Meio milhão de euros por imagem com “erros” e ilegível. Polémica da nova marca Madeira no Parlamento

A nova imagem da marca Madeira está a criar uma onda de espanto e indignação. Tudo porque o novo logotipo que pretende promover o turismo no arquipélago é considerado confuso e pouco original, apesar de ter custado mais de meio milhão de euros a desenvolver.

A Associação de Promoção da Madeira (APM) apresentou a nova imagem de marca do arquipélago na semana finda, como uma identidade visual “mais moderna”, “simples, vibrante e playful“.

O logotipo foi formado a partir da desconstrução do círculo, um símbolo que representa a “ideia de união e perfeição mas, também diversidade”, segundo a APM.

O slogan “Madeira. Tão Tua” reporta para quatro ideias fundamentais, a saber “Um lugar onde me sinto bem”, “Um lugar onde me sinto entre amigos”, “Um lugar em que vivo como um local” e “Um lugar ao qual quero sempre voltar”.

Contudo, o resultado da ideia está a suscitar muitas críticas. Até o antigo presidente do Governo Regional da Madeira, Alberto João Jardim, se veio pronunciar, usando uma publicação no seu perfil do Facebook para apontar que “o novo logotipo combina o snobismo pequeno-burguês com a vulgaridade imitada” e que é uma “tontice desta ansiedade patológica em querer mudar tudo”.



Note-se que Jardim promoveu, “por sete vezes” alterações na imagem do arquipélago enquanto liderou o Governo regional, como destaca o Diário de Notícias da Madeira.

(dr)

Nova imagem de marca da Madeira

PCP leva polémica ao Parlamento regional

O PCP Madeira também já veio criticar o novo logotipo da marca Madeira, apontando para “a leitura difícil e o investimento na campanha” como as “questões mais críticas”.

Assim, os comunistas pediram uma audição no Parlamento regional para debater o assunto.

“Muito para além dos aspectos da legalidade da adjudicação da nova Marca Madeira e dos valores do investimento realizado, estão colocados legítimos questionamentos sobre o bom uso dos dinheiros públicos e sobre a necessária eficácia da aplicação de meios financeiros”, aponta o PCP Madeira em comunicado.

Além disso, o PCP atesta que o novo logotipo mereceu “uma torrente de críticas por parte dos agentes turísticos, hoteleiros, profissionais da comunicação, dos meios de comunicação social e das redes sociais”.

Também o Chega Madeira criticou a nova imagem, considerando que “está a causar mau estar entre as pessoas”. “Até os próprios portugueses têm alguma dificuldade em ler e compreender o que está escrito”, aponta este partido, criticando também os valores gastos.

“Madeira, Minha Nossa!”

O desenvolvimento da marca foi feito pelas agências Bloom Consulting e BAR no âmbito de um contrato público por ajuste directo pelo valor de 560 mil euros. Mas o Governo Regional terá gasto mais cerca de um milhão de euros na promoção da nova marca.

Estes valores têm repercussão nas redes sociais, onde as vozes críticas apontam várias falhas à campanha.

“Meio milhão de euros para uma nova campanha publicitária da Madeira com um logótipo que não é legível nem original, e um claim, “Madeira. Tão Tua”, que mais facilmente poderia estar a vender o turismo da região do Tua“, aponta o utilizador do Facebook MC Somsen, redactor da TVI.

“Se a ideia seria criar “um sentimento de pertença” na marca Madeira, tenho um claim muito melhor e mais barato: “Madeira, Minha Nossa”“, realça ainda MC Somsen.

O jornalista do Expresso Pedro Cordeiro fala em “erros claros” a nível “gramático e gráfico” e nota que “só quem já conhece o nome consegue ler aquilo”.

Já o podcaster Márcio Barcelos repara que “é claro que o slogan tem um erro”, apontando que, na versão em Inglês, em vez de “Madeira Islands belong” devia ser “Madeira Island belongs”.

E o utilizador do Twitter Zalameh considera que “o slogan não tem lógica em Inglês” e que “alguém deve ter pensado esse slogan em Português e fez a tradução” à letra.

(dr)

Nova imagem de marca da Madeira

Nova imagem de marca da Madeira

Também há quem note que o logotipo tem semelhanças evidentes com um design desenvolvido pela plataforma Adobe Stock ou com a imagem de marca da Benetton.

Entretanto, vão surgindo os memes a brincar com a situação e até o perfil do Cinema São Jorge no Twitter se juntou à brincadeira.

