Petição para deportar Justin Bieber está a ser analisada pela Casa Branca. Será aceite?

Adam Sundana / Flickr

Justin Bieber

Justin Bieber

179 mil pessoas assinaram a petição que pedia a deportação de Justin Bieber por ser um mau exemplo para a sociedade americana, quase o dobro das assinaturas necessárias para que o pedido seja analisado pela Casa Branca. Agora, a batata quente está nas mãos do governo americano: o que fazer ao miúdo-problema?

“Nós, povo dos Estados Unidos, sentimos que não estamos bem representados no mundo da cultura pop. Gostaríamos que o perigoso, insensato, destrutivo e consumidor de drogas Justin Bieber fosse deportado e a sua autorização de residência revogada”.

Começa assim a petição – curta e grossa – que pedia a deportação do jovem cantor desde 23 de janeiro. Apesar das notas com algum humor, o texto foi levado muito a sério: 179 mil americanos subscreveram o pedido, que afirma que Bieber “não apenas ameaça a segurança do nosso povo mas é também uma péssima influência para os jovens da nossa nação. Nós, o povo, queremos que Justin Bieber seja afastado da nossa sociedade.”

O mínimo para que seja analisada pela Casa Branca eram 100 mil assinaturas, o que significa que já está na lista para ser analisada. Outros casos têm sido enviados para a Casa Branca com base no apoio popular, como aconteceu com o pedido para a construção da Estrela da Morte, uma estação espacial do universo Star Wars capaz de destruir planetas.

A resposta à petição para a deportação Bieber pode demorar várias semanas a ser respondida, mas nada garante que a resposta seja positiva. No caso da Estrela da Morte, uma petição com um tom claramente irónico, a resposta – que demorou dois meses a chegar – esteve à altura: “a Administração não apoia a destruição de planetas”.

O caso de Bieber é semelhante: os vistos para imigrantes nos Estados Unidos só podem ser retirados se houver um crime violento ou uma sentença de prisão de mais de um ano, podendo ser deportado se for declarado culpado de um delito com agravante, como um roubo ou posse de droga.

No caso de Justin Bieber, a polémica começou quando foi detido em Miami por participar numa corrida ilegal de automóveis, sob o efeito de álcool e droga. O site Hollywood Reporter calcula que, mesmo que seja condenado pelos delitos que tem vindo a cometer, terá no máximo seis meses de prisão por participar em corridas de carros ou por conduzir sob influência de substâncias. Ou seja, legalmente, pode não ser possível reunir elementos suficientes para que o jovem seja deportado.

Justin Bieber será formalmente acusado de condução sob a influência de substâncias tóxicas, velocidade excessiva e resistência, sem violência, às autoridades. O jovem cantor está em liberdade sob caução desde a passada quinta-feira e deveria ter comparecido numa audiência nesta segunda-feira, o que não aconteceu, pois se encontrava no Panamá.

Aline Flor, ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

O lago mais improvável de Roma é um refúgio urbano (que impulsiona o ativismo ambiental)

O lago mais improvável de Roma, que nem sequer devia existir, motivou uma luta pela proteção ambiental do local. No anos 90, num local de construção a apenas alguns quilómetros a leste do Coliseu de Roma, …

Afeganistão. EUA lançam ataques aéreos enquanto Talibãs exigem a renúncia do Presidente

Os Estados Unidos (EUA) entraram num confronto pela cidade de Kandahar, realizando ataques aéreos em apoio às forças afegãs, enquanto os Talibãs apelam ao Presidente Ashraf Ghani para renunciar. O porta-voz do Pentágono, John Kirby, avançou …

A primeira casa impressa em 3D no Canadá é inspirada na sequência de Fibonacci

Depois de ter inspirado inúmeros edifícios, a sequência de Fibonacci serviu de musa à empresa de impressão em 3D Twente Additive Manufacturing (TAM), que criou a primeira casa impressa em 3D do Canadá. A Fibonacci House é …

Marcha do Orgulho de Budapeste será um protesto contra as leis anti-LGBTQI, diz organização

A marcha do Orgulho em Budapeste, que ocorrerá no sábado, será "uma celebração, mas também um protesto", disseram os organizadores, enquanto a comunidade LGBTQI húngara se prepara para desafiar a escalada da campanha anti-homossexual do …

PSD propõe máximo de 215 deputados e divisão de grandes círculos eleitorais

O PSD apresentou, esta sexta-feira, a sua proposta para a reforma do sistema eleitoral, que fixa um máximo de 215 deputados, menos 15 do que o total atualmente em vigor. A proposta do PSD para a …

Variante Lambda: o que saber sobre a nova mutação que preocupa as autoridades

Está a ter um foco mais circunscrito à América Latina, mas já houve dois casos desta mutação em Portugal. A OMS está atenta e de momento classifica a Lambda como uma variante de interesse. Foi inicialmente …

PSD força audição de Eduardo Cabrita sobre inquérito da IGAI

O PSD recorreu à figura da audição potestativa a que os partidos têm direito a usar regimentalmente para ouvir membros do Governo e entidades públicas.  O PSD requereu esta sexta-feira a audição parlamentar obrigatória do ministro …

Nuno Graciano "disponível" para acordo com Carlos Moedas

Nuno Graciano, candidato à Câmara Municipal de Lisboa pelo Chega, disse que há "condições" para conversar com Carlos Moedas, em caso de vitória do social-democrata. Em entrevista ao Diário de Notícias, Nuno Graciano, candidato do Chega …

Jogos Olímpicos: 4 modalidades estiveram em todas as edições

Curiosamente, em Tóquio também se vão estrear quatro modalidades (mais duas vertentes). Há desportos que só estiveram nos Jogos uma vez. Os Jogos Olímpicos Tóquio 2020 já arrancaram oficialmente. Depois do início de algumas modalidades, na …

Rússia "desconectada com sucesso" da Internet mundial em nova ronda de testes

A Rússia se "desconectou com sucesso" da rede mundial de Internet durante novos testes da sua tecnologia 'RuNet', informou o site de notícias RBC. De acordo com o site, que cita fontes não identificadas no setor …