“Submissão aos interesses dos EUA”. PCP contra adesão da Finlândia e da Suécia à NATO

64

Tiago Petinga / Lusa

PCP considera que a entrada da Finlândia e da Suécia na NATO é um “sério agravamento da tensão na Europa e no plano internacional”.

O PCP critica o Governo português por apoiar a entrada dos dois países na NATO, e considera um “sério agravamento da tensão na Europa e no plano internacional”, por colocar uma aliança nas fronteiras com a Rússia.

A aliança militar foi “usada para dar suporte à ditadura fascista”, segundo o PCP, que “deplorou o empenho” do Executivo na adesão da Finlândia e da Suécia à NATO. Os comunistas acreditam ainda que é uma “clara expressão de submissão aos interesses dos Estados Unidos”, segundo o Observador.

O partido sublinha, num comunicado enviado às redações, que o alargamento da Aliança Atlântica a estes dois países é um “sério agravamento da tensão na Europa e no plano internacional”, por colocar uma aliança nas fronteiras com a Rússia.

Se a entrada dos países nórdicos na NATO se confirmar, “significará um salto qualitativo no processo de alargamento da NATO que leva a presença deste bloco político-militar junto às fronteiras da Federação Russa“.

De acordo com os comunistas, este é um dos fatores que está na origem do “agravamento da situação na Europa e da atual guerra na Ucrânia”.

Para o PCP, o alargamento da NATO à Finlândia e à Suécia “não é uma questão nova, determinada por uma necessidade de segurança”, mas sim consequência de um processo iniciado em 1994.

Os cinco alargamentos da Aliança Atlântica desde 1999 não apenas “contrariam os compromissos assumidos desde o fim da República Democrática da Alemanha […] como também são acompanhados pelo avanço de manobras, instalação de equipamentos e provocações militares“.

O novo alargamento é “acompanhado por brutais aumentos nas despesas militares dos seus países membros”, e esse dinheiro “nunca existe para aumentar salários, reforçar os sistemas públicos de saúde, segurança social e ensino”, afirma o PCP.

“O PCP sublinha que a atual escala de militarismo e guerra é inseparável do aprofundamento da crise estrutural do capital e da recusa das potências imperialistas de aceitar a realidade duma nova correlação de forças no plano internacional”.

O partido destaca ainda que os EUA e as grandes potências da União Europeia “procuram contrariar o declínio” e afirma uma “força de dominação hegemónica“.

“Cabe aos povos a palavra determinante na construção de História. É urgente travar o caminho para o abismo para o qual o imperialismo quer conduzir a Humanidade”, conclui ainda o PCP.

  ZAP //

64 Comments

  1. “Ptanto, ptanto”, o PCP está mais preocupado com o seu umbigo.
    Desde que o financiem, não interessa de onde vem.
    Espero que não organizem a Festa do Avante;, com a desculpa da Covid, da febre dos fenos ou dos imperialistas amaricanes.

  2. Claro que a entrada da Finlândia e da Suécia na NATO é para as Empresas de armamento dos Estados Unidos ganharem milhões Ou alguém tem dúvidas que esta guerra está feita à medida dos Estados Unidos e quem sofre são os europeus

    • Mais um tontinho a comentar sem saber que, por exemplo, a Suécia é um dos grandes produtores e exportadores de armamento…

    • Se esta evasão da Rússia está feita à medida dos USA a culpa é da Rússia, não tivesse invadido a Ucrânia. Se a entrada da Finlândia e Suécia na NATO é uma submissão aos USA, então que se dirá do PCP que é e sempre foi submisso à Federação Russa.

    • Estes gajos são um atraso de vida sempre curvados para o ditadir russo, seja lá quem ele for pois a Rússia é a sua verdadeira pátria! Esta guerra permitiu ver de vez a verdadeira face destes tipos. São a vergonha de Portugal.

    • O que tu estás a dizer é que não foi Putin que invadiu a Ucrânia, mas sim os EUA! Não parece maluqueira?!

  3. Mas ainda existe alguém que acredita no que estes moços de recados do Putin (PCP) dizem.

    Sempre olhei para o PCP como um partido que mesmo defendendo o indefensável (Coreia do Norte, Venezuela, Cuba, etc) tinha alguma utilidade. Defesa dos trabalhadores, defesa dos reformados.
    Hoje??
    Estou só à espera de ver o funeral destes VENDIDOS !

  4. O PCP está mesmo a bater no fundo… mesmo depois de baterem de frente contra a realidade, continuam a acelerar em direcção ao abismo!…
    O seu lugar é no museu, já que estão completamente a leste da realidade (mesmo a “leste”)!!

  5. E com alguma tristeza que vou assistir à derrocada do PCP, partido pelo qual tinha consideração pela luta que travou contra a ditadura do Estado Novo,fascista. A submissão a Putin faz do PCP um partido seguidista de um politica de oligarquia e não comunista. Mas afinal o que quer o PCP?

    • Como é que o PCP prefere ficar do lado de um ditador de extrema-diteita como o Putin contra o Ocidente é algo que me faz bastante confusão!…
      Lutaram durante anos em Portugal contra o regime fascista do Salazar, mas, em 2022, preferem ficar do lado do regime do ditador fascista russo contra o resto do mundo livre/civilizado!!
      Devem estar com Alzheimer…

      • Eles tiraram o fascismo porque criam aplicar o comunismo, era um extremo por outro.
        Felizmente foram parados a tempo

      • A questão de fundo é: o PCP estará sempre com todos os que estiverem contra os gajos da Coca Cola e do McDonalds. Sempre! No entanto, nos seus tempos livres, vão ao McDonalds beber Coca Cola. É mais ou menos isto que se passa com o PCP.
        Basta ver a figura de urso que já tinham feito quando há uns anos referiram que a Coreia do Norte era uma democracia. Está na mesma linha de pensamento. Sempre contra os US OF A.

