Parque Expo paga 100 mil euros a escritório de Mota Soares e Nobre Guedes

nunocardoso / Flickr

A Parque Expo, presidida por um dirigente do CDS, assinou no ano passado contratos de assessoria jurídica no valor de 98 mil euros com o escritório Nobre Guedes, Mota Soares & Associados. Em menos de cinco anos, a empresa gastou 3,9 milhões na aquisição de bens e serviços.

De acordo com o i, John Antunes, dirigente do CDS e presidente da Parque Expo nomeado por Assunção Cristas, adjudicou no ano passado dois contratos, por ajuste direto, de assessoria jurídica ao escritório Nobre Guedes, Mota Soares & Associados, do ex-ministro do Ambiente e do Ordenamento do Território, por apenas três meses de trabalho.

O primeiro contrato foi assinado em maio de 2015, no valor de 48 mil euros mais IVA, destinando-se a dois meses de assessoria. O segundo acordo, no valor de 50 mil euros mais IVA, foi assinado em dezembro e publicado apenas no final de janeiro deste ano, correspondendo a apenas um mês de assessoria.

John Antunes, que pertence ao Conselho Nacional do CDS, fez parte da comissão de honra da candidatura de Assunção Cristas por Leiria nas Legislativas de 2011. Após a tomada de posse do governo PSD/CDS, a então ministra do Mar nomeou John Antunes para presidente do conselho administração da Parque Expo 98, S.A., onde já antes exercia funções como diretor financeiro.

A nomeação surgiu depois de Cristas ter anunciado a liquidação da empresa até ao final de 2013. No entanto o processo foi-se arrastando e acabou várias vezes adiado.

Desde a aprovação do processo de liquidação, em outubro de 2014, a Parque Expo gastou quase 700 mil euros em contratos de aquisição de bens e serviços, metade dos quais relativos a consultorias.

Além dos contratos com o escritório de Mota Soares e Nobre Guedes, o i revela que outros dois contratos fechados no ano passado, totalizando o valor de 97,5 mil euros, foram assinados com o Banco Big, onde John Antunes também exerceu cargos de direção.

No entanto, se recuarmos a agosto de 2011 – quando Assunção Cristas assumiu funções no Governo -, a empresa gastou 3,9 milhões na aquisição de bens e serviços.

Dos 103 processos que constam no portal Base dos contratos públicos, apenas 16 dizem respeito a concursos públicos.

O i questionou a comissão de liquidação da Parque Expo sobre possíveis favorecimentos, ao que foi respondido que a “Parque Expo cumpriu sempre a lei da contratação pública”, garantindo que não existe “fundamento para um alegado favorecimento em qualquer adjudicação”.

Direito de resposta

Entretanto, o escritório de advogados Nobre Guedes, Mota Soares & Associados veio prestar esclarecimentos, ao abrigo do direito de resposta, sobre os contratos com a Parque Expo, desmentindo algumas informações circuladas pela notícia do jornal i.

O escritório começa por esclarecer que Luís Pedro Mota Soares, antigo ministro da Solidariedade e Segurança Social, “não é, nem nunca foi, sócio da sociedade de advogados” em causa. O sócio da sociedade, “e desde a sua fundação, é o dr. Fernando José Mota Soares“.

Saliente-se, contudo, conforme consta no site do Governo, que o ex-ministro Pedro Mota Soares exerceu a profissão de advogado como associado sénior na Nobre Guedes, Mota Soares e Associados.

O advogado do Departamento Contencioso e Arbitragem da sociedade, Pedro Pestana Bastos, esclarece ainda que o escritório foi contratado “para a operação de conceção, negociação e implementação da privatização da concessão do Oceanário de Lisboa, processo que decorreu de março a setembro de 2015”.

Pedro Pestana Bastos sublinha que este foi “o processo de privatização que teve menos encargos para o Estado, no que respeita a assessoria jurídica“.

De acordo com o representante, “o processo de contratação obedeceu a todas as regras de contratação pública tendo a nossa sociedade sido contratada para prestar serviços de assessoria jurídica no âmbito da ‘privatização do Oceanário de Lisboa'”.

O comunicado alega que, ao contrário do que consta no portal Base – dois contratos de 98 mil euros mais IVA -, foram faturados apenas 66 mil euros por serviços prestados durante sete meses (e não três) por cinco advogados, no total de 818 horas de trabalho (“corresponde a um valor horário de 80 euros/hora”).

ZAP

PARTILHAR

15 COMENTÁRIOS

  1. Isto já não é corrupção!
    São negócios ruinosos em benefício de uns tantos, feitos de maneira legal onde não há forma do Ministério Publico intervir…

  2. Nem acredito, serão portugueses?? Se não fossem, eu ficava admirado, assim está tudo nos conformes!… Neste país à beira mar plantado, está tudo bem controlado, é pela politica e pela justiça. Por falar em justiça, onde está ela??? Alguém a viu? Cuidado, porque o miúdo, gamou uma lata de atum para matar a fome, sim, este é um ladrão a sério e vai já a tribunal, será julgado? Ouvi dizer que sim…

    Adoro as notícias de todos os dias… Assim está bem, isto é PORTUGAL…

  3. Gatunos, cadeia com esta gente e arresto de valores no valor do roubo. Não coloquem o juiz Alexandre no processo porque pertence à mesma pandilha.

