta de adesão da população à vacinação”, seja “por infoexclusão ou porque recusam mesmo a toma da vacina”. “No último fim de semana esteve um tempo espeCtacular e tivemos apenas 25% da agenda preenchida“, considerou a directora.

Dulce Pinto “apanhada” em polémica de currículos falsos

A Administração Regional de Saúde do Norte (ARS do Norte) também já instaurou um inquérito ao caso e Dulce Pinto pediu a cessação de funções.

Mas esta não é a primeira vez que a directora do ACES é afastada, pois já em 2012, esteve envolvida noutra polémica com currículos falsos em várias nomeações da ARS-Norte.

Nesse ano, foi afastada do cargo por ter apresentado informações falsas no seu currículo. Ela foi nomeada pelo então ministro da Saúde, Paulo Macedo, como mestra quando ainda não tinha completado o mestrado.

“No currículo da enfermeira aparecia também um doutoramento” que não estaria concluído, segundo aponta o Correio da Manhã (CM).

Na altura, a ARS-Norte referiu que foi “um lapso”.

Dulce Pinto é enfermeira de profissão e já vai no segundo mandato à frente do ACES.

50 arguidos em 216 inquéritos por fraudes na vacinação

O Ministério Público (MP) já abriu 216 inquéritos crimes relacionados com fraudes no processo de vacinação contra a covid-19, dos quais 30 já foram concluídos. Até ao momento, foram constituídos 50 arguidos.

Estes dados foram divulgados pela Procuradoria-Geral da República (PGR), em comunicado, onde se nota ainda que estão em causa indícios da prática dos crimes, sobretudo, de recebimento indevido de vantagem, abuso de poder, peculato, apropriação ilegítima ou abuso de confiança.

“Estas investigações implicaram a rigorosa definição temporal dos actos sob suspeita e a aferição de conformidade de cada uma das situações concretas com os normativos vigentes, isto tendo em conta a sucessão de disposições regulamentares entretanto emanadas a este propósito”, aponta ainda a PGR.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

13 COMENTÁRIOS

  1. No meio disto tudo, o que é estranho é a Senhora, depois de ter apresentado um Curriculum falseado (i.e., crime de falsificação de documento) ainda tenha sido nomeada.
    Mas, de facto, há zonas do país que até parecem outro país, com leis diferentes….

      • Concordo plenamente. São mais ricas e continuam a ser favorecidas. De cada vez que passo num pórtico de cobrança de portagens electrónicas lembro-me das empresas de transportes públicos de Lisboa e Porto que todos pagamos, mas só alguns utilizam. E depois do argumento do princípio do utilizador-pagador, mas que só se aplica aos residentes no interior, que estão sujeitos à fiscalidade mais cara da Europa no sector automóvel (IA+ISV+IUC+ISP+IVA+ISP adicional+Portagens, etc.). Automóveis de que não podem prescindir por não existirem alternativas. Portanto, subscrevo na íntegra o seu reparo!

  2. Continua o chico-espertismo! Mas o Gouveia e Melo não dá abébias! Há quem falte, sigam as listas e chamem quem vem a seguir! Deixem-se de tretas e assumam que quiseram dar borlas! Afinal, é ano de eleições, certo? Sabem-na TODA! E essa sra é reincidente em falcatruas”, pelo que se sabe

    • Penso que não será uma questão de eleições. É mais provável que se trate de uma questão de borla para os amigos. O anúncio foi publicitado no site da Junta de freguesia de Campanhã, uma freguesia pobre, e no facebook da directora do ACES. Quem apareceu para a vacinação? Maria Cerqueira Gomes, apresentadora da TVI e a sua filha (entre outros). Duvido que Maria Cerqueira Gomes more na freguesia da Campanhã, bem como duvido que Maria Cerqueira Gomes visite o site da Junta de Freguesia de Campanhã.

    • Caro Senhor, que fique claro: não sou de Lisboa, nem adepto da capital, onde o pessoal se desloca em transportes públicos que todos pagamos, além de já pagarmos a tributação mais cara da Europa em matéria automóvel de que muitos, em Lisboa, mas também no Porto, podem prescindir. Agora, há zonas no país em que as leis têm claramente um enquadramento de aplicação diferente. O Porto é uma dessas zonas. E a propósito de festas Covid na Mouraria, convém não esquecer a festa Covid dos bifes em plena “invicta” com o alto patrocínio do governo e do arguido que é Presidente da Autarquia…

  3. A questão poderá ser mesmo as eleições, afinal os bairros pobres são “alimentados” a RSI e as juntas de freguesia têm de agradar a este magote de pessoas que vivem aos milhares em bairros sociais, não duvidem…

  4. Mandar para a Justiça, já se sabe,não resolve nada, este homem devia ser aproveitado para salvar muitas empresas públicas ou Intervencionadas, eu achava a pessoa certa para pôr as RTPs na ordem, e fazer a limpeza necessária à décadas e que ninguém é capaz de fazer, pôr as RTPs ao serviço dos Portugueses e não ao serviço do PSD ou outro qualquer.

