Para Pedro Nuno Santos, o PS contribuiu para a “afirmação do candidato da extrema-direita”

José Sena Goulão / Lusa

O ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos

Num artigo de opinião, publicado no jornal Público este domingo, Pedro Nuno Santos aponta o dedo a António Costa pela posição oficial assumida nas eleições presidenciais.

Nas eleições presidenciais de 24 de janeiro, o PS cometeu um erro ao optar por não apoiar nenhum candidato, deixando “a tarefa de defesa dos valores do socialismo democrático a Ana Gomes”, que “corajosamente defendeu quase sozinha a matriz” do partido, escreveu Pedro Nuno Santos, num artigo de opinião divulgado pelo Público.

Na ótica do ministro das Infraestruturas e da Habitação, o erro do PS “contribuiu involuntariamente para a afirmação do candidato da extrema-direita“, além de ter permitido a colagem ao centro através do apoio implícito à candidatura de Marcelo Rebelo de Sousa.

A escolha do partido teve, segundo Pedro Nuno Santos, duas consequências. “Por um lado, o PS perdeu uma oportunidade para se bater no campo das ideias e dos valores. (…) Por outro lado, ao evitarmos um confronto eleitoral com Marcelo Rebelo de Sousa, prejudicámos o saudável e democrático antagonismo dialético entre esquerda e direita.”

“Quando permitimos que a polarização entre democratas (sejam de esquerda ou de direita) e extremistas anti-sistema se substitua progressivamente à polarização entre esquerda e direita, facilitamos a vida a quem ambiciona ir além da ‘esquerda e da direita’ na ideologia e nas políticas e tornamos o regime democrático mais frágil e instável por darmos palco a quem, sob a capa da defesa da ‘refundação’ da República, quer impor regressões civilizacionais nas nossas liberdades e intoxicar o nosso espaço público”, justificou.

Para o governante, se Ana Gomes não se tivesse aventurado numa corrida a Belém, André Ventura teria ficado em segundo lugar nestas eleições presidenciais.

“Ora, ao ter optado por não marcar presença no debate político das presidenciais, o PS contribuiu involuntariamente para a afirmação do candidato da extrema-direita. Se tivesse apresentado um candidato próprio, o PS até poderia ter perdido a corrida eleitoral de 24 de janeiro, mas teria reforçado a polarização entre esquerda e direita e, com isso, a estabilidade da nossa democracia”, argumentou.

Depois de Pedro Nuno Santos se ter juntado à sua campanha, Ana Gomes prometeu encorajar o atual ministro a avançar para a liderança do PS. “Penso que esse debate com um membro deste Governo que tem visão e ambição para Portugal pode ser extremamente interessante e precursora da minha atuação na Presidência da República”, disse, na altura.

Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

42 COMENTÁRIOS

  1. Tem razão o Pedro Nuno. O cinzentismo do PS , nomeadamente de António Costa na clarificação inequívoca da sua posição, só veio favorecer MRS e a extrema direita. Se não aparecesse a candidatura de Ana Gomes, pior teria sido o prejuízo para a esquerda . Assim não. Por vezes tirar umas férias sabáticas não faz mal a ninguém.

    • Dou-lhe toda a razão. Ao longo deste segundo mandato o PS de Costa tem desiludido a lufada de ar fresco que foi a primeira Geringonça, depois do pesadelo PAF.

      Isto só mostra que pelo menos em Portugal o primeiro mandato é para seduzir e apalpar terreno mas, o segundo é para o despotismo e o assalto ao Orçamento de Estado. Foi assim por exemplo com Cavaco, Guterres e Sócrates e está a ser assim agora.

      Por mais que as sondagens deêm a vitória ao PS, isso seria desastroso. Por este andar, pela forma coerciva e catastrófica como conduzem a pandemia… Ainda dão mesmo a vitória ao animal do Ventura.

  2. Tem quase toda a razão! Mas não foi nas presidenciais, foi mesmo quando Antonio Costa usurpou o cargo de primeiro ministro para o qual perdeu!