  4. E ninguém vai preso??? Nós somos um PAÍS DE BANANAS.
    O Otelo é que estava/está certo: todos no Campo Pequeno para serem fuzilados. Tenham vergonha. Para mim, políticos, escroques e cães de caça, são todos uma mesma raça. Os cães que me desculpem.

  5. ahhh não pode ser! então o CDS metido nestas andanças? O Portas deixou um bom legado! hehehehe
    Dá vontade de rir mas piada não tem nenhuma! porque quem paga isto tudo somos nós!
    É até ao dia em que alguém organiza um grupo para lhes limpar o sebo, sim pq o que não falta por aí são sebosos! E gente desejosa de os limpar… do sebo claro!
    E ainda falta apurar a festa do Relvas com o seu novo “investimento” na banca, o compadre coelho ajudou-o, tal como o relvas o ajudou quando estava na tecnoforma. Toma lá dá cá, é assim que funciona!
    E assim vai o nosso Portugal, que é mais deles que nosso!

  6. Isto não é corrupção não, é roubar a descarada o dinheiro do contribuinte. Espero que o governo, corra imediatamente com o gestor da Parque expo. Que não o deixe roubar mais o erário publico, para dar aos seus amigos do CDS.

RESPONDER

O chef sírio Imad Alarnab

Imad fugiu da Síria há seis anos. Agora, tem um restaurante de sucesso em Londres

O chef sírio Imad Alarnab deixou a Síria há seis anos, onde tinha vários restaurantes, rumo a Inglaterra. Não desistiu dos seus sonhos e agora tem um novo projeto no agitado Soho, no centro de …

Máquina de venda automática de brindes

Máquina das bolas japonesa. As pequenas esferas de plástico guardam os detalhes de uma viagem surpresa

As máquinas de venda automática de brindes, conhecidas como gachapon no Japão, têm inovado nos últimos anos. Agora, são os detalhes de uma viagem que estão guardados nas pequenas bolas de plástico. O valor das bolas …

O Supremo dos EUA mudou as suas regras para que as juízas não fossem constantemente interrompidas

Revelação foi feita por Sonia Sotomayor, uma das três mulheres que compõe o coletivo de nove juízes e a primeira latina a chegar ao cargo. O facto de serem constantemente interrompidas em reuniões ou outros …

A candidata a primeira-ministra da Hungria, Klára Dobrev.

Num futuro sem Orbán, a oposição escolhe entre um novo conservador ou uma liberal divisiva

Os opositores de Viktor Orbán estão na dúvida quanto ao candidato para enfrentar o atual primeiro-ministro nas próxima eleições. Esta indecisão pode custar-lhes o assalto ao cargo. Viktor Orbán é um nome recorrente na política húngara. …

Nuno Melo, do CDS/PP

Nuno Melo ataca líder do CDS por anunciar sentido de voto sem consultar deputados

O candidato à liderança do CDS-PP criticou, este sábado, o atual líder do partido por ter comunicado publicamente a intenção de votar contra a proposta de Orçamento do Estado sem se ter reunido com os …

Vaticano tem três celas e um só prisioneiro. Uma onda de julgamentos pode mudar isso

Dez pessoas vão ser julgadas no Vaticano por crimes relacionados com a venda de um edifício em Londres. Visto como limitado e sombrio, o sistema judicial da cidade-estado está a mudar. Carlo Capella é o único prisioneiro …

Alexandra Leitão diz que "não há trabalhadores a mais na Administração Pública"

A ministra da Modernização do Estado assegura que não há trabalhadores a mais na Administração Pública e assume toda a abertura do Governo para negociar, "com humildade e responsabilidade", medidas adicionais às inscritas no OE2022. Em …

Start-up israelita quer fazer roupa a partir de algas

A Algaeing, criada em 2016, é uma empresa que converte as algas numa fórmula líquida, que depois pode ser usada como corante ou transformada num tecido. A indústria da moda é uma das responsáveis pelas emissões …

O antigo Presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton

Bill Clinton já teve alta hospitalar e deve regressar a Nova Iorque

O ex-Presidente dos Estados Unidos deixou, neste domingo de manhã, o hospital da Califórnia onde foi internado com uma infeção, informou o chefe da equipa de médicos que o tratou. "O Presidente Clinton teve alta do …

Acordo escrito. Bloco diz que Governo "conhece bem" os pontos negociais

O Bloco de Esquerda anunciou, este domingo, que vai enviar ao Governo propostas de articulado de nove pontos negociais colocados em cima da mesa no início de setembro, aos quais declara não ter obtido resposta …