PAN quer no mínimo dois deputados para combater poluição e corrupção

António Cotrim / Lusa

O dirigente do Pessoas-Animais-Natureza (PAN) André Silva declarou esta quarta-feira que o objetivo mínimo do partido é eleger um segundo deputado nas eleições legislativas de 6 de outubro, priorizando o combate à poluição e à corrupção.

“O objetivo é aumentar a nossa representação parlamentar, eleger um grupo parlamentar, para fazer valer as nossas propostas, as nossas causas, fazer avançar a nossa mundivisão e passa por um reforço da presença no parlamento com a eleição de mais deputados. A meta sempre foi o aumento da representação parlamentar, que significa, no mínimo, dois deputados”, disse, antes de entregar a lista de candidatos no Palácio da Justiça, em Lisboa.

O deputado único do PAN considerou ser “importante continuar a pedir aos portugueses que confiem no trabalho” do seu partido, “com seriedade e credibilidade”.

“Cada vez mais importa confiar no PAN para fazer outros equilíbrios vários, que podem ser possíveis. Cada vez mais as pessoas percebem que para fazer avançar determinadas causas é preciso continuar a confiar no PAN e dar mais força ao PAN. Que se consiga encontrar uma maior diversidade parlamentar, acima de tudo para evitar maiorias absolutas e o afunilamento do sistema democrático numa visão apenas e redutora de um partido”, afirmou.

André Silva apontou como prioridades para a próxima legislatura “a matéria ambiental”, “os direitos sociais” e “a Justiça”, assuntos que serão incluídos no programa eleitoral do PAN que vai ser apresentado dentro de duas semanas numa sessão pública.

O dirigente do PAN enunciou o combate à corrupção, através da “prevenção”, com um pacote legislativo para existir “mais transparência, mais meios no Ministério Público e Polícia Judiciária”, além de “tribunais especializados nos crimes de corrupção, peculato e abuso de poder”.

O PAN tenciona ainda criar um “fundo público, alimentado pelas indústrias”, para fazer face às “reparações ambientais”, mas também “garantir a massa salarial dos trabalhadores que possam ser afetados com paragens de produção” de certas empresas poluentes, as quais deseja penalizar e aumentar a responsabilidade ambiental em caso de incumprimento reiterado.

Há quatro anos, nas últimas legislativas, o PAN atingiu 1,39% dos votos, num total de 75.140, logo atrás da CDU (PCP/”Os Verdes”), conseguindo eleger um deputado pela primeira vez.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Ano vai ser "inevitavelmente" de contestação social, avisa CGTP

O secretário-geral da CGTP, Arménio Carlos, disse esta sexta-feira que este ano vai ser “inevitavelmente” de contestação social se o Governo e as empresas continuarem a insistir num modelo de baixos salários. O líder da intersindical …

Maior ameaça ao crescimento português vem de Espanha

Diz o ditado popular que de Espanha nem bom vento, nem bom casamento. Mas, na verdade, o crescimento económico do país vizinho tem contribuído para puxar pela economia portuguesa. Agora, quando se prevê um abrandamento …

Cabo Verde esteve sem Internet durante 24 horas

O arquipélago de Cabo Verde voltou a ter acesso à Internet na tarde desta sexta-feira, cerca de 24 horas depois de uma instabilidade provocada por falhas no fornecedor internacional do serviço. O país tinha ficado sem …

Ventura em operação de charme no Porto depois de um atraso muito criticado no Parlamento

O deputado André Ventura, eleito pelo Chega, tem agendada para este sábado uma verdadeira operação de charme no Porto, com encontros com o presidente da Associação Comercial do Porto e com apoiantes do partido. Iniciativas …

Assistente social acusada de maltratar 14 crianças em centro de acolhimento

O Ministério Público (MP) acusa uma mulher de 46 anos, que era assistente social e diretora técnica de um centro de acolhimento na Maia, no distrito do Porto, de maltratar 14 crianças nesta instituição. De …

Marcelo não vê razão de preocupação com empresas portuguesas de Isabel dos Santos

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse esta sexta-feira ter sinais de que não há razão para preocupação nos setores económicos e empresas portuguesas nas quais a Isabel dos Santos está a vender …

Mina de lítio em Montalegre. "Impactes negativos minimizáveis” e 370 empregos

O Estudo de Impacte Ambiental (EIA) da concessão de exploração de lítio, em Montalegre, conclui que o projeto possui “impactes negativos” que, no entanto, “não são significativos”, “são minimizáveis” e de “abrangência local”. O EIA do …

Cristas faz o mea culpa e abandona o congresso. Corrida à sucessão faz-se a cinco

O 28.º congresso nacional do CDS arrancou este no Parque de Feiras e Exposições de Aveiro com o discurso da líder demissionária Assunção Cristas, que fez uma espécie de mea culpa e agradeceu aos centristas …

Sérgio Conceição sai do FC Porto no fim da época

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, deixará o comando dos dragões no final da temporada. A derrota em casa com o Braga terá ditado a saída do técnico azul e branco. O técnico do FC …

Joacine quer mais direitos para deputados sem partido. "Está a antecipar" o futuro

A deputada Joacine Katar Moreira, do partido Livre, defendeu esta sexta-feira o alargamento dos direitos regimentais dos deputados não inscritos em partidos. A deputada única do Livre assumiu esta posição no final de uma reunião do …