/

Pintura de Jacob Lawrence desaparecida há 60 anos foi encontrada em Nova Iorque

The Metropolitan Museum of Art

Uma visitante do Met, nos Estados Unidos, descobriu o paredeiro do quadro desaparecido de Jacob Lawrence. A mulher associou o quadro a um pendurado na sala de estar dos seus vizinhos, suspeitando que poderia fazer parte da coleção, e encorajou os proprietários a contactar o museu.

Uma pintura de Jacob Lawrence, que não é vista em público há 60 anos, foi encontrada nos Estados Unidos e em breve ocupará o seu lugar numa exposição de 30 peças da obra do artista americano.

A célebre exposição “Struggle: From the History of the American People”, completada em meados dos anos 50 pelo pintor negro, atraiu muitos visitantes ao Metropolitan Museum of Art (Met), em Nova Iorque, onde uma moldura vazia representava a peça em falta, conhecida como painel 16.

Uma visitante atenta da exposição suspeitou que a pintura estaria pendurada no apartamento dos seus vizinhos em Upper West Side, há décadas.

Quando regressou a casa, a mulher incentivou os vizinhos – que haviam comprado a pequena pintura por uma quantia muito modesta num leilão de arte de caridade de um amigo de um amigo em 1960, para ajudar uma escola de música –  a contactar o museu.

O casal de idosos pediu ao Met e ao jornal norte-americano The New York Times para não ser identificado para proteger sua privacidade, mas contou que não são colecionadores de arte e que apenas se aperceberam de que a pintura poderia fazer parte de algo maior quando leram histórias sobre a exposição de Lawrence – que estreou no início deste ano no Peabody Essex Museum em Salem, Massachusetts – e sobre os esforços dos curadores para localizar as obras perdidas.

“A pintura está pendurada na minha sala de estar há 60 anos intocada”, disse a mulher, acrescentando que a comprou com o marido quando tinha 27 anos. A proprietária, que estudou latim e arte, contou ainda que sempre amou o trabalho de Lawrence que e está feliz por o poder compartilhar.

“Na semana passada, uma amiga minha foi à exposição e disse-me: ‘Há um espaço em branco na parede e acredito que é onde a sua pintura pertence'”, continuou. “Senti que devia, tanto ao artista quanto ao Met, permitir que mostrassem a pintura.”

O diretor do museu, Max Hollein, disse num comunicado: “É raro fazer uma descoberta tão importante na arte moderna e é emocionante que tenha sido um visitante local o responsável por isso.”

Não havia dúvidas da autenticidade da obra, que foi assinada e datada de 1956, ano em que Lawrence completou a série. Além disso, o assunto enquadrava-se historicamente com o painel 16, do qual não existe fotografia. O casal contactou então um consultor de arte para que os ajudasse e, na quarta-feira, o painel 16 de Lawrence foi pendurado no Metropolitan Museum of Art, reunido com o resto das obras.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE