Pesca da sardinha pode ser proibida já no próximo ano

A pesca da sardinha deverá ser proibida em 2019 em Portugal e Espanha, devido à diminuição de stock dos últimos anos.

A pesca da sardinha deverá ser suspensa em 2019 em Portugal e Espanha, tendo em conta a diminuição do stock verificada nos últimos anos, segundo um parecer do Conselho Internacional para a Exploração do Mar (CIEM ou ICES, na sigla internacional), o organismo que aconselha a CE sobre as limitações e quotas da captura de peixe.

Pelo segundo ano consecutivo, o documento aconselha “zero capturas em 2019”, no seu parecer para as divisões relativas ao Mar Cantábrico e costa atlântica portuguesa. O parecer definitivo sobre as recomendações para o próximo ano deverá ser feito em outubro.

Segundo o Público, que cita o relatório, o stock de sardinha com um ou mais anos, nas divisões da costa ibérica do Atlântico, tem recuado desde 2006, tendo ficado abaixo dos 0,4 milhões de toneladas. O relatório indica ainda que a biomassa de peixes com mais de um ano é “menos de metade de Blim (limite biológico de segurança) desde 2011″ e, por isso, o “recrutamento está prejudicado”.

Por sua vez, o recrutamento (novos peixes) tem sido inferior “à média, desde 2005, tendo mesmo em 2017 alcançado o pior resultado”, abaixo dos cinco mil milhões de toneladas.

A organização desaconselha a pesca – “deve haver zero capturas” – porque não há um cenário sustentável que garanta a recuperação da espécie até 2020. Ainda assim, o ICES apresenta vários cenários de pesca.

Por exemplo, se o número de capturas de peixes entre os dois e cinco anos for o mesmo do de 2018, a biomassa com mais de um ano rondará as 158.409 toneladas, abaixo das 169.327 toneladas caso a captura seja proibida.

Com base nas recomendações do ano passado, a pesca da sardinha esteve proibida entre janeiro a maio de 2018. Os pescadores têm autorização para capturar entre 21 de maio até 31 de julho mas de forma limitada – apenas 4855 toneladas, com limites diários e medidas de proteção dos juvenis.

Na UE, explica o jornal, a política de gestão dos recursos marinhos é partilhada, sendo visível aos cidadãos pela atribuição de quotas gerais de capturas e limitações para cada Estado-membro.

No entanto, a sardinha não tem uma quota limite de pesca. Em vez disso, possui recomendações científicas, que partem do CIEM, no caso português em coordenação com o IPMA, e são negociadas entre Bruxelas, Lisboa e Madrid, no caso destas duas divisões em específico.

O CIEM repete assim o conselho do ano passado: “Colocar o stock acima do limite de biomassa desovante adequado exigirá, com elevada probabilidade (mais de 95%), 15 anos sem pesca alguma. Porém, se o actual nível de recrutamento (número de sardinhas que superam a idade mínima de um ano para entrar no stock pescável) continuar nos níveis baixos em que está, no futuro aquele limite pode não ser atingido sequer sem nenhuma pesca”, lê-se no documento de 2017.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Donald Trump desiste de realizar o G7 no seu clube de golfe em Miami

A decisão de Donald Trump, a braços com um processo de impeachment, de usar um dos seus resorts levantou dúvidas sobre conflito de interesses. O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, abandonou a ideia de realizar …

Costa vai a Belém apresentar secretários de Estado. Patrícia Gaspar e Antero Luís na lista

O primeiro-ministro indigitado, António Costa, vai esta segunda-feira a Belém apresentar ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, os nomes dos secretários de Estado que vão integrar o próximo Governo. O encontro, marcado para as 11 …

Chernobyl transforma-se num santuário para uma rara espécie de cavalos

Chernobyl tem sido o inesperado lar de uma espécie de cavalos em vias de extinção. Dezenas de cavalos de Przewalski foram observados em edifícios abandonados na zona radioativa da cidade ucraniana. Surpreendentemente, uma espécie de cavalos …

Sánchez desloca-se a Barcelona para “visitar agentes feridos” e lembra obrigações de Torra

O presidente do governo espanhol, em funções, Pedro Sánchez, desloca-se esta segunda-feira a Barcelona, após ter criticado o presidente do governo regional da Catalunha por não ter condenado com firmeza os atos de violência dos …

Governo de Hong Kong pede desculpas após polícia pulverizar mesquita

O Governo de Hong Kong pediu esta segunda-feira desculpas a líderes muçulmanos, depois da polícia antimotim ter pulverizado um portão da mesquita e algumas pessoas com um canhão de água, quando as autoridades tentavam dispersar …

Bolívia. Resultados preliminares dão vitória a Morales, mas com segunda volta

O chefe de Estado boliviano lidera os resultados preliminares da primeira volta das eleições Presidenciais, mas parece ser obrigado a disputar uma segunda ronda contra o ex-Presidente Carlos Mesa. A autoridade eleitoral da Bolívia indicou que, …

Telemóveis e computadores podem acelerar o envelhecimento

Uma nova investigação, levada a cabo por cientistas da Oregon State University, nos Estados Unidos, concluiu que a exposição diária à luz azul, como aquela que é emitida por telemóveis e computadores, pode afetar a …

Quatro espeleólogos portugueses desaparecem em gruta espanhola

Uma equipa de resgate foi acionada para localizar quatro espeleólogos portugueses que estão desde sábado na gruta de Cueto-Coventosa, em Espanha, com os trabalhos de socorro a serem dificultados pelo aumento do nível da água Quatro …

Afinal, Vénus pode não ser tão semelhante à Terra como pensávamos

Uma nova investigação questiona a habitabilidade de Vénus, planeta que os cientistas consideram há pouco tempo numa outra investigação poder ter um clima habitável semelhante ao da Terra. De acordo com a nova investigação, cujos …

Há gelo no polo sul da Lua e pode ter muitas fontes

Um novo estudo sugere que o gelo encontrado na superfície lunar pode ter milhares de milhões de anos, além de ter surgido de diferentes fontes. O estudo, publicado recentemente na Icarus, sugere que a maioria do …