  5. Este homem devia ser aproveitado para salvar muitas empresas públicas ou Intervencionadas, eu achava a pessoa certa para pôr as RTPs na ordem, e fazer a limpeza necessária à décadas e que ninguém é capaz de fazer, pôr as RTPs ao serviço dos Portugueses e não ao serviço do PSD ou outro qualquer.

  6. Porque não aproveitam este homem devia ser aproveitado para salvar muitas empresas públicas ou Intervencionadas, eu achava a pessoa certa para pôr as RTPs na ordem, e fazer a limpeza necessária à décadas e que ninguém é capaz de fazer, pôr as RTPs ao serviço dos Portugueses e não ao serviço do PSD ou outro qualquer.

  7. “Foi afastada do cargo por ter apresentado informações falsas no seu currículo” e não foi obrigada a devolver os vencimentos indevidos que auferiu, no tempo que esteve a enganar toda a gente? Não foi apresentada queixa crime no Tribunal por falsificação de documentos? é que isso é crime. Deve ser filhinha do papá. “Ela foi nomeada pelo então ministro da Saúde, Paulo Macedo, como mestra quando ainda não tinha completado o mestrado.”, quem a nomeou sabia disso? E ela não sabia? E mesmo assim aceitou? Cuidado, tão nova e já sobre de amnésia? Tem de ser punida e não apenas afastada. Se fosse um de nós estávamos crucificados.

RESPONDER

Sondas espaciais com "cunho" português vão passar perto de Vénus

As sondas espaciais europeias Solar Orbiter e BepiColombo, ambas com tecnologia e ciência portuguesas, vão passar perto de Vénus a 9 e 10 de agosto, respetivamente, anunciou esta segunda-feira a Agência Espacial Europeia (ESA). A passagem …

Elvis Presley terá morrido de doenças genéticas (e não por overdose de medicamentos)

Segundo um novo livro de Sally Hoedel, a morte de Elvis Presley estará, afinal, relacionada com o tratamento para doenças congénitas das quais sofria. O cantor norte-americano, que morreu há quase 44 anos, estava fortemente medicado …

A cidade mais populosa de África está a viver em contra-relógio

Os habitantes da Nigéria, o país mais populoso de África, já estão habituados a contornar as inundações anuais que invadem o país. No entanto, este ano a situação saiu fora do controlo, com o principal …

"Pensávamos que a Casa Branca mandava". Biden sob fogo devido ao fim da proibição dos despejos

A inacção de Joe Biden perante o fim das moratórias que proíbem os despejos durante a pandemia está a ser criticada até dentro do próprio Partido Democrata. A moratória federal aos despejos acabou este sábado, para …

Na ausência de Biles, Sunisa Lee coroou-se rainha da ginástica. É a primeira hmong a ganhar ouro

Sunisa Lee chegou a Tóquio com a missão de ajudar os Estados Unidos a garantir o ouro e de garantir a presença em finais individuais de aparelhos. Com o abandono de Biles, tornou-se a estrela …

Presidente afegão culpa retirada “abrupta” dos EUA pelo rápido avanço dos talibãs

O chefe de Estado afegão prometeu vencer o conflito com as milícias talibãs e os Estados Unidos dizem-se prontos a receber mais milhares de refugiados. O Presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, prometeu esta segunda-feira vencer o …

42% das pessoas em enfermaria no Hospital de são João têm vacinação completa

No Centro Hospitalar de São João (CHSJ), 42% das pessoas internadas em enfermaria e 15% das internadas em unidades de cuidados intensivos tinham a vacinação completa. Segundo os últimos dados da Direção-Geral da Saúde (DGS), apenas …

António Oliveira e uma arbitragem "conveniente"

Athletico Paranaense perdeu novamente no Brasileirão e a equipa de arbitragem ajudou os vencedores, queixou-se o treinador português. O Athletico Paranaense, líder do Brasileirão nas primeiras jornadas, está numa fase negativa: apenas uma vitória nas últimas …

André Ventura - Chega

Autárquicas. Chega concorre sozinho a 220 municípios para avaliar o seu "impacto"

André Ventura anunciou esta segunda-feira que o Chega irá concorrer nas eleições autárquicas a “cerca de 220 municípios” do país, sublinhando que o partido vai a votos sozinho para avaliar o seu “impacto”, mas sem …

Ex-guarda nazi julgado aos 100 anos por cumplicidade em assassinatos

Um homem de 100 anos que supostamente serviu como guarda num campo de concentração nazi será julgado em outubro por cumplicidade no assassinato de mais de 3.500 pessoas durante a Segunda Guerra Mundial, informou a …