Albuquerque fala em “trabalho excepcional”

O presidente do Governo regional, Miguel Albuquerque, falou da nova imagem como “um trabalho excepcional” aquando da sua apresentação.

“Tudo se conjuga para aquilo que sempre caracterizou a Madeira, que foi a sua hospitalidade“, apontou ainda, notando que o arquipélago é um destino onde “as pessoas se sentem em casa”.

Para o secretário Regional do Turismo, Eduardo Jesus, a nova identidade visual é o “culminar de um processo” que se iniciou há vários anos e que pretende “traduzir a arte do bem receber, espelhar a capacidade de inclusão” da região e afirmá-la “no mundo como um destino único, de excelência e com um grande coração que quer receber todos da mesma forma”.

No fundo, o objetivo é “fazer com que cada pessoa sinta que é aqui que pertence“, como notou o director executivo da APM, Nuno Vale, na apresentação da nova marca.

“O propósito da marca é um norte, capaz de unificar as nossas gentes e quem nos visita em torno de uma percepção comum e daquilo que nos propomos ser e fazer”, concluiu aquele responsável.

  Susana Valente, ZAP //

PARTILHAR

20 COMENTÁRIOS

  1. É verdade! Quando vi pela primeira vez tive dificuldade em entender que o que lá está escrito é simplesmente “MADEIRA”. Depois de se saber até se vê mais ou menos bem, mas para quem não conhece é difícil. Quanto ao “em vez de “Madeira Islands belong” devia ser “Madeira Island belongs”.”, nessa não concordo. A Madeira é constituída por várias ilhas, por isso “Islands” no plural. E as boas regras inglesas dizem que o adjetivo para o substantivo plural é singular, ou seja, “Madeira Islands belong to…”

  2. Modernices sem sentido!
    Pensei que estavam a fazer publicidade ao rio Tua, ainda pensei se haveria uma nova região a chamar-se “Tão Tua”…
    Talvez tenha desculpa porque já sou velhota!

  3. Eu não acredito que esta p..ria custou meio milhão de euros! Qualquer youtuber fazia melhor e por menos de metade. Realmente quando não nos custa a ganhar o dinheirinho é esbanjar à fartazana. Dinheiro que tanta falta faz em tantos sectores da sociedade. Tenham vergonha.

  4. Existe algum boy ou familiar de boy nessa empresa de design?
    Ou algum deles já tem um lugar lá garantido para quando saírem do poleiro?

  5. E assim se faz a corripcao…
    Nao se justifica…
    Aceita-se…
    Todos perdem…
    Em nome de uns, nao da madeira… madeira nao precisa e conhecida…
    Enfim mais uma historia por contar…

  6. É por estas e por outras que devia haver uma redução de impostos.
    A “empresa” governos simplesmente não sabe gerir, poucos tem competências do que quer que seja, e reina o compadrio e favores.

  7. As letras “e” e “i” são opções muito discutíveis. Mais o “e” que em termos do suposto estilo tipográfico, foge por completo ao utilizado no resto. Aque “i” encavalitado, também parece uma carta fora do baralho. Perde consistência e legibilidade. É só uma opinião. Quanto ao resto, já foi tudo dito.

  8. Se, de cada vez que a minha querida me disser “Sou tua!”, eu me lembrar do Rio Tua, algo vai mal (em mim). Realmente, quando a vontade de dizer mal é grande, inventa-se tudo mesmo sem pensar e depois é um “Maria vai com as outras”. Além disso, o Fernando (17 Abril, 2021 at 15:34) faz uma análise lúcida do inglês usado, coisa que os detratores não conseguem nem querem, pelos vistos, porque apenas querem maldizer!

  9. Sempre foi usal ,o Continente pagar estes desvarios !
    Não lhes custa a ganhar , e os ricos do
    que paguem .
    Já no tempo do Alberto , assim era !
    Porque mudar ,? sempre ouvi !
    Se não visse com atenção, passava-me ao lado , até pensei que era um algum slogan , a região do Rio Tua !
    Cuidem-se , o Continente que pague a crise !

  10. Mais um esquema made in Madeira e os cubanos a pagar… Albuquerque e o seu séquito (seguidores do rei Alberto) a desbaratar o dinheirinho do continente… E tudo de bico calado porque senão a mama acaba-se para quem piar…

  11. Fernando. tem razão em incluir no conjunto a ilha de Porto Santo, só não tem razão quando chama adjectivo ao verbo “belong” que, no presente do indicativo, só termina em s se o sujeito for singular.

