Pintura perdida de Caravaggio foi vendida antes do leilão (mas não se sabe se é autêntica)

Andy Rain / EPA

Uma pintura de Caravaggio anteriormente desconhecida, encontrada há apenas alguns anos, deveria render até 170 milhões de dólares – 150 milhões de euros – em leilão esta semana. Mas nunca chegou ao leilão.

Em vez disso, um comprador anónimo comprou a pintura na terça-feira antes do leilão de 27 de junho em Toulouse, na França, informou o The Guardian.

A tela mostra a cena bíblica de Judite – uma judia – a decapitar o general Assírio Holofernes, para salvar o seu povo. Caravaggio já é conhecido por imortalizar este conto horripilante na pintura “Judith and Holofernes”, que terminou por volta de 1598 ou 1599.

Mas será esta versão alternativa da decapitação sangrenta de Caravaggio? Vários especialistas têm dúvidas, segundo o jornal britânico.

O “perdido” Caravaggio surgiu numa casa de Toulouse em abril de 2014, informou a CNN naquele ano. Depois de os proprietários encontrarem a lona manchada de água no sótão durante uma reforma, contactaram um amigo chamado Marc Labarbe, que também era um leiloeiro de arte.

Labarbe enviou uma fotografia da pintura para Eric Turquin, um respeitado especialista em arte parisiense e especialista em mestres antigos, para análise. Dois anos depois, Turquin declarou que a obra de arte tinha sido pintada por Michelangelo Merisi da Caravaggio, informou a Reuters em 2016.

“Um pintor é como nós – tem tiques. E há todos os tiques de Caravaggio nisto”, disse Turquin à Reuters. Além disso, acredita-se que Caravaggio tenha criado outra pintura de Judith e Holofernes em 1606, de acordo com registos datados de há 400 anos, disse Turquin ao The Guardian.

Não se sabe exatamente o que aconteceu à obra desde o século XVII. A sua última localização conhecida foi numa exposição em Antuérpia, na Bélgica, no ano de 1689. A obra barroca foi pintada por Caravaggio em 1599.

Raios-X e limpeza revelaram que a pintura do sótão sofreu muitas revisões com “muitos retoques”, que os especialistas veem como um sinal de que uma pintura não é uma falsificação ou cópia.

Por outro lado, vários especialistas contestam a proveniência da pintura, disse Richard Spear, especialista em barroco italiano da Universidade de Princeton, ao jornal The Art Newspaper.

Alguns especialistas sugerem que a pintura é obra do artista flamengo Louis Finson, contemporâneo de Caravaggio. Outros propõem que Finson completou a pintura que Caravaggio deixou inacabada em 1607, depois de fugir de Malta para escapar de uma sentença de morte por assassinar um homem numa agressão na rua.

Representantes do leilão recusaram-se a divulgar a identidade do comprador ou o preço de venda da pintura, mas a obra está vinculada a um “grande museu” sem nome fora da França, onde será exibido ao público.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Inteligência Artificial está a reviver jogos de tabuleiro ancestrais

A Inteligência Artificial consegue descobrir, com um grande grau de precisão, o conjunto de regras de vários jogos de tabuleiro ancestrais. Jogos de tabuleiro com centenas de anos são, por vezes, encontrados em escavações arqueológicas. Sem …

Panteras da Flórida estão a agir como se tivessem sido envenenadas (e os cientistas não sabem porquê)

Algumas panteras da Flórida, nos Estados Unidos, estão a ter um comportamento estranho ao andar, quase como se tivessem sido envenenadas. Os cientistas ainda não conseguiram perceber porquê. De acordo com o Washington Post, pelo menos …

SL Benfica 0-2 FC Porto | "Dragão" astuto arranca triunfo na Luz

O FC Porto foi ao Estádio da Luz vencer o “clássico” por 2-0 e recuperar a desvantagem de três pontos que tinha no campeonato. Com uma estratégia muito bem montada, baseada numa grande pressão sobre o …

Câmaras de Inteligência Artificial podem ser a solução para evitar tiroteios

Câmaras de videovigilância com Inteligência Artificial podem ser a solução para pôr um fim aos tiroteios. Esta tecnologia é capaz de detetar armas de fogo e avisar logo de seguida as autoridades. Com as dificuldades em …

Violência policial é uma das principais causas de morte de jovens negros nos EUA

A violência policial é uma das principais causas de morte entre jovens nos Estados Unidos, com os negros a terem 2,5 vezes mais hipóteses de serem mortos do que os homens brancos. O estudo, publicado este …

A Volocopter apresenta o seu táxi voador mais potente (e já andou no ar)

https://vimeo.com/355573555 Desde 2013 a Volocopter tem vindo a aprimorar o seu projeto de táxi voador. Desta vez, o design é mais redondo, mais simples e mais potente. O Volocopter é uma aeronave 100% elétrica que os criadores …

Israel desenvolve terapia à base de ecstasy para tratar stress pós-traumático

O Ministério da Saúde israelita desenvolveu uma terapia à base de MDMA - o componente ativo da metanfetamina popularmente conhecida como 'ecstasy' - para tratar pessoas que sofrem de stress pós-traumático resistente. Num entrevista sobre a …

Quaresma de saída do Besiktas. "Presidente não me quer na equipa"

Revelação feita pelo jogador, no Instagram: "Acabei de ser informado pelo presidente do clube que ele não quer que eu continue a jogar na equipa. Estou a tentar encontrar solução para o meu futuro". O internacional …

O Dr. House português diz que 90% do que os médicos fazem é "fantochada"

É conhecido como o Dr. House português, numa referência à série televisiva norte-americana, pela forma como faz diagnósticos certeiros. E Vítor Brotas que trabalha no Hospital dos Capuchos, em Lisboa, admite que é "um médico …

Homem morre após ataque de vespas asiáticas. É a segunda morte por picadas de insecto em 2 dias

Um homem de 79 anos de idade morreu nesta sexta-feira em Oliveira do Bairro, Aveiro, após ter sido atacado por vespas asiáticas. Dois dias antes, outro homem de 50 anos faleceu na região da Beira …