  3. Pedro Nuno Santos é o comunista, infiltrado no PS. Não terá qualquer hipótese de progredir na estrutura socialista. Depois de um braço dado com a extrema esquerda, dentro do PS há cada vez mais vozes a quer um desencosto dos ultra-radicais.

    • Existem diversos cenários. Dois deles são muito prováveis (e encontram-se assinalados com um “X”).
      (A) Socialista socialista.
      (B) Socialista e comunista. (X)
      (C) Socialista e comunista (sem certezas).
      (D) Comunista indeciso.
      (E) Comunista infiltrado. (X)
      (F) Socialista infiltrado.
      (G) Socialista indeciso.

  4. Tendo em consideração que o meu primeiro comentário foi censurado, cá vai o segundo (igual ao primeiro)!
    Embora entenda o que o Sr. Pedro Nuno quer dizer, é preciso perceber que a esmagadora maioria do eleitorado português, (seguramente mais de 60,5%), não se rege por critérios de esquerda ou direita ou sequer de propostas políticas (até porque elas não existem nem à esquerda nem à direita). O PS é de facto responsável pelo crescimento da extrema direita, fundamentalmente por ter posto no poder uma quantidade indemensionável de parasitas políticos, (dos quais o Sr. Nuno Santos é digno exemplo), que com o triste decurso da sua prática têm posto o PS “pelas ruas da amargura”.
    A incompetência geral do sr. Primeiro Ministro e do sr. Presidente da República, concretizada de forma particular no desastre do combate à pandemia, tem dado a restante ajuda.

  5. O que é isso de reversoes civilizacionais?
    Isso dá de comer aos portugueses? Dá-lhes casa? Dá-lhes saúde,? Dá-lhe escolas e professores em condições? Dá-lhe estradas e pontes onde os acidentes raramente acontecerão?
    Logo vi!

  6. Infelizmente esta esquerda , ainda não percebeu que o Andre Ventura é fruto dela própria.
    As pessoas estão fartas deste saque ao país que trabalha .
    O radicalismo do BE leva a que 500.000 ou muito mais , apõem o Andre Ventura para fazer o equilíbrio .
    Para está esquerda radical destruidora do tecido empresarial português , só mesmo uma direita radical .
    É esse equilíbrio que os cidadãos trabalhadores deste país estão a tentar fazer.

        • O “radicalismo de direita”, julgo eu, não implica tanto veneno como o bradar dos comunistas. Mas cada um com a sua opinião. E, se estiver a “falar” com alguém indeciso, esqueça esta mensagem e passe à frente.

          • “O “radicalismo de direita”, julgo eu, não implica tanto veneno como o bradar dos comunistas”? O quê? Então prefere a perde de liberdade? Eu não! Por ainda viver numa democracia; não, não esqueço esta mensagem. Não se esqueça que pode falar esta alarvidade porque vive numa democracia. O “veneno” do radicalismo de direita não inclui essa liberdade. Até aí há contrasenso. Mas sabe? Porque estamos numa democracia, tem direito á sua opinião por muito contraditória que seja (para não dizer disparatada). De qualquer forma, onde vê os comunistas a governar Portugal? Talvez no mundo da fantasia do passinhos…

  7. Infelizmente esta esquerda , ainda não percebeu que o Andre Ventura é fruto dela própria.
    As pessoas estão fartas deste saque ao país que trabalha .
    O radicalismo do BE leva a que 500.000 ou muito mais , apõem o Andre Ventura para fazer o equilíbrio .
    Para está esquerda radical destruidora do tecido empresarial português , só mesmo uma direita radical .
    É esse equilíbrio que os cidadãos trabalhadores deste país estão a tentar fazer.

