Parlamento indiano proíbe o divórcio instantâneo pelo marido

A câmara baixa do parlamento indiano aprovou uma lei que criminaliza uma forma muçulmana de divórcio que discrimina gravemente as mulheres.

Segundo as regras do chamado “triplo talaq instantâneo”, basta um homem dizer a palavra “talaq” – divórcio, repúdio – três vezes para o divórcio se efetivar, explica o Expresso. Negando que o seu objetivo seja político, o governo nacionalista hindu do BJP diz que se trata de uma questão de humanidade e justiça.

A lei incorpora algumas objeções entretanto feitas e foi aprovada por 245 votos contra 11. Mas vários partidos da oposição abandonaram a sala em protesto contra a recusa de levar a um comité especial a lei, que acusam de inconstitucional. O governo nota que o Supremo Tribunal do país decretou inconstitucional o triplo talaq em 2017.

A lei islâmica tem outras formas de efetivar o divórcio, incluindo algumas por iniciativa da mulher. O triplo talaq, usado na Índia por sunitas que seguem a escola Hanafi de jusrisprudência, é há muito contestado. Quando o Supremo Tribunal decidiu o assunto, foi por três votos contra dois, mas mesmo estes últimos, embora julgando a prática constitucional, incitaram o governo a legislar uma proibição.

O governo respondeu com a Lei das Mulheres Muçulmanas (Proteção dos Direitos no Casamento), que agora cumpriu metade do seu percurso no parlamento. Falta a votação na câmara alta, onde parece haver mais resistência. A nível político, a oposição continua. O líder do Partido do Congresso diz que a lei divide as pessoas e chama-a “discriminatória, inconstitucional e contra a lei pessoal muçulmana”.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Radovan Karadzic vai ser transferido para o Reino Unido

Radovan Karadzic, antigo líder dos sérvios da Bósnia condenado por genocídio no massacre de mais oito mil muçulmanos bósnios em Srebrenica, em 1995, vai ser transferido para o Reino Unido, onde vai continuar a cumprir …

Adjunta de Matos Fernandes era sócia de empresa que fez negócios com o ministério

Entre 2016 e 2019, a secretária de Estado do Ambiente, Inês Santos Costa, acumulou funções quando integrou o gabinete de João Pedro Matos Fernandes, na qualidade de adjunta, sendo, na altura, sócia de uma empresa, …

Cavaco acusa Governo de Costa de continuar a alimentar "monstro" da despesa pública

Cavaco Silva volta a criticar o Governo de Costa, desta vez por criar “impostos adicionais” sobre “tudo o que mexe” para alimentar “o monstro” da despesa pública. O ex-primeiro-ministro e antigo Presidente da República Aníbal Cavaco …

Dívidas de Vieira investigadas. Com falência à vista, grupo do líder do Benfica pagou viagens de luxo

Afinal, o Fundo de Resolução nunca aceitou a reestruturação das dívidas do grupo empresarial de Luís Filipe Vieira, ao contrário do que foi dito aos deputados na Comissão Parlamentar de Inquérito aos grandes devedores do …

João Rendeiro condenado a 10 anos de prisão

João Rendeiro, antigo presidente do Banco Privado Português (BPP), foi condenado a 10 anos de prisão efetiva esta sexta-feira. O tribunal condenou o ex-presidente do Banco Privado Português (BPP), João Rendeiro, a 10 anos de prisão …

Bloqueio de migrantes. Salvini não vai a julgamento

Matteo Salvini, líder do Liga, não vai a julgamento na sequência do bloqueio do desembarque de migrantes a bordo do navio da Guarda Costeira italiana "Gregoretti", em julho de 2019. Esta sexta-feira, um tribunal italiano decidiu …

Promulgado diploma sobre acesso às praias (com alerta para novo regime de multas)

O "regime contraordenacional, que está previsto para o não cumprimento de um conjunto de regras que temos na área covid, também é aplicado" às regras relativas às praias. O Presidente da República promulgou, esta sexta-feira, o …

PCP vai votar contra reforma das Forças Armadas

Os comunistas consideram tratar-se de uma "alteração significativa" da estrutura de comando, sem dar resposta "a problemas que persistem há largos anos" na instituição militar". O PCP vai votar contra as propostas do Governo para a …

Biden diz que ataque a oleoduto veio da Rússia. Mas exclui envolvimento do Kremlin

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden, afirmou na quinta-feira que o ciberataque que paralisou durante vários dias a maior rede de oleodutos do país foi proveniente da Rússia, mas exclui envolvimento do Governo …

Máscaras vieram para ficar. Mas pode haver exceções

A máscara de proteção individual vai continuar a fazer parte do nosso dia-a-dia. No entanto, pode haver exceções para os já vacinados contra a covid-19. O Governo convidou os especialistas a criarem um novo plano e …