Polícia britânica recebe mais 171 mil euros. A busca por Maddie continua

findmadeleine.com

Maddie McCann

O Ministério do Interior do Reino Unido voltou a financiar a investigação policial que decorre sobre o desaparecimento de Madeleine McCann, agora com cerca de 171 mil euros. Maddie desapareceu no Algarve, em 2007.

A Polícia Metropolitana de Londres já recebeu mais de 13 milhões de euros até ao momento na chamada “Operação Grange”, cujos fundos têm vindo a ser renovados de seis em seis meses.

A operação começou em 2011, quatro anos depois do desaparecimento, e que levou à colaboração entre as forças de segurança do Reino Unido e a polícia portuguesa dois anos depois.

Neste contexto, o Ministério do Interior do Reino Unido já confirmou que o novo fundo para prolongar as investigações cobrirá os próximos seis meses, até 31 de março de 2019, depois do anterior financiamento ter sido esgotado em setembro deste ano.

Na altura em que se assinalaram os 10 anos do desaparecimento de Madeleine McCann, em maio de 2017, a polícia afirmou que cerca de 40 mil documentos tinham sido revistos e mais de 600 indivíduos tinham sido investigados.

A Scotland Yard garantia então que estava na fase crucial da investigação sobre Maddie, assegurando que o caso seguia uma “importante linha de investigação”.

Mas apesar do optimismo da polícia britânica, os 11 milhões de euros gastos até então para procurar Maddie não tiveram ainda qualquer retorno concreto: Maddie continua desaparecida, o seu destino é desconhecido, e os responsáveis pelo seu desaparecimento estão por identificar.

Em maio deste ano, Kate e Gerry McCann, pais de Maddie, assinalaram os 11 anos do desaparecimento da filha com uma publicação no Facebook e no site Find Madeleine a agradecer o apoio de todas as pessoas, bem como a sua “solidariedade persistente”.

Ao longo da última década, o valor da conta criada pelo fundo “Find Maddie” foi aumentado graças a doações públicas e a receitas geradas pelo livro escrito por Kate McCann: Madeleine – O Desaparecimento da Nossa Filha e a Busca para a Encontrar.

Teri Blythe / London Metropolitan Police / EPA

Simulação da aparência de Maddie McCann com 9 anos, em 2012.

Madeleine tinha três anos quando foi vista pela última vez, na Praia da Luz, no Algarve, em maio de 2007, onde se encontrava de férias com a família. A menina inglesa desapareceu do apartamento do resort Ocean Club, enquanto dormia ao lado dos irmãos gémeos. Se estiver viva, Maddie McCann tem atualmente 15 anos.

No início da investigação, a PJ chegou a constituir como arguido Robert Murat, um britânico que vivia nas proximidades do Ocean Club. Murat tinha participado nas buscas e sido intérprete da GNR e da PJ.

No início de agosto de 2007, após diversas pistas falsas terem dispersado a atenção dos investigadores, a polícia britânica, com a ajuda de cães pisteiros, entrou em ação no local do desaparecimento, à procura de sangue e odores do cadáver da menina.

Em setembro do mesmo ano, os pais de Maddie, ambos médicos, foram interrogados na PJ de Portimão e constituídos arguidos.

A 21 julho de 2008, o Ministério Público decidiu arquivar o inquérito e retirar o estatuto de arguidos ao casal McCann e a Robert Murat, ressalvando que o caso poderia ser reaberto caso surgissem “novos elementos de prova”.

ZAP // BBC

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Mais umas férias no Algarve pagas pelos palermas, perdão, contribuintes britânicos!
    E cada dia que passa, a policia inglesa fica mais mal na fotografia…

RESPONDER

Cofre de antigo caçador de vampiros vai a leilão no Reino Unido. Está repleto de objetos

O cofre de um caçador de vampiros do século XIX vai ser leiloado em Dervyshire, no Reino Unido, informou a leiloeira Hansons. Em causa está uma caixa antiga, forrada a seda vermelha e decorada com …

Bombeiro morre no combate a um incêndio na Serra da Lousã

Um bombeiro morreu este sábado durante o combate a um incêndio na Serra da Lousã, disse à agência Lusa o presidente da Câmara da Lousã, Luís Antunes. O autarca desconhece as circunstâncias em que ocorreu a …

Cientistas descobrem os defeitos dentários que apodrecem os dentes

Os resultados deste novo estudo contribuem para o desenvolvimento de novos tratamentos para as cáries dentárias. Os investigadores capturaram o esmalte num detalhe sem precedentes. Uma equipa de investigadores está muito perto de descobrir aquilo que …

Balões da Google já "espalham" Internet nas vilas remotas do Quénia

Em 2013, surgiu a ideia de enviar balões para o Espaço próximo para conectar pessoas em locais do mundo sem Internet. A ideia, que parecia uma loucura, já é realidade. Depois de uma longa série de …

Descoberta nova espécie de dinossauro carnívoro em Portugal

Um novo género e espécie de dinossauro carnívoro terópode, cujos fósseis foram escavados em arribas dos concelhos de Torres Vedras e da Lourinhã, foi agora descrito na revista internacional "Journal of Vertebrate Paleontology" por paleontólogos …

The Crown. Afinal, vem aí uma sexta temporada

Peter Morgan, criador, produtor e argumentista de The Crown, anunciou esta quinta-feira (9), através do Twitter da plataforma de streaming Netflix, que a série britânica terá uma sexta temporada. “Quando começamos a discutir as histórias da …

Observatório Gaia revoluciona o rastreamento de asteroides

O observatório espacial Gaia da ESA é uma missão ambiciosa que tem o objetivo de construir um mapa tridimensional da nossa Galáxia, fazendo medições de alta precisão de mais de mil milhões de estrelas. No entanto, …

Tempestades de relâmpagos mataram 147 pessoas na Índia em apenas 10 dias

Tempestades de relâmpagos mataram 147 pessoas no estado de Bihar, no norte da Índia, no espaço de dez dias, noticia a AFP, que escreve que os números podem aumentar nos próximos tempos devido às alterações …

Investigação portuguesa descobriu 14 espécies marinhas com potencial para produção de antibióticos

Uma investigação conjunta da Universidade de Aveiro e da Universidade Católica descobriu 14 novas espécies e um género de fungos marinhos, com potencial para produção de antibióticos, revelou esta segunda-feira fonte académica. "Neste momento, estão a …

Impossíveis de cumprir. Directores preocupados com novas regras para as escolas

As orientações da Direcção Geral de Saúde (DGS) para as escolas com vista ao regresso das aulas presenciais, em Setembro, estão a preocupar os directores dos estabelecimentos de ensino. Isto porque as consideram impossíveis de …