  8. Este extremista de esquerda pelos vistos não tem capacidade para interpretar a causa dos votos, a extrema-esquerda toda junta tiveram menos votos que o Ventura, se Ana Gomes fosse candidata do PS os tais extremistas votariam nos seus candidatos e ela teria mais votos, mas não os suficientes para vencer Marcelo, por seu lado, Ventura está mais que visto ter ido buscar votos a vários quadrantes políticos e quer à direita, quer à esquerda parece teimarem todos em aterrar Ventura em vez de se debruçarem sobre as verdadeiras causas que levaram tantos portugueses a votar nele. Quanto mais teimarem em ir por esse caminho mais apoio ele irá ter, e depois ignorem a vontade do povo tal como têm feito até aqui!

  9. Eu contribuí para a porcaria que vocês PS estão a fazer…Os Portugueses que abram os olhos…nas proximas eleições por mim ja eram…cambada de incompetentes gatunos …E que o Ventura nos salve desta seita…

    • Você votou em PS… E agora pensa em venturinha? Pois é… Está desnorteado, não está? Ou se enganou á primeira ou está a enganar-se á segunda… Mas eu aponto para uma terceira hipótese: É que não faz a mínima ideia do que está a fazer. E; infelizmente, a maioria dos portugueses “pensa” assim.

      “E que o Ventura nos salve desta seita…” Faz todo o sentido. Troca uma “seita” por outra… bem pior! Boa ideia! Você é um génio!

      • Pelos vistos, você é mais um socialista mal-informado. Entre a esquerda e a direita, prefiro a direita, que sabe o que está a fazer, principalmente o “Venturinha”, que diz as verdades a quem aparece, seja presidente, ministro ou deputado. Infelizmente, porém, alguns portugueses – trafulhas – votam no Marcelo porque acham que o badameco vale alguma coisa, mas não pensam que está sempre indeciso em relação a quem deve apoiar – esquerda, socialistas, ou direita -, e foi por isso que não votei nele. É preciso ter preguiça para não reformar politicamente um país que está cheio de rasquidos. Será como diz o socialista Rui Rio: não se pode criar uma crise política no meio de uma crise pandémica. Uma vez que existem por aqui muitos socialistas, e alguns – do governo – cumprem também a “função” de comunistas, o que referi anteriormente é quase irrisório, visto que para os vigaristas é mais fácil manter os ministros corruptos no Governo, pois o hábito faz o monge. Se seguirmos este raciocínio, Portugal vai regredir…
        … Mas pode ser que o Ventura alcance mais votos em 2026, sendo que, nessa altura, o papagaio já não se poderá inscrever, e, assim, talvez a extrema-direita salve todos os setores, e que reforme de uma vez por todas os políticos que só querem roubar dinheiro às pessoas através dos impostos.
        Para finalizar, devo sublinhar bem o facto de ser completamente infantil, nove dias após as eleições presidenciais (de 2021), termos vários partidos a atacar o Chega!. Essa atitude é desprezível, negra, e merecia uma denúncia. Mas entre estar quieto e fazer alguma coisa, muitos preferem estar nas suas casas, e que se lixe quem não pode alterar esta situação infeliz.

  10. Não podemos esperar nada melhor, nada mais deste senhor, da linha do Duarte Cordeiro, que nada produziu em toda a sua vida,a não ser o seu próprio bem-estar, nunca criou um posto de trabalho, sempre viveu à custa dos impostos, do esforço dos portugueses…é este o perfil de quem nos governa, enquanto o permitimos…

  11. O PNS tem direito a ter a sua opinião. O que lhe podemos dizer é que a sua teoria está alicerçada em pressupostos errados. A bem de uma convivência institucinal que dê estabilidade ao país não restava outra alternativa ao PM António Costa. De resto, percebe-se a diferença: de ym lado um homem maduro e experiente, do outro lado um miúdo deslumbrado que ainda acha que o radicalismo ideológico dá de comer aos que têm fome. A direita não é só de maus, nem a esuqerda é só de bons. O presidente MRS mostrou ter qualidades para merecer um 2º mandato. O PNS, se fosse consequente e não um tachista já deveria ter abandonado o lugar. Não o faz porque está à espera de ser chutado pelo AC para se tornar numa espécie de vítima, à laia daqueles mártires que acham que uma centena de virgens o esperam não sei aonde.

