Passos escolhe amiga Teresa Leal Coelho para Lisboa e abre guerra interna no PSD

PSD / Flickr

Teresa Leal Coelho

Teresa Leal Coelho

A vice-presidente do PSD e deputada Teresa Leal Coelho deverá ser a escolha de Passos Coelho para a candidatura à Câmara de Lisboa, nas próximas eleições autárquicas. O nome da amiga de longa data do líder do PSD está contudo, a levantar críticas no seio do partido.

Pedro Passos Coelho já terá comunicado a escolha de Teresa Leal Coelho como candidata do PSD à Câmara de Lisboa à Distrital social-democrata da capital, conforme avança o Diário de Notícias.

O nome da “amiga de longa data de Passos Coelho”, conforme sublinha o DN, deverá agora ser aprovado pela Distrital, no próximo domingo, apesar das críticas que surgem à escolha e ao próprio processo de decisão.

O DN atesta que muitos sociais-democratas entendem que Teresa Leal Coelho aparece como “uma solução de recurso”, o que não é positivo para o partido.

E o Público avança mesmo que o nome está a abrir uma “guerra interna” no PSD, antecipando-se “um combate muito desigual” com o candidato do PS a Lisboa, Fernando Medina, o actual presidente da Câmara da capital.

“Não vai ser fácil passar Assunção Cristas”, terá mesmo desabafado um deputado do PSD, no Parlamento, conforme cita o Público, realçando que até “alguns” dos “mais próximos” de Passos “manifestam-se incrédulos” com a escolha.

Quem assume abertamente as críticas à decisão de Passos, é o presidente da concelhia do PSD em Lisboa, Mauro Xavier, que aproveitou o seu perfil do Facebook para manifestar o “profundo desagrado com a metodologia escolhida e pelo não envolvimento da concelhia no processo”.

O desconforto da concelhia com Passos, no âmbito da escolha do candidato do PSD às autárquicas, já vem de longe e Mauro Xavier já tinha convidado José Eduardo Martins, um crítico do líder social-democrata, para elaborar o programa político do partido à Câmara de Lisboa. A decisão foi vista, na altura, como uma provocação a Passos.

Mauro Xavier destaca contudo, que “este é o tempo do PSD estar unido em torno da sua candidatura”, mas deixa um claro aviso, perante a eventualidade de um mau resultado nas eleições. “Os balanços só devem ser feitos depois dos votos contados“, nota.

Pedro Passos Coelho não confirmou, para já, o nome de Teresa Leal Coelho que, em 2013, foi o número dois do PSD, na lista encabeçada por Fernando Seara, à Câmara de Lisboa. Actualmente, é vereadora sem pelouro na autarquia, onde tem tido uma actuação bastante apagada.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. O sistema democrático, está minado por amigos(as) o que é pe´siimo para a credibilidade do regime. Não basta a prática dos políticos que revela pouca transpatência/incompetência, ainda temos o “polvo” dos amigos (as) que se protegem e promovem uns aos outros e depois ainda se julgam com moral para criticar o parceiro do lado, tenham vergonha na cara, libertem Portugal da escumalha porque sérios é palavra proíbida.

  2. Não me parece a forma mais correta de um candidato ser escolhido por uma pessoa apenas, em 42 anos de democracia muitos políticos de vários quadrantes teimam em pouco ou nada aprenderem com as cabeçadas que dão ou vêm dar aos outros!.

  3. Este partidinho anda mesmo á deriva… Irra! Já não há pachorra que esta gentalha oportunista e vazia de soluções. Não valem mesmo nada.

  4. A última borrada de Passos.
    Não deixa a Cristas vencer o Medina, retirando-lhe votos, e irá fazer a Teresa Leal passar a vergonha de ficar atrás de Cristas.
    Passos está mesmo aos zigzagues…

RESPONDER

Enfermeiros querem angariar um total de 700 mil euros para financiar greve

Na greve em curso, os enfermeiros angariaram 300 mil euros, conseguindo mesmo ultrapassar o objetivo ao recolherem 360 mil euros até 22 de novembro. Para uma nova greve estabeleceram a meta de 400 mil euros …

Roménia quer adotar o euro até 2024

A Roménia espera adotar o euro até 2024 e pretende contribuir durante a sua presidência da União Europeia, que começa a 1 de janeiro, para reduzir as distâncias entre antigos e novos membros. "O nosso objetivo …

Há risco de irrealismo no preço das casas em Lisboa e Porto, alerta a Moody's

A Moody's prevê que os preços das casas continuem a subir em Portugal, mas adianta que em algumas zonas os aumentos não foram normais. De acordo com a agência de rating Moody's, os preços das casas …

PSD quer cortar metade do IRS dos senhorios nos contratos com mais de 10 anos

O PSD leva esta quinta-feira à Assembleia da República dez projetos-lei sobre habitação e arredamento. Um dos projetos que vai a votos propõe que se reduza a taxa de IRS para senhorios em metade nos …

Antiga Feira Popular dá "jackpot" à Câmara de Lisboa. Medina quer gastar em casas acessíveis

A Câmara de Lisboa arrecadou esta quarta-feira mais 85,5 milhões do que estimava no leilão dos terrenos de Entrecampos, dinheiro que será investido em habitação a custos acessíveis, adiantou o presidente, Fernando Medina "O resultado desta …

Um cometa verde vai passar pela Terra na segunda-feira (e qualquer pessoa vai poder vê-lo)

A cada 5,4 anos, o cometa 46P/Wirtanen orbita o Sol, passando pelos céus da Terra durante o caminho. Este ano, a sua visita é este mês. Geralmente, o cometa 46P/Wirtanen está demasiado longe para o podermos …

May consegue adiar a sua queda, mas não tira o Brexit da corda bamba

Mais de treze horas de incerteza em que o coração de Theresa May voltou a bater depressa demais. A primeira-ministra sobreviveu à moção de censura, mas tem pela frente mais um osso duro de roer: …

Ministra da Saúde reage às demissões no D. Estefânia (e acaba por criticar a sua secretária de Estado)

A ministra da Saúde, Marta Temido, assumiu esta quarta-feira que o Hospital pediátrico D. Estefânia é “uma das jóias da coroa” e não pode ser desfalcado, mas lembrou que “não abundam pediatras no país” e …

Sócios do Sporting vão decidir em AG se Bruno de Carvalho continua suspenso

Os sócios do Sporting vão decidir no sábado em Assembleia Geral se Bruno de Carvalho vai permanecer suspenso, na apreciação do recurso do ex-presidente do clube. Da ordem de trabalho para a reunião magna, marcada para …

CDS cola Governo de Costa a Sócrates. "Um país a cair aos pedaços"

O CDS-PP "colou" nesta quarta-feira vários ministros de António Costa ao Governo de José Sócrates, responsabilizando-os pelos problemas financeiros que dificultam a recuperação de infraestruturas de "um país a cair aos pedaços". "As infraestruturas públicas estão, …