Poema na Estátua da Liberdade sobre migrantes “refere-se a pessoas vindas da Europa”

Tono Balaguer / Canva

Após a publicação de uma lei sobre a migração no país, o poema “The New Colossus”, escrito em 1883 por Emma Lazarus, está agora a provocar um debate sobre o seu verdadeiro significado.

Ao longo do tempo, a Estátua da Liberdade tem assumido um crescente simbolismo nos debates sobre a imigração do país norte-americano.

Agora, com a publicação de uma lei sobre migração, Ken Cuccinelli, diretor interino dos Serviços de Cidadania e Imigração dos Estados Unidos, revelou a sua interpretação do poema escrito há 136 anos por Emma Lazarus, na base da estátua.

Cuccinelli começou a responder questões sobre o poema na segunda-feira, quando deu uma conferência de imprensa na Casa Branca.

“Estão a implementar uma regra de encargo público pela primeira vez“, disse Steven Portnoy, jornalista da CBS News Radio. “Esse sentimento — ‘dai-me os teus cansados, os teus pobres’ — ainda opera nos Estados Unidos? Ou essas palavras devem sair?, perguntou Portnoy.

Cuccinelli respondeu que “certamente não estava preparado para derrubar nada da Estátua da Liberdade” e, acrescentou que os EUA tinham uma longa história de boas-vindas aos migrantes.

O poema voltou a surgir na manhã de terça-feira, durante uma entrevista com Rachel Martin na National Public Radio. “‘Dai-me os teus cansados, os teus pobres’, os que se conseguem apoiar nos seus pés e que não se vão tornar num fardo público” explicou o oficial do governo à NPR.

O comentário voltou a ser repetido pelo funcionário da Casa Branca, na terça-feira, durante uma entrevista com Erin Burnett na CNN.

“Bem, é claro que o poema se referia a pessoas vindas da Europa, onde tinham sociedades baseadas em classes e onde as pessoas eram consideradas infelizes se não estivessem na classe certa”, disse Cuccinelli na entrevista.

No que diz respeito à interpretação do poema, Annie Polland, diretora executiva da American Jewish Society, tem uma opinião diferente de Cuccinelli. “No poema, (Lazarus) refere-se à estátua e à América como mãe dos exilados; não disse uma mãe dos exilados europeus, disse uma mãe dos exilados“, elucida.

“O que Lazarus ambicionava, era uma ideia expansiva e inclusiva dos imigrantes e a maneira pela qual os próprios Estados Unidos se definiriam ao fornecer essa segurança e oportunidade para os mesmos”, conclui Polland.

De acordo com Polland, Lazarus dedicou-se em 1881 e 1882 a ajudar imigrantes judeus da Europa Oriental. Na altura, ensinava-lhes inglês e defendia-os legalmente. “Escrevia sobre o anti-semitismo na Rússia que provocou grande parte dessa migração”, explica Polland.

A poeta e escritora era judia americana de quinta geração, de ascendência sefardita — ou seja, descendente de judeus originários de Portugal e Espanha. Os seus ancestrais foram expulsos destes países, viajaram e, em 1700, encontraram um lugar seguro para viver: os Estados Unidos.

Lazarus escreveu “The New Colossus“, em 1883, como parte de uma campanha de arrecadação de fundos para pagar o pedestal da estátua, feito nos Estados Unidos, diz o The New York Times.

A estátua ia servir de farol no Canal Suez, no Egito. Mas quando o projeto caiu, o escultor decidiu colocar a Lady Liberty no porto de Nova Iorque. O monumento foi concebido como uma celebração da liberdade, o fim da escravidão e a confraternização entre França e Estados Unidos.

DR, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas explicam porque trabalhar à noite faz mal aos intestinos

As pessoas que trabalham à noite têm mais probabilidades de desenvolver inflamações intestinais, porque há células que contribuem para a saúde intestinal que deixam de receber informações vitais do cérebro, indica um estudo divulgado esta …

Marinha dos EUA admite que vídeos de OVNI's são verdadeiros (e não era suposto ninguém saber)

A Marinha dos EUA confirmou que imagens de OVNIs que surgiram nos últimos anos são reais e que nunca pretenderam que o vídeo fosse visto pelo público. As imagens que apareceram pela primeira vez online em …

O Pólo Norte vai ter um hotel de luxo (iluminado pelas auroras boreais)

https://vimeo.com/360873720 O hotel "mais a norte do mundo" só existirá durante um mês e o glamping de luxo será para muito poucos: o custo é de 95 mil euros por pessoa por três dias. Em 2020, o …

Whitney Houston vai regressar aos palcos (em holograma)

Whitney Houston vai "regressar" aos palcos, em formato holograma. Foi anunciada uma digressão da cantora por várias salas do Reino Unido, em 2020. Os planos para uma digressão de holograma de Whitney Houston têm sido discutidos …

Victor Vescovo diz que chegou ao ponto mais profundo dos oceanos. James Cameron não concorda

James Cameron levantou dúvidas sobre as recentes declarações de Victor Vescovo sobre ter quebrado o recorde do mergulho mais profundo no oceano, dizendo que o empresário não pode ter descido mais, uma vez que não …

Par de patinadores no gelo mais medalhado de sempre anuncia fim da carreira

Os canadianos Tessa Virtue e Scott Moir, o par de patinadores no gelo mais medalhado da história do olimpismo, anunciaram esta quarta-feira o fim da carreira. “Olá a todos. Temos novidades para todos os que nos …

Elon Musk é o líder mais inspirador da tecnologia da atualidade

Elon Musk foi nomeado o líder mais inspirador no setor da tecnologia, de acordo com um estudo publicado pela Hired, uma plataforma para contratação de pessoal em 14 cidades em todo o mundo. O estudo, chamado …

De portas abertas para quem precisa. Frigoríficos solidários crescem em Paris

A Cantina do 18.º bairro parisiense foi o primeiro espaço deste projeto solidário, inaugurado há dois anos. Atualmente existem 38 restaurantes em França que acolhem os frigoríficos solidários. Em dois anos, o projeto dos frigoríficos solidários …

Imigrante do Bangladesh em Itália encontra e devolve carteira com 2 mil euros

Mossan Rasal, um bangladeshiano de 23 anos que vive em Roma, encontrou na rua uma carteira com dois mil euros, documentos de identificação, cartões de crédito, carta de condução. Em vez de retirar o dinheiro e …

Austrália conclui que China foi responsável por ciberataque ao parlamento

A agência de inteligência cibernética da Austrália (ASD) concluiu que a China foi a responsável por um ataque informático, no início deste ano, contra o parlamento nacional. Os serviços de inteligência australianos (Australian Signals Directorate) concluíram …