      • O que o leva a supôr que a minha reflexão é uma resposta ao que escreveu? Por acaso percebi haver mérito suficiente no que disse para justificar uma resposta da minha parte. Geralmente não comento os comentadores nem os seus comentários, por muito que discorde de algumas aleivosidades que aqui são proferidas. Sem stress.

  12. Não podemos esperar nada melhor, nada mais deste senhor, da linha do Duarte Cordeiro, que nada produziu em toda a sua vida,a não ser o seu próprio bem-estar, nunca criou um posto de trabalho, sempre viveu à custa dos impostos, do esforço dos portugueses…é este o perfil de quem nos governa, enquanto o permitirmos…

RESPONDER

"Checkmate". Rússia apresenta o seu novo jacto de combate revolucionário

O novo jacto é a aposta do governo russo para as exportações e pode vir a ditar o fim da supremacia (aérea e no mercado) do F-35 norte-americano. A Rússia apresentou o protótipo do novo jacto …

"É demasiado tarde". As palavras dos médicos aos doentes com covid-19 que recusaram a vacina

Estados Unidos da América contam com 48.49% da população totalmente vacinada, apesar de o processo ter estagnado nas últimas semanas. Os números de novas infeções crescem, assim como as mortes face ao crescimento galopante da …

"Pingdemic". Há uma nova "pandemia" a causar escassez de comida e combustível no Reino Unido

As medidas de distanciamento social no Reino Unido caíram e, como consequência, centenas de milhares de pessoas estão a ser notificadas para cumprir isolamento. A partir desta segunda-feira o uso de máscara e outras medidas de …

O lago mais improvável de Roma é um refúgio urbano (que impulsiona o ativismo ambiental)

O lago mais improvável de Roma, que nem sequer devia existir, motivou uma luta pela proteção ambiental do local. No anos 90, num local de construção a apenas alguns quilómetros a leste do Coliseu de Roma, …

Afeganistão. EUA lançam ataques aéreos enquanto Talibãs exigem a renúncia do Presidente

Os Estados Unidos (EUA) entraram num confronto pela cidade de Kandahar, realizando ataques aéreos em apoio às forças afegãs, enquanto os Talibãs apelam ao Presidente Ashraf Ghani para renunciar. O porta-voz do Pentágono, John Kirby, avançou …

A primeira casa impressa em 3D no Canadá é inspirada na sequência de Fibonacci

Depois de ter inspirado inúmeros edifícios, a sequência de Fibonacci serviu de musa à empresa de impressão em 3D Twente Additive Manufacturing (TAM), que criou a primeira casa impressa em 3D do Canadá. A Fibonacci House é …

Marcha do Orgulho de Budapeste será um protesto contra as leis anti-LGBTQI, diz organização

A marcha do Orgulho em Budapeste, que ocorrerá no sábado, será "uma celebração, mas também um protesto", disseram os organizadores, enquanto a comunidade LGBTQI húngara se prepara para desafiar a escalada da campanha anti-homossexual do …

PSD propõe máximo de 215 deputados e divisão de grandes círculos eleitorais

O PSD apresentou, esta sexta-feira, a sua proposta para a reforma do sistema eleitoral, que fixa um máximo de 215 deputados, menos 15 do que o total atualmente em vigor. A proposta do PSD para a …

Variante Lambda: o que saber sobre a nova mutação que preocupa as autoridades

Está a ter um foco mais circunscrito à América Latina, mas já houve dois casos desta mutação em Portugal. A OMS está atenta e de momento classifica a Lambda como uma variante de interesse. Foi inicialmente …

PSD força audição de Eduardo Cabrita sobre inquérito da IGAI

O PSD recorreu à figura da audição potestativa a que os partidos têm direito a usar regimentalmente para ouvir membros do Governo e entidades públicas.  O PSD requereu esta sexta-feira a audição parlamentar obrigatória do ministro …