Pó de talco para bebés tem amianto (e a Johnson & Johnson sabia há décadas)

O conhecido pó de talco para bebés da marca Johnson & Johnson contém vestígios de amianto, substância considerada cancerígena, há várias décadas, de acordo com uma investigação da Reuters que garante que a empresa tinha conhecimento deste dado.

Uma grande investigação da agência de notícias Reuters  assegura que a Johnson & Johnson esteve a par, durante vários anos, de que o seu pó de talco para bebés continha vestígios de amianto.

Esta substância é considerada cancerígena e poderá estar associada a vários casos de cancro nos ovários.

A Johnson & Johnson já veio contestar a investigação da Reuters, considerando que é “desinformação” e “só para distrair” as atenções dos milhares de estudos que atestam que não há quaisquer vestígios de amianto.

Mas a Reuters avança que teve acesso a documentos internos e a testemunhos que indicam que administradores, médicos e advogados da empresa tinham conhecimento de que os testes efectuados ao pó de talco para bebés revelavam a presença de pequenas quantidades de amianto.

Estes vestígios terão sido detectados entre 1971 e o início dos anos 2000, mas a empresa terá ocultado a informação.

A Reuters nota que quando a Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA (FDA) avaliava a presença de amianto em talcos, em 1976, a Johnson & Johnson garantiu à entidade supervisora que nem sinal da substância tinha sido encontrado nos produtos produzidos entre 1972 e 1973.

Todavia, segundo a agência de notícias, três testes realizados em três laboratórios diferentes, entre os anos de 1972 e 1975, terão revelado a presença de vestígios de amianto. Nalguns dos casos a que a Reuters teve acesso, assinalava-se a presença da substância em níveis “bastante elevados”.

Em reacção à investigação da Reuters, a Johnson & Johnson assegura que o conteúdo é “falso” e “inflamatório”, concluindo que se trata de “uma teoria da conspiração absurda, que aparentemente abrange mais de 40 anos e que terá sido orquestrada por várias gerações de cientistas e reguladores das universidades mais importantes do mundo”.

A Johnson & Johnson tem estado envolvida em vários casos judiciais, nomeadamente por ser acusado de provocar cancro do ovário a inúmeras mulheres.

Em Julho deste ano, a empresa foi condenada a pagar mais de quatro mil milhões de euros a 22 mulheres que alegaram terem contraído cancro do ovário após vários anos de utilização de pó de talco da marca.

“Isto é só para distrair do facto de que milhares de testes independentes provam precisamente que o nosso pó de talco não contém amianto, nem causa cancro”, notou à Reuters o vice-presidente da Johnson & Johnson, Ernie Knewitz.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Desde que foi descoberto e começam a pagar indemnizações milionárias e as vendas caem a pique, ou seja, desde a altura em que o descalabro da marca se torna uma possibilidade real. Aí sim, eles “preocupam-se”…

Responder a rahul Cancelar resposta

Metro de Nova Iorque pede à Apple para melhorar sistema de reconhecimento facial

A autoridade que gere o metro de Nova Iorque, nos Estados Unidos, pediu à gigante tecnológica Apple para melhorar o reconhecimento facial dos seus dispositivos depois de serem observados vários passageiros a retirar a máscara …

Rival da Tesla diz que o seu carro terá uma autonomia de 832 quilómetros

A empresa Lucid Motors, concorrente direta da Tesla no mercado automóvel elétrico, afirma que o seu carro Air terá uma autonomia de 832 quilómetros. A confirmar-se a autonomia deste carro, o automóvel da Lucid Motors ultrapassará …

Moradores das Maurícias estão a cortar o próprio cabelo para ajudar a evitar um desastre ambiental

Moradores das Maurícias estão a cortar o seu próprio cabelo para para tentar minimizar os danos causados pelo derrame de petróleo de um navio janponês encalhado nos recifes de coral ao largo da ilha. Estima-se que …

Atalanta 1-2 PSG | Reviravolta épica vale bilhete para as “meias”

Um final impróprio para cardíacos e o epílogo perfeito num excelente jogo. O PSG esteve a perder desde o minuto 27, mas em apenas três minutos dos descontos deu a volta ao texto diante da …

Um emblemático transplante nos EUA aconteceu graças a um coração "roubado"

Um dos primeiros transplantes de coração realizados no mundo aconteceu no Estados Unidos. O que muitos não sabem é que este caso de sucesso também deu aso ao primeiro processo civil no país por homicídio …

"Pandemia de sem-abrigo" nos EUA. Há 30 milhões de pessoas sob risco de despejo

Nos Estados Unidos da América avizinha-se uma "pandemia de sem-abrigo". Até ao final de setembro, 30 milhões de norte-americanos estão em risco de despejo devido à covid-19. Nos Estados Unidos, a pandemia de covid-19 pode estar …

Tráfego nas autoestradas cai para quase metade. Foi o pior trimestre de sempre

A rede da Associação Portuguesa das Sociedades Concessionárias de Autoestradas ou Pontes com Portagens (APCAP) registou de abril a junho "o pior trimestre de circulação e tráfego médio desde que há registos", recuando 46% devido …

Bielorrússia cortou acesso à internet e tentou fazer com que parecesse um acidente

No seguimento da reeleição de Alexandr Lukashenko na Bielorrússia, multiplicam-se os apagões de internet. O Governo diz que se trata de um ataque cibernético, mas há suspeitas de que seja um plano do presidente. Os protestos …

Resgatados 28 cães sem registo ou vacinas de barracões onde também vivia a proprietária em Lisboa

Vinte e oito cães foram retirados pela PSP terça-feira de barracões em Lisboa onde também vivia a proprietária, avança a agência Lusa, detalhando que os animais serão depois colocados para adoção.  Os animais foram posteriormente recolhidos …

Pela primeira vez em 300 anos, é possível visitar esta ilha em Cabo Cod

Pela primeira vez em 300 anos, uma ilha ao largo da costa de Cabo Cod, península em forma de gancho no estado norte-americano de Massachusetts, está aberta ao público. A Ilha Sipson é propriedade privada desde …