Pintura perdida de Caravaggio foi vendida antes do leilão (mas não se sabe se é autêntica)

Andy Rain / EPA

Uma pintura de Caravaggio anteriormente desconhecida, encontrada há apenas alguns anos, deveria render até 170 milhões de dólares – 150 milhões de euros – em leilão esta semana. Mas nunca chegou ao leilão.

Em vez disso, um comprador anónimo comprou a pintura na terça-feira antes do leilão de 27 de junho em Toulouse, na França, informou o The Guardian.

A tela mostra a cena bíblica de Judite – uma judia – a decapitar o general Assírio Holofernes, para salvar o seu povo. Caravaggio já é conhecido por imortalizar este conto horripilante na pintura “Judith and Holofernes”, que terminou por volta de 1598 ou 1599.

Mas será esta versão alternativa da decapitação sangrenta de Caravaggio? Vários especialistas têm dúvidas, segundo o jornal britânico.

O “perdido” Caravaggio surgiu numa casa de Toulouse em abril de 2014, informou a CNN naquele ano. Depois de os proprietários encontrarem a lona manchada de água no sótão durante uma reforma, contactaram um amigo chamado Marc Labarbe, que também era um leiloeiro de arte.

Labarbe enviou uma fotografia da pintura para Eric Turquin, um respeitado especialista em arte parisiense e especialista em mestres antigos, para análise. Dois anos depois, Turquin declarou que a obra de arte tinha sido pintada por Michelangelo Merisi da Caravaggio, informou a Reuters em 2016.

“Um pintor é como nós – tem tiques. E há todos os tiques de Caravaggio nisto”, disse Turquin à Reuters. Além disso, acredita-se que Caravaggio tenha criado outra pintura de Judith e Holofernes em 1606, de acordo com registos datados de há 400 anos, disse Turquin ao The Guardian.

Não se sabe exatamente o que aconteceu à obra desde o século XVII. A sua última localização conhecida foi numa exposição em Antuérpia, na Bélgica, no ano de 1689. A obra barroca foi pintada por Caravaggio em 1599.

Raios-X e limpeza revelaram que a pintura do sótão sofreu muitas revisões com “muitos retoques”, que os especialistas veem como um sinal de que uma pintura não é uma falsificação ou cópia.

Por outro lado, vários especialistas contestam a proveniência da pintura, disse Richard Spear, especialista em barroco italiano da Universidade de Princeton, ao jornal The Art Newspaper.

Alguns especialistas sugerem que a pintura é obra do artista flamengo Louis Finson, contemporâneo de Caravaggio. Outros propõem que Finson completou a pintura que Caravaggio deixou inacabada em 1607, depois de fugir de Malta para escapar de uma sentença de morte por assassinar um homem numa agressão na rua.

Representantes do leilão recusaram-se a divulgar a identidade do comprador ou o preço de venda da pintura, mas a obra está vinculada a um “grande museu” sem nome fora da França, onde será exibido ao público.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

A pandemia veio interromper as touradas no Peru. Mas há quem não esteja muito satisfeito com isso

Em poucos meses a pandemia do novo coronavírus conseguiu um feito há muito desejado por ativistas de todo o mundo: interrompeu as touradas. O cancelamento dos espetáculos - criticados pela sua violência para com os …

Dezenas de sites franceses com propaganda islâmica após pirataria informática

Várias dezenas de pequenos websites franceses foram afetados por uma onda de pirataria informática, publicando mensagens de propaganda islâmica, indica hoje a agência noticiosa France-Press (AFP). Mensagens como “Vitória para Maomé, vitória para o Islão e …

Jogos Olímpicos em 2021 vão mostrar que "humanidade derrotou o vírus"

O primeiro-ministro japonês, Yoshihide Suga, disse esta segunda-feira que o país está "determinado" em organizar os Jogos Olímpicos no verão de 2021 e declarou que o evento servirá "como prova de que a humanidade derrotou …

Herdeiro da Samsung assume as rédeas da empresa depois da morte do pai

Lee Jae-Yong, filho do presidente da Samsung, assumiu a liderança da empresa depois do seu pai ter falecido este domingo. O herdeiro assume as rédeas numa altura em que a gigante da tecnologia procura evoluir. Sob …

Vídeos de suicídios, abortos ou abusos sexuais. Ex-moderadora do YouTube descreve pesadelo (e processa plataforma)

Uma ex-moderadora do YouTube apresentou uma queixa contra a plataforma na segunda-feira, acusando-a de não proteger os funcionários que são sujeitos a uma análise e remoção de vídeos violentos publicados na página. O processo contra o …

Resultados nos Açores levam PS a pensar em eleições antecipadas

O PS voltou a ganhar as eleições regionais dos Açores, obtendo 39,13% dos votos, o que não garante a maioria absoluta. Os resultados levam o partido a pensar já em eleições antecipadas. "[O governo regional] está …

"Ainda não sei bem o que fiz". João Almeida e Rúben Guerreiro de volta a Portugal

João Almeida e Rúben Guerreiro foram duas das maiores figuras desta edição do Giro, a volta a Itália em bicicleta. Os dois ciclistas aterraram esta segunda-feira, em Lisboa, e parece que ainda não perceberam a …

Autarca de Pedrógão Grande critica "péssima investigação" sobre reconstrução de casas

O presidente da Câmara de Pedrógão Grande acusou o Ministério Público e a Polícia Judiciária de terem feito uma "péssima investigação" no processo sobre a reconstrução das casas, cujo julgamento se iniciou esta segunda-feira. "[As acusações] …

Novo Banco e TAP são "riscos não negligenciáveis" para o défice

A TAP e o Novo Banco podem ter um efeito orçamental maior que o estimado pelo Governo em 2021, constituindo "riscos não negligenciáveis" para o défice, segundo uma avaliação do Conselho das Finanças Públicas (CFP) …

NASA revela que há água na Lua

A NASA revelou, esta segunda-feira, que foi encontrada água em forma de gelo numa superfície da Lua. Os investigadores apontam ainda para a possibilidade de existirem múltiplos depósitos subterrâneos na Lua onde esteja armazenada água …