Parque das Nações sem escolas nem centro de saúde

A freguesia do Parque das Nações, em Lisboa, é considerada uma zona nobre da cidade, mas continuam a faltar-lhe serviços públicos fundamentais como um centro de saúde, escolas e uma rede de transportes, como reclama a junta.

Criado há 17 anos por ocasião da Expo’98, o bairro tornou-se formalmente numa freguesia em 2012, na sequência da reforma administrativa da cidade.

Segundo o presidente da junta, José Moreno, atualmente residem ali cerca de 30 mil pessoas e trabalham outras tantas. Contudo, a zona, com muitas casais jovens com filhos, continua sem escolas suficientes.

José Moreno explicou à Lusa que estavam projetadas quatro escolas, das quais “uma caiu” e outra nunca foi construída e “ninguém fala dela”.

Outra – a Vasco da Gama – está a funcionar e a quarta tem de ser terminada – a Escola Básica do Parque das Nações.

Eram quatro no total. Neste momento estão restringidas a uma e meia”, disse.

Como as escolas públicas não conseguem dar resposta à “procura muito grande”, os colégios privados estão, “de forma geral, cheios” e outras crianças estão em escolas dos Olivais ou da Portela.

O autarca lamentou que o Governo continue sem dar resposta quanto à construção da segunda fase da Escola Básica do Parque das Nações, que estava projetada para lecionar até ao 9.º ano e tem instalações apenas para o jardim de infância e para o 1.º ciclo.

Apenas 23,7% (196) das crianças que concorreram às duas escolas para o próximo ano letivo (825) tiveram vaga e todas para o pré-escolar ou para o 1.º ano, de acordo com dados do agrupamento de escolas Eça de Queirós, que engloba ambas.

A Escola Básica/Integrada Vasco da Gama teve 240 candidatos ao pré-escolar e 180 candidatos ao 1.º ano, tendo entrado 45 e 46, respetivamente.

Concorreram à Escola Básica do Parque das Nações 230 crianças para o pré-escolar e 175 para o 1.º ano e entraram 52 e 53, respetivamente.

Em ambos os casos, só foram admitidos alunos novos para o pré-escolar e 1.º ano porque a colocação “está dependente da mobilidade de alunos já integrados”, uma vez que “as turmas vêm constituídas e completas dos anos de escolaridade precedentes, não originando vagas”, explicou a diretora do agrupamento, Maria José Soares.

Também projetado para a freguesia desde o início está o centro de saúde, que não existe, mas “já custou uns milhõezitos ao erário público porque já foram feitos, pelo menos, dois projetos”, disse o presidente da junta.

José Moreno recorda-se de haver um projeto no Governo Sócrates e foi assegurado que a obra avançaria. “Já fiz uma reunião com a Administração Regional de Saúde e foi dito que não estava nas prioridades”, afirmou.

Os residentes no Parque das Nações estão distribuídos por três centros de saúde: Olivais, Moscavide e Sacavém.

O autarca admite que “o Governo joga com o facto de saber que os residentes na freguesia são de uma classe média/alta, pouco dada a manifestações de rua, como acontece noutros sítios”.

Outra necessidade prende-se com a mobilidade.

“Precisamos de uma melhor rede de transportes públicos nas zonas residenciais, periféricas. Temos uma frente de 5,5 quilómetros de um extremo ao outro e uma carreira que faz a articulação entre o norte e o sul, mas é só um autocarro e tem um intervalo muito grande entre uma paragem e outra. Além disso, não circula aos fins de semana e feriados e de semana termina às 20:00”, diz Moreno.

Segundo José Moreno, é preciso “mais uma carreira a circular”.

Contactada pela Lusa, a Carris disse que a oferta está dimensionada para a procura e indicou que o Parque das Nações é servido por duas carreiras suas: 728, entre Parque das Nações Sul e Estação do Oriente, e 708, entre Estação do Oriente e Parque das Nações Norte.

“Convergem na Estação do Oriente várias outras carreiras de diversas proveniências, parte das quais circulam via Av. D. João II, entre a Estação do Oriente e Moscavide”, refere a nota da Carris.

A Carris exclui a possibilidade de colocar mais autocarros a fazer a carreira 400, porque o “reduzido nível de procura não aponta para qualquer necessidade de aumento”.

A Lusa contactou os ministérios da Educação e da Saúde, mas ainda não obteve resposta.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

China cria aplicação de reconhecimento facial para distinguir pandas

Investigadores do Centro de Pesquisa e Conservação da China para Pandas Gigantes, juntamente com a Universidade de Tecnologia de Nanyang, em Singapura, e a Universidade Normal de Sichuan desenvolveram uma aplicação com um software de …

Corvos da Torre de Londres "salvaram" o país. Tiveram crias pela primeira vez em 30 anos

Os icónicos corvos negros da Torre de Londres "salvaram" o Reino Unido das consequências fatídicas de uma antiga profecia ao ter descendentes pela primeira vez desde 1989. O casal formado por Huginn (o pai) e Muninn …

A Estónia só tem um lingote de ouro e nem sequer o pode vender

O Banco Central da Estónia, que completou em maio 100 anos desde a sua função, só tem um lingote de ouro e nem sequer o pode vender, uma vez que o material não é puro …

Explosão atinge autocarro de turistas perto das Pirâmides de Gizé

Uma explosão atingiu um autocarro de turistas perto das célebres pirâmides de Gizé, no Egito, provocando 17 feridos, entre naturais do Egito e da África do Sul, noticia a agência France-Presse. Um engenho explosivo detonou à …

Alerta de erupção vulcânica. Monte Hakone fechado a turistas

As autoridades japonesas activaram este domingo o alerta por possível erupção vulcânica no monte Hakone, e fecharam todos os acessos à popular paisagem natural, que é visitada anualmente por milhões de turistas. A Agência Meteorológica do …

Vírus gigantes nas águas da Índia podem resolver mistério evolutivo

Uma equipa liderada por cientistas do Instituto Indiano de Tecnologia em Bombaim descobriu mais de 20 novos vírus nas águas da cidade, incluindo versões gigantes destes agentes biológicos que podem ajudar a desvendar questões importantes …

Sondagens dão maioria pró-UE no Parlamento Europeu (mas eurocéticos crescem)

As sondagens para o Parlamento Europeu apontam para uma maioria de partidos pró-União Europeia (UE), apesar de os partidos eurocéticos ganharem terreno em relação à composição que resultou das eleições de 2014. Entre os 751 assentos …

A ciência por detrás de um bom chocolate foi finalmente revelada

O melhor chocolate é uma mistura complexa de ciência e o truque não é novo: esta técnica de mistura tem mais de 140 anos. Uma equipa de cientistas da Universidade de Edimburgo, na Escócia, Reino Unido, …

Cristiano Ronaldo eleito o melhor da liga italiana

Cristiano Ronaldo foi o melhor jogador da Liga Italiana 2018/19. A distinção foi anunciada neste sábado, com a Série A a explicar que a escolha foi feita com base em cálculos dos sites Opta Sports, …

Europeias: PS quer fazer o mesmo na Europa, PSD lembra cataplana de Costa e BE pede para não ficar em casa

No dia em que ficou decidido quem seria o campeão nacional de futebol deste ano, a campanha eleitoral para as europeias abrandou, com os partidos a terminarem as iniciativas pelo final da tarde. O cabeça de …