Companhias aéreas obrigadas a dar dados dos passageiros para combater terrorismo

Foi aprovada esta quinta-feira no Parlamento Europeu a aplicação da diretiva Passenger Name Record, que vai obrigar as companhias aéreas a registar os dados pessoais dos passageiros. 

A nova lei, semelhante à que foi implementada nos Estados Unidos após os atentados de 11 de setembro, permite às companhias aéreas registar todos os dados pessoais dos seus passageiros, para que sejam analisados pelas agências de segurança.

Entre os dados que as companhias vão ter de entregar estão nome, a morada, o número de telefone, o número do cartão de crédito e a forma de pagamento, o nome dos acompanhantes (se os houver), a bagagem e o itinerário da viagem.

Estas normas são válidas não apenas dentro do espaço comunitário, mas também nas ligações aéreas entre a União Europeia e os países terceiros. No caso das ligações intracomunitárias, a divulgação dos dados fica ao critério de cada país.

A diretiva, que vários membros da União Europeia tentam pôr em prática desde 2011, foi aprovada numa sessão plenária em Estrasburgo com ampla maioria, com 461 votos a favor, 179 contra e 9 abstenções.

A aprovação da medida foi impulsionada na sequência dos atentados de Bruxelas e de Paris.

O registo dos dados pessoais tem como objetivo impedir o embarque de indivíduos que já estejam regresso de cidadãos europeus que foram radicalizados pelos serviços de segurança.

Além disso, passa a ser possível monitorizar o regresso de cidadãos europeus que foram radicalizados em territórios controlados pelos jihadistas, nomeadamente na Síria.

A base dados é considerada um instrumento importante para seguir o rasto de potenciais terroristas, mas os eurodeputados aprovaram também um pacote legislativo – um regulamento e uma diretiva – para garantir a proteção dos dados pessoais.

O regulamento visa garantir que os cidadãos tenham um maior controlo sobre os seus dados, dar mais clareza e segurança jurídica às empresas e sujeitar as transferências para países fora da UE a requisitos mais apertados.

A diretiva inclui regras sobre o tratamento de dados no âmbito da prevenção da criminalidade.

ZAP

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Colaborador de Macron investigado por agredir manifestante

A justiça francesa anunciou a abertura de uma investigação preliminar após a transmissão de imagens de um colaborador do Presidente Emmanuel Macron a agredir um manifestante no 1º de maio. A investigação também tem como alvo …

Mbappé vai doar todo o dinheiro que ganhou no Mundial

O jogador francês Kylian Mbappé prometeu oferecer os ganhos financeiros obtidos no Mundial 2018. E vai mesmo cumprir com a sua promessa. Kylian Mbappé prometeu e vai cumprir. O jogador da seleção francesa vai oferecer a totalidade …

MP abre inquérito sobre alegadas irregularidades na reconstrução de casas de Pedrógão

O Ministério Público abriu um inquérito para investigar alegadas irregularidades na reconstrução de casas afetadas pelos incêndios de Pedrógão Grande, em junho de 2017, disse à agência Lusa fonte da Procuradoria-Geral da República (PGR). "Confirma-se a …

Bruxelas quer passageiros portugueses a pagar taxa aeroportuária em Lisboa

A Comissão Europeia considera que ao cobrar esta taxa apenas a não residentes, Portugal está a discriminar em função da nacionalidade. A Comissão Europeia enviou, esta sexta-feira, um parecer fundamentando a Portugal reclamando que a taxa …

Justiça espanhola recusa extradição de Puigdemont apenas por peculato

O Tribunal Supremo espanhol decidiu cancelar o mandado europeu de detenção do ex-presidente do Governo catalão, recusando-se a julgar o independentista em fuga apenas pelo alegado delito de peculato e não pelo de rebelião. O juiz …

Militante envolvido na falsificação de fichas do PS nomeado para administrador de saúde

Um dos novos administradores que o Governo nomeou para o Centro de Medicina de Reabilitação da Região Centro, António João Paredes, é um militante que esteve envolvido no processo de fichas falsas do PS de …

Francisco J. Marques constituído arguido no caso dos e-mails

Francisco J. Marques foi interrogado pela PJ a em março deste ano, na qualidade de arguido, no âmbito do chamado caso dos e-mails, relacionado com a divulgação, no Porto Canal, de correio eletrónico do Benfica. O …

Facebook vai banir notícias falsas e violência (mas não a negação do Holocausto)

O Facebook vai remover informações falsas publicadas na rede social que possam contribuir para atos de violência iminente, anunciou a empresa, que já testou a medida no Sri Lanka, recentemente abalado pelos conflitos inter-religiosos. “Estamos a …

João Benedito formaliza candidatura à presidência do Sporting

O antigo guarda-redes e ex-capitão da equipa de futsal do Sporting apresentou, esta quinta-feira, a sua candidatura às eleições do Sporting. João Benedito, o mais recente candidato à presidência do Sporting, apareceu juntamente com a sua …

China lança centro de investigação para clonar primatas

A China lançou um centro de investigação para clonar primatas, na cidade de Xangai, que permitirá avançar no diagnóstico e tratamento de doenças celebrais, informou esta quinta-feira a imprensa local. O centro, que faz parte de …