PAN-Madeira dissolve-se devido ao “centralismo” do PAN-Lisboa

PAN / Facebook

André Silva, deputado do Partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN)

André Silva, deputado do Partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN)

A Comissão Política Permanente Regional do PAN-Madeira anunciou esta terça-feira a sua dissolução devido à “atitude centralista dos órgãos nacionais do partido em Lisboa”.

“A razão de tal decisão unânime é motivada pela atitude centralista dos órgãos nacionais do partido em Lisboa, que, de há muito tempo para cá, têm revelado uma completa falta de abertura às nossas propostas, tendo demonstrado uma total falta de compreensão em relação às especificidades regionais insulares e não dando espaço a esta comissão para agir regionalmente de acordo com as realidades locais”, refere a estrutura madeirense, em comunicado.

A nota distribuída esta terça-feira salienta que “o PAN, através dos seus órgãos sediados em Lisboa, é dos poucos partidos de entre o espetro político nacional que não possibilita que as suas delegações regionais possam decidir com autonomia integrar coligações de âmbito autárquico ou regional”.

“Era vontade deste órgão regional integrar a coligação ‘Confiança’ no Funchal e estar aberto a integrar outras coligações onde o ideário do partido fosse respeitado e as suas causas potenciadas. A Comissão Política Nacional do PAN vetou autoritariamente tal abertura manifestada por nós”, acrescenta o comunicado.

A Comissão Política Permanente Regional denuncia ainda que a direção nacional impossibilitou a manutenção da sede regional, não tendo facilitado os meios logísticos necessários e “sabotado os meios de ação política para aplicar, à realidade regional madeirense, os ideais do partido”. “Só resta aos responsáveis regionais do PAN-Madeira esta decisão que visa dignificar tudo o que ao longo destes anos o PAN Madeira alcançou e contribuiu para alcançar”, observa.

A Comissão Política Permanente Regional do PAN lembra que “durante anos, o PAN-M foi a nível nacional o único motor do PAN”. “Através da nossa representação parlamentar regional e da nossa integração na coligação ‘Mudança’ no Funchal conseguimos lutar pelas causas avançadas que sempre nos identificaram”, declara.

“A decisão do Funchal de não permitir circo com exploração animal, o novo paradigma de gestão da causa animal na capital madeirense, a proposta de não abate de animais na região, estas e outras medidas no âmbito da causa ambiental falam por nós e pelo nosso trabalho de anos, desvalorizado pelos atuais órgãos nacionais do partido”.

Por isso, a Comissão Política Permanente Regional do PAN conclui: “com a consciência tranquila decidiu dissolver os órgãos regionais na Madeira do partido”. “Agradecemos aos madeirenses que ao longo destes anos confiaram em nós e nos deram o seu apoio e voto e exortamos a continuação da luta pelas causas animal, ecológica e humanitária de uma perspetiva holística, por parte do povo madeirense”, termina a nota.

Nas eleições legislativas regionais de outubro de 2011, o PAN, ao obter 2,13% dos votos, elegeu o seu primeiro deputado em Portugal, Rui Manuel dos Santos Almeida. Nas autárquicas de 2013, o PAN integrou a coligação ‘Mudança’ [que incluía o PS, BE, MPT, PTP e PND] que derrotou e desapossou o PSD de 37 anos na governação da Câmara Municipal do Funchal.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Em termos económicos estamos pior que "numa situação de guerra", diz Daniel Bessa

“Na recuperação da economia não podemos esperar uma fase ascendente tão rápida. Vamos ter uma recuperação mais lenta", alerta o economista Daniel Bessa. O economista Daniel Bessa considera que a atual situação económica, decorrente da pandemia, …

Escolas não devem reabrir em abril

Esta terça-feira ao início da tarde, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, admitiu que as escolas vão manter-se fechadas até ao final de abril. Marcelo Rebelo de Sousa esteve reunido, esta terça-feira, com especialistas …

Câmara de Comércio e Governo criam gabinete de apoio às empresas

A Câmara de Comércio e Indústria (CCIP) e o Governo criaram um gabinete de apoio às empresas para esclarecer e facilitar o acesso das companhias às ajudas lançadas pelo executivo. Segundo noticiou a TSF, a estrutura, …

Tragédia continua. Encontrado corpo de sobrinha-neta de John F. Kennedy

O corpo da sobrinha-neta do ex-Presidente norte-americano John F. Kennedy, que estava desaparecida com o filho desde quinta-feira, foi encontrado na segunda-feira, informaram esta terça-feira os meios de comunicação norte-americanos. Maeve Kennedy Townsend McKean, de 40 …

Jornal Económico e A Bola avançam para regime de lay-off

O Jornal Económico e o desportivo A Bola vão avançar para o regime de lay-off devido a quebras significativas nas vendas e publicidade desencadeadas pela pandemia de covid-19, que já fez mais de 300 vítimas …

Moratória nos créditos à habitação não suspende Seguros (e pode ter que os pagar durante mais tempo)

A suspensão dos pagamentos dos empréstimos do Crédito à Habitação, por parte dos clientes bancários que queiram aderir à moratória aprovada pelo Governo, pode não travar os pagamentos dos Seguros de Vida e Multi-riscos que …

Espanha poderá ser o primeiro país na Europa a avançar com rendimento básico universal

A ministra da Economia espanhola assegurou, este domingo, que o Governo está a trabalhar para aplicar o rendimento básico universal, embora não tenha dado ainda uma data concreta. Em declarações ao canal televisivo laSexta, a ministra …

Presidente revela que não está imune e é contra "descompressão" de medidas em abril

O Presidente da República revelou numa entrevista esta terça-feira divulgada pela Antena 1 que já fez um dos novos testes sorológicos para detetar a presença de anticorpos para o novo coronavírus e não está imunizado. "Depois …

Ministros das finanças procuram entendimento. Itália ameaça consenso de Centeno

Os ministros das Finanças da zona euro voltam a reunir-se esta terça-feira, por videoconferência, com a responsabilidade de chegarem a um compromisso sobre uma resposta comum para minimizar os efeitos da pandemia covid-19, precisando para …

Empresas estão a cobrar às farmácias 150 euros por caixa de máscaras

Empresas, muitas das quais nem sequer são do ramo farmacêutico, estão a cobrar às farmácias 150 euros por uma caixa de máscaras. Antes, eram vendidas por cinco euros. A pandemia de covid-19 levou a que a …