Paulo Rangel defende voto preferencial nas eleições europeias

RTP / Flickr

O euro-deputado Paulo Rangel

O euro-deputado Paulo Rangel

O eurodeputado do PSD Paulo Rangel defendeu hoje a introdução do voto preferencial nas próximas eleições europeias, passando as listas de candidatos a ser ordenadas pelos eleitores e não pelos partidos.

“Em vez de serem os partidos a ordenar as listas, seriam os eleitores a ordenar a hierarquia da lista. Com uma boa campanha eleitoral penso que seria uma novidade interessante”, disse Paulo Rangel, em Coimbra, durante uma conferência sobre a revisão constitucional.

Paulo Rangel assumiu que a proposta é “arrojada” mas argumentou que não terá custos para o Estado e constituirá “um sinal de devolução do poder à população”.

A mudança, adiantou o eurodeputado do PSD, que falava numa conferência promovida pelo Fórum Democracia e Sociedade, dará “outra força ou legitimidade” aos deputados eleitos.

Aludindo à reforma do sistema político, considerou-a uma reforma “fundamental”, alegando que o atual sistema, “fechado” e centrado nos partidos “está esgotado”.

Defendeu, a esse propósito, a mudança do sistema eleitoral para a Assembleia da República, com introdução dos círculos uninominais e abertura a candidaturas independentes.

“Podia-se aceitar independentes. É importante porque obriga os partidos a deixar critérios clubísticos e fazer escolhas com critérios racionais”.

Presente no debate, o eurodeputado do PS, Vital Moreira, admitiu que o novo modelo possa vir ser atraente, defendendo que ele seja testado nas eleições europeias, embora a título experimental.

O eurodeputado do PS explicou que em vez dos nomes dos partidos, nos boletins de voto passaria a estar o nome das forças partidárias e os seus candidato.

O voto preferencial “passaria a dar poder de escolha aos eleitores, não só no partido mas passava a ser um ‘buffet’ de onde escolheriam os seus candidatos”, ilustrou.

Embora lembrando que o sistema está em vigor em vários países, Vital Moreira avisou que “muito poucos” eleitores alteram a ordem dos candidatos voto o que permite “a uma minoria” decidir uma hierarquia diferente da lista apresentada pelo partido.

Por outro lado, segundo Vítor Moreira, passariam a existir duas campanhas eleitorais – a dos partidos e a dos candidatos – e a “tentativa” do financiamento separado, disse.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Pouco poder, mas algum. Deputados únicos podem desencadear revisão da Constituição

Os deputados únicos não têm poder para pedir a votação do programa de Governo, ao contrário dos grupos parlamentares, nem podem sozinhos censurar o Executivo, mas podem desencadear, como qualquer parlamentar, um processo de revisão …

Funcionários públicos esperam entre 100 e 280 dias para se poderem reformar. Processo pode ser acompanhado online

A atribuição das novas pensões de reforma aos funcionários públicos está a demorar, em média, entre 100 a 280 dias - ou seja, entre três e mais de nove meses. A revelação foi feita esta terça-feira, …

"Onde está o Varandas?". Claques não faltaram à vitória do Sporting em hóquei em patins

Apesar das quebras de protocolos, Juventude Leonina e Diretivo Ultras XXI marcaram presença no jogo desta terça-feira de hóquei em patins entre o Sporting e a Oliveirense. Na noite desta terça-feira, o Pavilhão João Rocha foi …

Do azedume às contas do passado. Críticos internos atacam Rio

Depois de Rui Rio ter anunciado esta segunda-feira que se recandidata à liderança do PSD, os críticos internos vieram a público. Acusam-no de querer dividir o partido e ajustar contas com o passado e esperam …

"Acho ridículo que sejam feitas obras, portas ou não", diz Ventura

O CDS que não quer o líder do Chega no meio dos seus deputados e a solução pode mesmo passar por abrir uma porta especial para o deputado. "Acho ridículo", comenta André Ventura. Na última conferência …

Duas vitórias em 14 jogos. Benfica quer travar o calvário da Champions

O Benfica recebe esta quarta-feira o Lyon, estando praticamente obrigado a ganhar para seguir em frente na competição milionária. Apesar de reconhecer a dificuldade, Rúben Dias acredita os encarnados vão voltar aos bons resultados. A …

Barcelona-Real Madrid oficialmente adiado para 18 de dezembro

O Comité de Competições da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF) concordou, esta quarta-feira, em marcar o FC Barcelona-Real Madrid, que se deveria disputar no sábado, para 18 de dezembro, "por motivos excecionais". A data inicial …

Embaixador dos EUA em Kiev confirma chantagem de Trump para forçar investigação a filho de Joe Biden

O processo de impeachent a Donald Trump conheceu um testemunho que pode ser determinante. O embaixador dos Estados Unidos em Kiev, na Ucrânia, Bill Taylor, foi ouvido no Congresso norte-americano na terça-feira e apontou o …

Hospital de Évora fez pagamentos indevidos a médicos

O Tribunal de Contas detetou pagamentos ilegais a médicos com funções de gestão de 2015 a 2018 e concluiu que dois técnicos superiores foram nomeados administradores do Hospital de Évora sem reunirem os requisitos legais …

"Infortúnios" vão chegar "mais cedo do que o esperado". Marcelo pede mais crescimento económico

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, diz que o país precisa de mais crescimento económico. "Este que temos não chega", porque "os infortúnios" vão chegar mais cedo do que o previsto. Esta terça-feira, o …