Passos quer reformar mas não tem pressa de governar

O presidente do PSD terminou este domingo o 36.º Congresso com menos apoio nas urnas à sua direção e com novos apelos a reformas estruturais nas políticas públicas, segurança social e lei eleitoral, com que já tinha iniciado a reunião.

No seu discurso de encerramento do 36.º Congresso, que decorreu em Espinho, Pedro Passos Coelho disse não esperar eleições nos próximos anos, assegurou que o partido “não tem pressa”.

Reiterou ainda uma ideia expressa na abertura da reunião magna, quando classificou como legítima e consistente a atual maioria que suporta o Governo.

Somos um partido da oposição. Não concordamos com este Governo nem com esta maioria”, diz o presidente do PSD, “sabemos que este Governo e esta maioria não precisam de nós”.

O ex-primeiro-ministro ressalvou que o PSD não está “do contra por estar do contra”, mas por discordar das políticas, e deixou uma mensagem ao PS.

“Estas políticas não são as nossas. Não queiram falar em compromisso de ideias, de projectos, se não se aproximarem de nós”, disse.

Passos Coelho propôs ainda rever, “pedra por pedra”, as principais políticas públicas na área social, incluindo educação, saúde e apoio social, para melhorar a redistribuição de rendimentos e combater as desigualdades.

Na eleição dos órgãos nacionais, Passos Coelho conseguiu 33 dos 70 lugares do Conselho Nacional, quase o dobro dos 18 lugares que tinha elegido há dois anos, e depois de ter integrado na sua lista elementos das estruturas autónomas da JSD e TSD.

PSD / Flickr

-

Maria Luís Albuquerque subiu a vice-presidente

Mas se na eleição para o ‘parlamento do partido’ os resultados foram melhores do que há dois anos, na eleição da Comissão Política Nacional – que tem como principal novidade a passagem da ex-ministra das Finanças Maria Luís Albuquerque de militante de base a vice-presidente – Passos Coelho registou o pior resultado de sempre desde que é líder: 79,8% dos votos, com um quinto dos votantes a não sufragarem a direção do líder.

A subida de Maria Luís Albuquerque à direção foi justificada por duas vezes por Passos Coelho pelas suas qualidades “notáveis” como ministra, mas outras figuras do partido reagiram sem tanto entusiasmo.

Paulo Rangel considerou a escolha “previsível”, Pedro Duarte disse que teria optado por “uma lógica de renovação” e José Eduardo Martins remeteu para o presidente a responsabilidade pela direção.

Os três dias de congresso decorreram, como se esperava, sem críticas claras a Passos Coelho e apenas o ex-secretário de Estado José Eduardo Martins fez alguns reparos à forma como o PSD tem feito oposição, pedindo mais inteligência e que o partido assuma “na plenitude” a sua matriz social-democrata.

As eleições autárquicas do próximo ano foram o tema que mais entusiasmou os congressistas, com o presidente dos Autarcas Social-Democratas, Álvaro Amaro, e o ex-ministro da Defesa José Pedro Aguiar-Branco a pedirem a todos os notáveis do partido que “não fiquem no sofá” e estejam disponíveis para esse combate.

Aguiar-Branco foi mais longe e sugeriu Pedro Duarte como candidato ao Porto e José Eduardo Martins a Lisboa.

PSD / Flickr

-

Santana Lopes foi o único ex-líder do PSD a marcar presença no congresso

Pedro Santana Lopes – o único ex-líder do PSD a marcar presença no congresso de Espinho – também foi questionado sobre a sua disponibilidade para estas eleições e disse não estar “para aí virado”.

No palco, deixou um pedido de calma ao partido sobre o tema: “’Keep cool’, tenhamos calma, tudo a seu tempo”.

O novo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, mereceu uma referência no discurso de abertura de Pedro Passos Coelho, que enviou um abraço ao ex-líder social-democrata e defendeu que o chefe de Estado não deve ser instrumentalizado pelos partidos.