  12. ” Madeira.Tão Tua” o ponto final não se percebe, a maiúscula no pronome “Tua” leva a confusão com o nome do rio. O “tão” é o primeiro termo de uma comparação e aparece, quase sempre, antes de um adjetivo. Há realmente alguns erros neste título que, de facto, nos saíram muito caros!! Esta forma de trabalhar sem ouvir quem está directamente interessado no que se faz, é muito próprio do complexo de alguns dos nossos profissionais.

  13. Concordo com a má legibilidade da coisa. Só ainda não percebi porque há aqui uns comentaristas a dizer que o continente paga isto. O orçamento regional da Madeira é que paga.
    E o Estado português ainda está a ganhar juros cobrados à Madeira sobre o empréstimo que esta fez no mercado internacional via República, por obrigação da Troika. Ou seja, o Estado faz de comissionista e ganha dinheiro através de um esquema igual ao spread que pagamos ao banco…

  14. Parece-me que se inspiraram no design do nome do programa “Governo Sombra”! Gastaram tanto dinheiro e, ainda por cima, não são originais! Não há nada que chegue à simplicidade! A inovação na escrita, muitas vezes. não resulta! É muito arriscado brincar com a gramática.

  15. Ao fim e ao cabo o logotipo até está bem porque conseguiu o efeito pretendido: ser comentado, olharem para ele! As cores encontradas são bonitas, quentes e o fundo é lindo! E o tipo de letra até é original! Que mais querem?

RESPONDER

O segredo da Coreia do Sul para combater a covid-19? Tecnologia de ponta e toque humano

O sucesso da Coreia do Sul a combater a pandemia de covid-19 não assentou apenas no recurso à tecnologia de ponta — também envolveu o tradicional toque humano. De acordo com um recente relatório da Câmara …

Governo: voto contra do Bloco é "definitivo". Marcelo diz que chumbo provoca dissolução

O Governo afirmou este domingo que entendeu o anúncio de voto contra por parte do BE como “uma posição definitiva”, remetendo eventuais novas negociações com este partido para a fase da especialidade do Orçamento do …

Soldados do exército chinês alinhados.

Chinesas querem "empregos de homem" — mas o sistema educacional corta-lhes as asas

Várias escolas, academia e universidades chinesas impõe cotas que limitam o acesso de estudantes do sexo feminino. Mulheres têm de tirar notas mais altas do que os homens para entrar. Um pouco por todo o mundo …

"A Escola de Atenas", quadro de Rafael Sanzio.

Ideias da filosofia grega podem ter-nos conduzido às alterações climáticas

Algumas das ideias defendidas por antigos filósofos gregos podem ter conduzido a civilização rumo às alterações climáticas. Incêndios florestais causados por ventos crescentes e um calor sem precedentes cercaram Atenas, Grécia, no verão passado, cobrindo os …

Vizela 0-1 Benfica | Milagre de São Rafa no último suspiro

A ressaca pós-goleada frente ao Bayern, na Liga dos Campeões, foi difícil para o Benfica. Os comandados de Jorge Jesus sentiram muitas dificuldades frente a um Vizela que sabia que o seu adversário iria patentear …

Otoniel, o camponês paramilitar (e criminoso mais procurado da Colômbia) foi capturado

O governo da Colômbia anunciou este sábado a captura do narcotraficante mais procurado do país, Dairo Antonio Úsuga (com a alcunha de 'Otoniel'), por quem os Estados Unidos ofereciam uma recompensa de cinco milhões de …

"Tratam as doentes como histéricas". O longo caminho da Medicina até levar a sério a dor feminina está a custar vidas

Muitos dos avanços na medicina tiveram apenas metade da população em conta. Para além da falta de representação das mulheres nos estudos médicos, a dor e os relatos das pacientes são muitas vezes desvalorizados nas …

Bloco faz ultimato: vota contra o OE se até 4ª feira o Governo "insistir em impor recusas"

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, avisou este domingo que o BE votará contra o orçamento se até quarta-feira “o Governo insistir em impor recusas onde a esquerda podia ter avanços”, mantendo, no …

Nova faca de madeira é três vezes mais afiada do que as de aço - e pode ser lavada após ser usada

Através do uso de métodos alternativos, uma equipa de cientistas criou uma nova forma endurecida da madeira que pode ser transformada em facas afiadas. A equipa da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, refere que as …

Áustria planeia confinar quem não estiver vacinado contra covid-19

O governo austríaco anunciou que, se ocupação de camas de Unidades de Cuidados Intensivos com pacientes covid-19 atingir nível crítico, pessoas não imunizadas poderão sair de casa apenas em casos excepcionais, como compras essenciais e …