Pó de talco para bebés tem amianto (e a Johnson & Johnson sabia há décadas)

O conhecido pó de talco para bebés da marca Johnson & Johnson contém vestígios de amianto, substância considerada cancerígena, há várias décadas, de acordo com uma investigação da Reuters que garante que a empresa tinha conhecimento deste dado.

Uma grande investigação da agência de notícias Reuters  assegura que a Johnson & Johnson esteve a par, durante vários anos, de que o seu pó de talco para bebés continha vestígios de amianto.

Esta substância é considerada cancerígena e poderá estar associada a vários casos de cancro nos ovários.

A Johnson & Johnson já veio contestar a investigação da Reuters, considerando que é “desinformação” e “só para distrair” as atenções dos milhares de estudos que atestam que não há quaisquer vestígios de amianto.

Mas a Reuters avança que teve acesso a documentos internos e a testemunhos que indicam que administradores, médicos e advogados da empresa tinham conhecimento de que os testes efectuados ao pó de talco para bebés revelavam a presença de pequenas quantidades de amianto.

Estes vestígios terão sido detectados entre 1971 e o início dos anos 2000, mas a empresa terá ocultado a informação.

A Reuters nota que quando a Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA (FDA) avaliava a presença de amianto em talcos, em 1976, a Johnson & Johnson garantiu à entidade supervisora que nem sinal da substância tinha sido encontrado nos produtos produzidos entre 1972 e 1973.

Todavia, segundo a agência de notícias, três testes realizados em três laboratórios diferentes, entre os anos de 1972 e 1975, terão revelado a presença de vestígios de amianto. Nalguns dos casos a que a Reuters teve acesso, assinalava-se a presença da substância em níveis “bastante elevados”.

Em reacção à investigação da Reuters, a Johnson & Johnson assegura que o conteúdo é “falso” e “inflamatório”, concluindo que se trata de “uma teoria da conspiração absurda, que aparentemente abrange mais de 40 anos e que terá sido orquestrada por várias gerações de cientistas e reguladores das universidades mais importantes do mundo”.

A Johnson & Johnson tem estado envolvida em vários casos judiciais, nomeadamente por ser acusado de provocar cancro do ovário a inúmeras mulheres.

Em Julho deste ano, a empresa foi condenada a pagar mais de quatro mil milhões de euros a 22 mulheres que alegaram terem contraído cancro do ovário após vários anos de utilização de pó de talco da marca.

“Isto é só para distrair do facto de que milhares de testes independentes provam precisamente que o nosso pó de talco não contém amianto, nem causa cancro”, notou à Reuters o vice-presidente da Johnson & Johnson, Ernie Knewitz.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Desde que foi descoberto e começam a pagar indemnizações milionárias e as vendas caem a pique, ou seja, desde a altura em que o descalabro da marca se torna uma possibilidade real. Aí sim, eles “preocupam-se”…

RESPONDER

"A situação está caótica": Hospital de Penafiel com vários profissionais infetados

Colaboradores de vários grupos profissionais do Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa, em Penafiel, estão infetados com o novo coronavírus, disse esta terça-feira a administração daquela unidade, sem precisar o número de casos. "Tal como em …

"Santo Graal". Cientistas criam o primeiro supercondutor a temperatura ambiente do mundo

Uma equipa de físicos criou o primeiro material capaz de supercondutividade em temperatura ambiente, desenvolvendo um processo que pode ajudar a "quebrar barreiras e abrir a porta a muitas potenciais aplicações". Desde a sua descoberta, há …

Planetas parecidos com a Terra costumam ter "guarda-costas"

Um grupo internacional de astrónomos, liderado por Martin Schlecker do Instituto Max Planck para Astronomia, descobriu que o arranjo de planetas rochosos, gasosos e gelados nos sistemas planetários aparentemente não é aleatório e depende apenas …

Disney+ alerta para estereótipos racistas. Filmes clássicos com avisos sobre "maus tratos"

Embora já exibisse mensagens padrão desde o ano passado, a nova plataforma de vídeo Disney+ mostra agora um aviso, que não pode ser passado à frente, no início de vários filmes clássicos - como Dumbo …

Curados da covid-19 continuam com sintomas meses depois de terem contraído o vírus

Um estudo da Universidade de Oxford indica que 64% dos pacientes hospitalizados com o novo coronavírus apresenta falta de ar 2 a 3 meses depois de serem infetados. E quase 40% tem sintomas de depressão. Já …

Portugal vai estar no Mundial sub-20 (sem jogar o apuramento)

Todas as fases do Europeu sub-19 foram canceladas e a seleção portuguesa foi uma das eleitas para participar no Mundial do próximo ano. Portugal já sabe que vai estar na fase final do Mundial sub-20 (se …

Novos implantes cardíacos podem salvar 10 mil vidas por ano

O chamado envelope antibiótico envolve o implante cardíaco e previne infeções no paciente. Por ano, morrem cerca de 10 mil pessoas devido a infeções geradas pelo implante. O pacemaker é um pequeno aparelho que é colocado …

Banda dá concerto com músicos e público envoltos em bolhas de plástico para evitar contágio

A banda norte-americana Flaming Lips utilizou bolhas insufláveis ​​de tamanho humano num concerto em Oklahoma, uma solução para proteger os músicos e o público do novo coronavírus, enquanto tenta encontrar uma forma segura para atuar …

EUA. Especialista diz que as próximas semanas "vão ser as mais negras de toda a pandemia"

Um especialista em doenças infecciosas disse que no caso dos Estados Unidos, as próximas seis a 12 semanas vão ser as mais negras de toda a pandemia de covid-19. Michael Osterholm, diretor do Centro de Investigação …

Chelsea inscreve... Petr Cech

Antigo guarda-redes poderá voltar aos relvados nesta época, embora seja pouco provável, para já. Petr Čech entrou em campo pela última vez em maio de 2019, há quase um ano e meio. Já tinha anunciado a …