Foi Pedro Santana Lopes quem homenageou no seu discurso o antigo Presidente da República e também ex-líder do PSD, Aníbal Cavaco Silva – que mereceu um aplauso de pé por parte dos congressistas.

Santana realçou que, pela primeira vez na história, há um empate 2-2 entre chefes de Estado oriundos do PS – Soares e  Sampaio) e do PSD – Cavaco e Marcelo.

“Um dia haverá quem desempatará”, vaticinou.

Bom Dia

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Que escumalha!…
    O PSD vai longe com esta gentalha….
    De um partido que tem um vice que é um parasita mafioso (Marco António Costa), não se pode esperar boa coisa!…

RESPONDER

Arcebispos de Barcelona ajudaram padre acusado de abusos a fugir à polícia

O padre Senabre, acusado de ter abusado de um menor de 13 anos, esteve desaparecido por mais de 25 anos. Foi agora encontrado no Equador e o seu caso está a ser investigado pelo Vaticano …

Problemas de direitos humanos persistem em Portugal apesar dos progressos

O mais recente relatório da Amnistia Internacional sobre direitos humanos indica que em Portugal “ainda persistem” desigualdades no acesso a habitação condigna, e diferentes formas de discriminação de pessoas e comunidades mais vulneráveis. O documento divulgado …

Theresa May adia votação do Brexit

A primeira-ministra britânica, Theresa May, confirmou, esta segunda-feira à tarde, perante o parlamento britânico, que será adiada a votação do acordo do Brexit agendada para esta terça-feira, dia 11. A decisão da primeira-ministra britânica procura evitar …

"Lobisomem da Sibéria". Maior assassino em série da Rússia era polícia e matou 78 mulheres

Um ex-polícia russo, já condenado a prisão perpétua pela morte de 22 mulheres, foi sentenciado esta segunda-feira na Sibéria por mais 56 homicídios, o que o torna no maior assassino em série da história recente …

Mais de 20 comboios vão ser suprimidos no Natal e Ano Novo

Mais de duas dezenas de ligações ferroviárias, entre Intercidades e Alfa-Pendulares, serão suprimidas nos dias 24, 25 e 31 de dezembro e 1 de janeiro de 2019, à semelhança de anos anteriores, devido à fraca …

Catalães devem seguir a via eslovena e estar "dispostos a tudo" para alcançar independência

Quim Torra disse este sábado que os catalães devem seguir o exemplo do processo de independência da Eslovénia e estar "dispostos a tudo". O presidente do governo regional da Catalunha, Quim Torra, disse este sábado que …

"Injustiça fiscal." Governo rejeita alterar IRS para salários de anos anteriores

O Governo recusou aceitar uma recomendação da Provedora de Justiça que pedia ao Executivo para atualizar o regime de IRS para rendimentos relativos a anos anteriores. No início de outubro, a Provedora da Justiça escreveu a …

Oito anos depois, pensionistas recebem subsídio de Natal por inteiro

Oito anos depois, os pensionistas recebem esta segunda-feira o subsídio de Natal por inteiro, sem cortes e no mês de dezembro. A maioria dos pensionistas da Segurança Social começa esta segunda-feira a receber a pensão de …

Carlos Ghosn, ex-presidente da Renault-Nissan, acusado por ocultar rendimentos

O Ministério Público japonês acusou oficialmente o ex-presidente da Nissan de ocultar rendimentos da empresa durante um período de cinco anos. De acordo com a agência Kyodo e o canal público NHK, o Ministério Público responsabiliza …

Casa onde Sócrates vive "pagou" salinas em Angola

O apartamento de luxo onde José Sócrates está a residir na Ericeira foi uma "dação em pagamento" de um empresário angolano ao primo do ex-primeiro-ministro, José Paulo Pinto de Sousa, que é suspeito de ser …