Centenas de pessoas com deficiência podem perder apoios por falta de juntas médicas

Pedro Rocha / Flickr

A suspensão das juntas médicas para atestado devido à covid-19 pode prejudicar centenas de pessoas com deficiência que não conseguem renovar as prescrições para os apoios do Estado.

A suspensão das juntas médicas para atestado devido à covid-19 pode prejudicar centenas de pessoas com deficiência que não conseguem renovar as prescrições para os apoios do Estado, disse à Lusa o coordenador do Movimento Cidadão Diferente (MCD).

Em causa, segundo Miguel Azevedo, está o acesso ao Sistema de Atribuição de Produtos de Apoio (SAPA) e ao Atestado Médico de Incapacidade Multiusos (AMIM) que o “atraso de seis meses a um ano de juntas médicas, para o atestado”, está a prejudicar “centenas de pessoas”.

“Caducando os AMIM, a Prestação Social de Inclusão (PSI) fica suspensa e cria de facto um problema enorme pois serve para pagar a contribuição dos pais aos CAO [Centros de Atividade Ocupacional] e também para as pessoas com deficiência que não dependem de terceiros que, com esta suspensão, passaram a depender ou cair na pobreza extrema, explicou o responsável do MCD.

Segundo Miguel Azevedo, “acontece exatamente o mesmo problema quando são necessários os produtos de apoio (PA), pois estes não podem ser prescritos sem a apresentação do AMIM válido”.

Estas preocupações foram endereçadas, há mais de duas semanas, à secretária de Estado para a Inclusão das Pessoas com Deficiência, “mas até à data ainda não tivemos resposta da Dra. Ana Sofia Antunes”, lamentou o dirigente.

Na comunicação, o MCD baseia-se “num parecer interno do Instituto de Segurança Social”, sustentando que “as prescrições médicas para os PA têm um prazo de seis meses”, enquanto no guia técnico do SAPA, gerido pelo Instituto Nacional de Reabilitação, “apenas surge indicado que os orçamentos têm de ter validade”.

Dependendo do apoio prescrito, continua o MCD no documento enviado ao membro do Governo, a “prescrição até pode durar vários anos, podendo ser de cinco, dez ou mesmo definitiva, conforme a avaliação do médico de saúde pública”. Na carta são também apontadas razões fiscais, invocando que “esta situação terá também repercussão na isenção de taxas moderadas e na majoração em sede de IRS”.

“Já estamos a alertar desde abril e a resposta foi que em junho as juntas médicas já estariam a funcionar, mas logo depois tivemos respostas contraditórias dos centros de saúde pública a negar que estivessem a fazer juntas médicas”, resumiu Miguel Azevedo.

A Lusa tentou obter uma resposta da secretaria de Estado, mas até ao momento não foi possível.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Internamentos voltam a descer. Portugal regista 949 novos casos e 28 mortes

Portugal registou esta sexta-feira 949 novos casos de infeção por covid-19 e mais 28 mortes, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde, nas …

Papa inicia hoje visita ao Iraque como "peregrino da paz"

O Papa Francisco inicia hoje uma visita de quatro dias ao Iraque, a primeira de um papa a um país muçulmano de maioria xiita, numa missão em que se apresenta como "peregrino da paz". "Venho como …

Novo Banco. Carlos Costa pede para ser ouvido por videoconferência devido à sua idade e saúde

O ex-governador do Banco de Portugal (BdP), Carlos Costa, pediu à comissão de inquérito sobre o Novo Banco para ser ouvido remotamente, por videoconferência, devido à sua idade e fragilidades de saúde, segundo informação enviada …

O futuro dos 28 arguidos da Operação Marquês já está traçado

O futuro dos 28 arguidos da Operação Marquês, incluindo o do antigo primeiro-ministro José Sócrates e o do banqueiro Ricardo Salgado, está decidido. Uma fonte judicial adiantou ao Expresso que só o juiz Ivo Rosa conhece …

Portugal "não está livre de uma quarta vaga" de contágios quando desconfinar

Na quarta-feira, Graça Freitas admitiu que Portugal pode voltar a enfrentar uma nova vaga da pandemia de covid-19 nos próximos meses. O epidemiologista Manuel Carmo Gomes repete o alerta da diretora-geral da Saúde. Portugal pode enfrentar …

PCP propõe estender moratórias por seis meses. BE quer ouvir Centeno

O PCP quer estender as moratórias bancárias, que vão terminar dentro de algumas semanas, por seis meses. O Bloco de Esquerda entregou um requerimento, com carácter de urgência, para ouvir o Governador do Banco de …

Plano de desconfinamento tem várias velocidades, mas não tem datas

O primeiro esboço do plano de desconfinamento já chegou a São Bento e será apresentado na reunião do Infarmed, marcada para a próxima segunda-feira. A equipa de peritos - liderada por Óscar Felgueiras, da ARS/Norte, e …

A Islândia foi atingida por 17 mil terramotos na semana passada (e uma erupção pode estar iminente)

Mesmo para uma ilha vulcânica acostumada a tremores ocasionais, esta foi uma semana incomum para a Islândia. De acordo com o Escritório Meteorológico da Islândia, cerca de 17 mil terramotos atingiram a região sudoeste de …

Átomo extinto revela segredos da infância do Sistema Solar

Usando o átomo extinto nióbio-92, uma equipa de investigadores da ETH Zurich, na Suíça, conseguiu explicar eventos do início do sistema solar com a maior precisão de sempre. Se um átomo de um elemento químico tiver um …

Marcelo cria nova equipa em Belém para controlar "bazuca" europeia

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, criou uma equipa para manter uma vigilância apertada sobre a gestão do dinheiro que chega da "bazuca" europeia. Marcelo Rebelo de Sousa criou uma nova equipa para a …