Pandora Papers. Presidente do Chile enfrenta processo de destituição por suspeitas de corrupção

fotostvn / Flickr

Sebastian Piñera, Presidente do Chile

As revelações dos Pandora Papers envolvem o presidente chileno, Sebastian Piñera, na venda de uma empresa de minério nas Ilhas Virgens Britânicas através de uma companhia detida pelos seus filhos.

Depois de ver o seu nome implicado nos Pandora Papers, o presidente chileno vai ter agora de enfrentar um processo de destituição lançado pela oposição. O caso remonta a irregularidades na venda de uma empresa de minério através de uma companhia detida pelos filhos de Sebastián Piñera.

A oposição fala num “dever ético” de responsabilizar o presidente pelas suspeitas de irregularidades no seu envolvimento no polémico projecto Dominga. Piñera usou “o seu cargo para negócios pessoais“, acusou o congressista esquerdista Tomas Hirsch quando abriu o processo de impeachment que pode agora demorar várias semanas.

Já Jaime Naranjo, congressista também esquerdista e um dos responsáveis pelo processo de destituição, afirma que Piñera “violou abertamente a Constituição” e “comprometeu seriamente a honra da nação”.

Este avanço da oposição surge depois do procurador público chileno ter revelado este mês que iria abrir uma investigação a possíveis subornos, corrupção e fraude fiscal na venda da mineira Dominga em 2010, que foi feita através de uma empresa detida pelos filhos de Piñera ao empresário e amigo do presidente, Carlos Delano, por 152 milhões de dólares. A venda foi concluída nas Ilhas Virgens Britânicas durante o primeiro mandato de Piñera.

Para além disto, uma cláusula estaria no contrato que tornaria o último pagamento da venda dependente de que não se estabelecesse uma zona de protecção ambiental na área onde a mina opera, uma decisão que cabe ao presidente do país.

A investigação foi aberta depois das revelações feitas pelo Consórcio Internacional de Jornalistas na investigação sobre fraude fiscal e offshores dos Pandora Papers.

Sebastián Piñera, uma das pessoas mais ricas do Chile com uma fortuna avaliada em 2.5 mil milhões de dólares pela Forbes, já negou todas as acusações e defende-se dizendo que a venda já tinha sido analisada em tribunal em 2017.

“Enquanto presidente do Chile, nunca, nunca levei a cabo nenhuma acção ou gestão relacionada com a Dominga Mining”, afirmou.

Agora cabe à Câmara de Deputados do Chile, controlada pela oposição, decidir de a destituição é aprovada ou rejeitada. O voto vai ter lugar na primeira semana de Novembro e o país vai também a eleições presidenciais e legislativas no próximo mês. As sondagens apontam para um crescimento dos candidatos de esquerda.

Este pode ser o golpe final na presidência de centro-direita de Piñera, que está sob fogo também por ter declarado o estado de emergência em quatro províncias no sul do Chile onde tem havido confrontos entre o grupo indígena Mapuche e a polícia.

A região vive um período instável desde 2018, quando um homem que não estava armado foi morto pela polícia, que tentou encobrir o sucedido. O estado de emergência vai restringir o direito ao protesto e à liberdade de movimento e vai também aumentar a presença policial nas províncias.

Piñera ficou também mal na fotografia depois da repressão aos protestos contra o governo e a desigualdade económica que abalaram o Chile em 2019 e 2020.

  Adriana Peixoto, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Uma impressão artística de um impacto gigantesco no sistema estelar HD 17255

Dois planetas envolveram-se num choque tão violento que um deles perdeu a atmosfera

Uma equipa de astrónomos encontrou provas de uma gigantesca colisão entre dois planetas num sistema planetário jovem, localizado a 95 anos-luz da Terra. A poeira à volta da jovem estrela HD 172555, de 23 milhões de …

Rorhwerk, o maior instrumento musical do mundo

Rohrwerk, uma obra de arte efémera, é a maior "fábrica do som" do mundo

Uma espécie de "pavilhão do som". Alunos da Escola Politécnica de Lausanne (EPFL), na Suíça, criaram um novo instrumento musical, o maior alguma vez construído. Com 45 metros de altura, a obra de arte imponente …

Costa já pediu desculpas às confederações patronais. "Houve um lapso"

O primeiro-ministro afirmou, esta sexta-feira, que já apresentou um pedido de desculpas às confederações patronais por o Governo ter aprovado duas medidas na área do trabalho sem antes as ter apresentado em Concertação Social. À chegada …

Luxemburgo torna-se o primeiro país da Europa a legalizar o cultivo e consumo de canábis

O Governo luxemburguês anunciou, esta sexta-feira, que o país será a primeira nação do Velho Continente a legalizar o cultivo e o consumo de canábis. De acordo com a nova legislação, explica o jornal The …

Prisão preventiva para suspeitos da morte de jovem no metro das Laranjeiras

Os quatro suspeitos da morte de um jovem, na quarta-feira, na estação de metro das Laranjeiras, em Lisboa, ficaram em prisão preventiva, depois de presentes a primeiro interrogatório judicial. Os quatro arguidos, com idades entre os …

Cristiano vs. Salah: Klopp não queria comparar mas comparou

Treinador do Liverpool não acredita que vai encontrar um adversário debilitado: "Eles são capazes de fazer coisas incríveis". É o grande jogo de futebol no Reino Unido e um dos mais aguardados em todos os países: …

Bastonário dos Médicos considera direção executiva do SNS "um disparate"

O bastonário da Ordem dos Médicos considera que a criação da direção executiva do Serviço Nacional de Saúde, proposta no Estatuto do SNS aprovado esta quinta-feira, é "um disparate" e que há estruturas que podem …

João Leão no Parlamento: "A alternativa é um Orçamento apresentado pelo PSD"

O ministro das Finanças afirmou, esta sexta-feira, na Assembleia da República, que a alternativa à viabilização à esquerda da proposta de Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) é um Orçamento feito pelo PSD. "A alternativa que …

Mais de 30 mil mulheres polacas recorreram a métodos de aborto ilegais ou no estrangeiro desde a alteração na lei

Proibição à interrupção voluntária da gravidez entrou em vigor no início deste ano e as  exceções só se aplicam a casos de violações, incestos ou quando a saúde da mãe está em risco. Pelo menos 34 …

Fenprof anuncia nova greve no dia 12 e concentração em frente ao Parlamento

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) anunciou, esta sexta-feira, a realização de uma concentração em frente à Assembleia da República no dia 5 de novembro e a adesão à greve nacional da Administração Pública marcada …