Paulo Portas defende imigração com regras, sem esquecer valores europeus

portugal.gov.pt

O ex-líder do CDS/PP e ex-vice-primeiro-ministro, Paulo Portas

O ex-presidente do CDS falou de globalização no encontro sobre Europa e Liberdade, defendeu uma política de imigração com regras, com respeito pelos valores europeus e nem uma palavra disse de política caseira.

O ex-vice-primeiro-ministro no governo PSD-CDS (2011-2015) abriu o segundo dia a segunda convenção da Europa e da Liberdade, que termina esta quarta-feira em Lisboa, a falar sobre os desafios da globalização, da desglobalização e Portugal numa sala da Culturgest, que teve na primeira fila o antigo chefe do Governo Pedro Passos Coelho, noticiou a agência Lusa.

Falou durante uma hora, de globalização, da deslocação do centro de importância para a Ásia, de desafios da Europa, das políticas da imigração e dos riscos de a democracia clássica vir a ser substituída pela democracia digital e do Governo “para os ‘likes'” nas redes sociais.

Portas definiu uma fronteira na discussão sobre imigração, que divide a Europa e até a direita, uma hora antes do debate que junta André Ventura, do Chega, e João Cotrim Figueiredo, da Iniciativa Liberal, sobre o espaço da extrema-esquerda e o socialismo radical, e a que não assistiu.

Para o antigo ministro dos Negócios Estrangeiros, a imigração é “um ponto desagradável” discutir na Europa, mas a situação demográfica no continente “não consente” elaborar no “cenário fraudulento” de pensar que é possível existir “imigração zero”.

“O problema não é de direita nem de esquerda, é um problema matemático”, afirmou, quanto às necessidades de financiamento do Estado social, para depois defender “um consenso” entre a “direita moderada” e a “esquerda moderada” para se conseguir uma política de imigração europeia.

É preciso os europeus serem “capazes de fixar política” que seja “dignificante” e não aos deixe “dependente de chantagens e tráficos alheios”, disse Portas numa referência implícita à Turquia e ao acordo que travou milhares de imigrantes nas fronteiras turcas.

Para o antigo líder centrista, “vir trabalhar para a Europa” implica a “adesão a um conjunto mínimo e valores” comuns aos europeus, como o respeito pelo papel da mulher ou da igualdade de género ou ainda a recusa da violência com base em crenças religiosas.

“É indiferente que o púlpito religioso seja usado para promover a violência?”, perguntou, para dar a resposta “não” logo a seguir.

Lusa //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Olha quem ele é…. e ainda fala de regras!…
    Regras como as do negócios que este “irrevogável” fez com os mafiosos alemães dos submarinos?!
    Ou como as regras dos negócios dos blindados Pandur?
    Ou como as regras de financiamento do CDS com o abate dos sobreiros dos amigos do o BES/ESCOM?
    Que credibilidade tem esta “coisa” para falar do que quer que seja?
    Ele e o Ventura fazem um belo par… tal como o Ventura, este também fez exactamente o contrário do que anunciou:
    “Paulo Portas quando decidiu que nunca ia ser político…”
    youtube.com/watch?v=oYbvQMO7bC0
    .
    @ ZAP:
    O Governo do PSD-CDS não foi em 2015-2019; foi em 2011-2015.

RESPONDER

"Adiem a Liga dos Campeões", pede o Borussia Dortmund

Sorteio está marcado para esta quinta-feira mas Michael Zorc avisa: "Faltam requisitos legais para a fase de grupos arrancar". A fase de grupos da Liga dos Campeões vai começar, pela primeira vez, em outubro. A primeira …

Artista "ressuscita" 54 Imperadores Romanos com ajuda da Inteligência Artificial

Artista canadiano usou um ramo da Inteligência Artificial para criar retratos ultra-realistas de antigos Imperadores Romanos como, por exemplo, Calígula, Nero e Adriano. A aparência física destes antigos Imperadores Romanos foi preservada em centenas de esculturas …

Cantar pode ser uma má ideia durante a pandemia

Uma nova pesquisa revelou que cantar em grupo pode ser perigoso em termos de propagação de patógenos. Esta é só mais uma prova de que 2020 chegou para pôr um travão na diversão. A Universidade de …

Emirados Árabes Unidos anunciam missão espacial à Lua para 2024

Um alto responsável dos Emirados Árabes Unidos disse hoje que o país tenciona enviar para a Lua uma nave com um veículo não tripulado em 2024. O desejo de pisar a lua é uma ambição de …

Exército norte-americano quer ter acesso à rede de satélites da SpaceX

O exército dos Estados Unidos está de olho na Starlink, a constelação de satélites da SpaceX, cujo CEO é o multimilionário Elon Musk e que tem como objetivo levar Internet de banda larga a todos …

Portugal tem cada vez menos água disponível

Portugal tem cada vez menos água disponível e nos próximos cem anos a precipitação em certas regiões do país, como o Algarve, pode sofrer uma redução de até 30%, alertou esta terça-feira a Associação Natureza …

Tel Aviv vai ter estradas elétricas que recarregam autocarros em movimento

Tel Aviv, em Israel, está a trabalhar na criação de estradas elétricas sem fios para carregar e fornecer energia aos transportes públicos da cidade. As estradas elétricas são parte de um programa piloto liderado pelo município …

Suicídio entre militares norte-americanos aumenta 20% em época de covid-19

Os suicídios entre os militares subiram 20% este ano em comparação com o mesmo período de 2019, registando-se um aumento nos incidentes de comportamento violento à medida que as tropas lutam contra a covid-19 e …

Turista apanhado a gravar as suas iniciais no Coliseu de Roma. Arrisca ser condenado a prisão

Um turista foi apanhado a gravar as suas iniciais no Coliseu de Roma, em Itália, e arrisca ser punido com um até um ano de prisão. De acordo com o diário italiano La Repubblica, o turista, …

Função Pública. Fesap exige subida de remuneração mínima para 693 euros

A Federação de Sindicatos da Administração Pública (Fesap) exige que a primeira posição da Tabela Remuneratória Única avance para 693,13 euros em 2021 e uma atualização do subsídio de refeição para seis euros. Estas duas medidas …