Polícia de Atlanta que matou afro-americano Rayshard Brooks vai ser acusado. Trump defende agente

Erik S. Lesser / EPA

O agente Garrett Rolfe de Atlanta, na Geórgia, que baleou mortalmente Rayshard Brooks, quando este fugia e apontou uma arma de eletrochoque, vai ser acusado pela morte deste afro-americano, anunciou esta quarta-feira o procurador distrital de Fulton County.

De acordo com a Associated Press (AP), o procurador distrital de Fulton County Paul Howard fez o anúncio durante uma conferência de imprensa, onde também estava a mulher de Brooks, Tomika Miller, e os seus advogados, Justin Miller e L. Chris Stewart.

Garrett Rolfe foi despedido na sequência do homicídio de Rayshard Brooks, de 27 anos, na última sexta-feira. A dirigente da polícia de Atlanta, Erika Shields, demitiu-se 24 horas depois do incidente.

A notícia desta quarta-feira surgiu na sequência de um pacote apresentado pelo Partido Republicano para reformar a polícia norte-americana e de protestos que ocorreram na capital da Geórgia contra o homicídio pela polícia de George Floyd, também afro-americano, em Minneapolis, no Minnesota.

O caso de Brooks ocorreu quando a polícia de Atlanta foi chamada para uma ocorrência num restaurante do franchising Wendy’s, por causa de um automóvel que estaria a bloquear a faixa do drive-thru. Os agentes encontraram Brooks a dormir dentro da viatura e pediram-lhe para realizar um teste de alcoolemia.

As câmaras de vídeo nas viaturas da polícia mostram que o cidadão afro-americano e os agentes estiveram a conversar calmamente durante cerca de 40 minutos. Contudo, Brooks acabou a lutar com os agentes e a fugir com o taser de um deles, apontando-a enquanto fugia pelo parque de estacionamento do estabelecimento de restauração.

A autópsia revelou que o cidadão foi baleado duas vezes nas costas.

Em entrevista à Fox News, Donald Trump defendeu Garrett Rolfe. “Não podes resistir a um polícia e, se discordares, tens de agir depois”, disse o Presidente dos estados Unidos. “Estava fora de controlo, toda a situação estava fora de controlo”, acrescentou.

Trump revelou que conversou com o advogado de Garrett Rolfe, que lhe terá dito que o polícia ouviu um som que parecia um tiro, daí ter agido. “Não sei se acredito nisso necessariamente, mas é algo muito interessante e talvez até tenha mesmo sido assim”, afirmou Trump. “Eles vão ter de descobrir. Agora, é com a justiça. Espero que ele [Rolfe] receba um tratamento justo, porque a polícia não tem sido tratada correctamente no nosso país.”

Este caso surge numa ocasião de manifestações por todo o território norte-americano, que começaram por contestar a morte de Floyd e se converteram num protesto antirracista sem precedentes.

George Floyd, um afro-americano de 46 anos, morreu em 25 de maio, em Minneapolis, no Minnesota, depois de um polícia caucasiano lhe ter pressionado o pescoço com um joelho durante cerca de oito minutos, durante uma operação de detenção, apesar de Floyd dizer que não conseguia respirar.

Desde a divulgação das imagens nas redes sociais, têm-se sucedido os protestos contra a violência policial e o racismo em dezenas de cidades norte-americanas, algumas das quais foram palco de atos de pilhagem. Os protestos rapidamente ganharam dimensão internacional, espalhando-se a Londres, Paris, Berlim ou Lisboa.

Os quatro polícias envolvidos foram despedidos, e o agente Derek Chauvin, que colocou o joelho no pescoço de Floyd, foi acusado de homicídio em segundo grau, arriscando uma pena máxima de 40 anos de prisão. Os restantes vão responder por auxílio e cumplicidade de homicídio em segundo grau e por homicídio involuntário.

A morte de Floyd ocorreu durante a sua detenção por suspeita de ter usado uma nota falsa de 20 dólares (18 euros) numa loja.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Euro 2020: seleções da casa em desvantagem na primeira jornada

Nove seleções jogaram no seu país, até agora. Mas somente três ganharam o respetivo jogo. Portugal contribuiu para estragar as festas caseiras. Num Europeu estranho e inédito, que decorre em muitos países, muitas seleções jogam em …

Tribunal europeu condena Portugal a indemnizar recluso por falta de internamento psiquiátrico

O Tribunal Europeu dos Direitos Humanos condenou o Estado português a pagar uma indemnização de 14 mil euros a um recluso por ter cumprido pena de prisão sem internamento psiquiátrico a que tinha sido condenado. A …

França acaba com máscara no exterior (e Espanha vai pelo mesmo caminho)

Em França, o uso de máscara na rua deixa de ser obrigatório a partir de quinta-feira. Espanha deverá seguir o mesmo caminho "em breve". O uso de máscara no exterior deixa de ser obrigatório em França …

Swissport em Lisboa para tentar comprar a Groundforce

O acionista maioritário da Groundforce, que está a tentar vender a sua participação na empresa de handling, encontra-se agora a negociar com os suíços da Swissport. Depois de o fundo espanhol Atitlan se ter afastado e …

BdP prevê taxa de desemprego de 7,2% e crescimento económico de 4,8%

O Banco de Portugal (BdP) prevê que a taxa de desemprego atinja 7,2% em 2021, recuando para 7,1% em 2022 e 6,8% em 2023, e que o emprego cresça 1,3% este ano. No Boletim Económico de …

Finlândia 0-1 Rússia | Miranchuk recoloca russos na corrida

A anfitriã Rússia conseguiu hoje uma determinante vitória na luta pelo apuramento para os oitavos de final do Euro2020 de futebol, ao bater a Finlândia por 1-0, em São Petersburgo. No primeiro jogo da segunda jornada …

Nove militares da GNR acusados de tortura

O Ministério Público (MP) do Porto acusou nove militares da GNR dos crimes de tortura e outros tratamentos cruéis, degradantes ou desumanos e sequestro agravado. O Ministério Público (MP) do Porto acusou nove militares da GNR, …

Costa garante que Lisboa terá o mesmo tratamento que os outros concelhos

Esta quarta-feira, num dia em que Portugal registou 1.350 novos casos ( 928 dos quais na região de Lisboa e Vale do Tejo), o primeiro-ministro afirmou que a capital terá o mesmo tratamento que os …

Salgado disposto a pagar à massa falida do GES para ficar isento de cumprir pena

Ricardo Salgado está disposto a pagar à massa falida do GES para ser dispensado de cumprir pena no processo que o irá julgar por três crimes de abuso de confiança, segundo a contestação da defesa …

PJ detém 12 pessoas por suspeitas de corrupção na Câmara de Loures

Entre os detidos pela Polícia Judiciária (PJ) estão dois empreiteiros, um arquiteto, um empresário ligado a uma obra particular e oito fiscais. Através da Unidade Nacional de Combate à Corrupção e no âmbito de inquérito dirigido …