  6. É melhor submetermo-nos aos interesses soviéticos.. perdão, russos. Porque ainda temos de aturar comunistas nos dias atuais é algo que nem em Fátima se desvenda.

  7. Estes gajos são um atraso de vida sempre curvados para o ditadir russo, seja lá quem ele for pois a Rússia é a sua verdadeira pátria! Esta guerra permitiu ver de vez a verdadeira face destes tipos. São a vergonha de Portugal.

  8. São se calhar os suecos e os finlandeses que são atrasados mentais e o PCP é que são os visionários e os chicos espertos.
    Se fôssemos na conversa destes PCPs estávamos na penúria.

  9. O que dizer de um partido que tem um martelo e uma foice no seu símbolo… Não são seguramente instrumentos para o diálogo…

  10. Uma coisa eu acho estranho, como é que Países que sempre foram neutros agoram tomaram uma posição? É que nem a Suíça escapou!

  11. Uma coisa eu acho estranho, como é que Países que sempre foram neutros agoram tomaram uma posição? É que nem a Suíça que sempre foi neutra desde a 2ª guerra escapou!

  12. Finalmente, ficou a saber-se o que representa esta seita: Grupo ocidental de submissão à Rússia, com o nome de PCP. Está na hora desta gente de pacotilha fechar as portas. Já há muito o fizeram em Espanha, França e Itália. Até o comunismo russo já desapareceu, há muito. O PCP parou no tempo, pensando que ele ainda existe. Um logro enorme neste nosso Portugal.

    • O PCP vive numa realidade paralela, mas convém não inventar.
      O partido comunista francês tem 10 deputados no parlamento francês.
      Em Espanha e na Italia há partidos comunistas.

  13. O camarada Cassete Jerónimo continua preso no século XX…
    Será que alguém o pode desencalhar e explicar-lhe qu estamos em 2022. Obrigado pelo favor.

  14. Inacreditável. O PCP não deu um tiro no pé ..deu dois. Se gostam tanto destes tiranos, déspotas, ditadores, vão para lá. Só não consigo compreender como alguma, pouca, juventude vai na treta do PCP. Ou será que não tem cabeça para pensar. Vivem num país fantástico e livre como Portugal e só sonham com a ditadura. Afinal são piores que Putin.

  15. Esta gente acusa constantemente o governo português de se subjugar á Comissão Europeia, na verdade devem perceber bem disso, devem saber como ninguém o que é ser subjugado, não deviam era usar Português na sua sigla, por exemplo Partido político russo em Portugal.

  16. Como é possível num país que se afirma democrático ter uma aberração destas declaradamente defensora de uma das mais brutais ditaduras “o comunismo!”

  17. Serei ignorante ou a gente deste partido esta fora do contexto, a ignorância é mesmo uma bênção….Avante camaradas a festa não pode parar anos 80 é que foi, para que mudar.

  18. Segundo o PCP, “a entrada da Finlândia e da Suécia na NATO é um sério agravamento da tensão na Europa e no plano internacional”.
    Felizmente, para equilibrar as coisas, a criminosa invasão de um estado soberano pelos amigos “Russos”, terá provocado um desagravamento da tensão internacional.

    De surpresa apenas a parte do comunicado do PCP em que critica abertamente os “amigos” russos: “O PCP sublinha que a atual escala de militarismo e guerra é inseparável do aprofundamento da crise estrutural […] e da recusa das potências imperialistas de aceitar a realidade […]” e “É urgente travar o caminho para o abismo para o qual o imperialismo quer conduzir a Humanidade”

  19. Sempre simpatizei com algumas posições politicas do PCP mas nunca pensei, que viria a sugerir que este pseudo PCP seja banido da politica em Portugal, pois estas posições ao lado dos russos/assassinos do povo Ucraniano só os desmascarou perante o mundo inteiro. Espero que nas próximas eleições lhes aconteça o mesmo que aconteceu ao CDS/PP, porque gente com as ideias do PCP/PCR (Partido Comunista Russo) com ideias fascizantes e com tiranos no seu leme não servem para os portugueses. Viva Portugal limpo desta gente.

  20. Alguém informa o Jerónimo que as Repúblicas Bálticas, que fazem fronteira com a Rússia, já estão na NATO há alguns anos.
    E não houve escalada de tensão entre a Rússia e o Ocidente por causa disso.
    E já agora digam também ao Jerónimo que a Rússia pode devolver os territórios que ocuparam, e que ainda detêm, na sequencia da invasão do Finlândia em 1939.
    O Hitler também invadiu a Dinamarca e a Noruega para “defender” a posição neutral destes países, segundo o que declarou na altura. Mais ou menos o mesmo argumento que a Rússia tem vindo a difundir para justificar a invasão da Ucrânia.
    Nunca pensei ver o PCP (Comunista Estalinista) à alinhar com a Irmandade Islâmica do Erdogan, mas para atacar “os fascistas” americanos vale tudo…

  21. Vamos por poucas palavras !….”Submissão aos interesses dos EUA” . Claro que na tola destes indivíduos , era melhor uma total “submissão” a uma Ditadura Soviética liderada por um doente mental extremamente perigoso !

  22. Ainda existem soviéticos em Portugal? Esperem pelas proximas eleições, que logo verão o que vos acontece !!! O destino será a Sibéria.

  23. O que caracteriza o PCP em política externa é o ódio ao Ocidente, às democracias liberais, às sociedades abertas. Na luta contra o Ocidente estão dispostos a aliarem-se a quem quer que seja

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.