Só um país no mundo sobreviveria a um apocalipse zombie (e não é o nosso)

(CC0/PD) Ahmadreza89 / pixabay

Onde é que está a Cavalaria?

Investigadores da Universidade Federal de Juiz de Fora, no Brasil, desenvolveram um modelo matemático que permite analisar as probabilidades de sobrevivência da Humanidade a um apocalipse zombie. E as notícias não são boas.

O novo estudo, cujos resultados foram publicados esta semana no arquivo digital ArXiv, da Universidade de Cornell, nos EUA, descreve um cenário hipotético no qual uma pessoa, o “paciente zero”, é infectada com uma enfermidade que a converte num zombie, desencadeando um surto da enfermidade que se propaga numa grande cidade.

“Poderíamos argumentar que os zombies são criaturas fictícias, e que não faz sentido criar o modelo matemático de um surto. Mas mesmo que um apocalipse zombie só aconteça nos filmes de terror, aprender a modelar matematicamente uma ocorrência de um cenário destes pode ser muito útil“, explica o autor principal do estudo, João Paulo Mendonça.

Além disso, a ideia pode soar a alguns como ficção televisiva, mas o próprio Pentágono, que a tem como um risco real, já se preparou para um apocalipse zombie.

A grande conclusão do novo estudo é a de que o factor fundamental para a sobrevivência dos humanos é a quantidade inicial de efectivos militares disponíveis para conter o surto e combater os zombies.

De acordo com os resultados obtidos pelo modelo matemático criado pelos cientistas brasileiros, para uma população ter hipóteses de sobrevivência seria necessário que tivesse um mínimo de 47 militares por cada 1000 habitantes.

Isso faz com que apenas a população de um país em todo o Mundo teria qualquer hipótese de sobreviver a um apocalipse zombie: nada menos que a Coreia do Norte, que conta com uma razão de 4,7 militares por cada 1000 civis.

Mas mesmo nos melhores cenários, simulados com uma taxa de 100 soldados por cada 1000 civis, apenas 12% da população sobrevive a um apocalipse de mortos-vivos.

Boas noticias, ainda assim, se considerarmos que o mais recente estudo matemático de um surto zombie, realizado há um ano por uma equipa de cientistas da Universidade de Leicester, no Reino Unido, calculou que a propagação de uma infecção zombie por todo o mundo levaria à extinção de todos os seres humanos em apenas 100 dias.

Como fazer então frente a uma turba de zombies famintos?

Em todos os cenários estudados, os melhores resultados foram obtidos nos casos em que a maior parte da população civil é forte e se encontra em bom estado de saúde. “As pessoas mais fortes seriam capazes de se adaptar e evoluir, de forma a fazer frente aos zombies e combater o surto por conta própria”, dizem os cientistas.

Assim, concluem os autores do estudo, a melhor estratégia que um governo pode adoptar para preparar a sua população para garantir a sobrevivência a um surto de zombies, é investir em melhorar os hábitos alimentares e saúde dessa população.

Algo que, poder-se-ia argumentar, também deve agradar sobremaneira aos famintos zombies do dito cujo surto, tipicamente incansáveis à procura da sua próxima refeição.

ZAP // RT

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas detetam estranhos movimentos de gás na Via Láctea (em redor de algo "invisível")

Os astrónomos detetaram movimentos de nuvens de gás incomuns perto do centro da Via Láctea, que podem sugerir a presença de um desconhecido buraco negro de classe intermediária. Os investigadores que rastrearam os gases no centro …

Hackers podem facilmente piratear satélites (e transformá-los em armas)

Piratear satélites pode não ser assim tão complicado quanto pensamos. Os hackers podem simplesmente desligá-los ou até mesmo usá-los como armas. No mês passado, a SpaceX tornou-se a operadora da maior constelação de satélites ativos do …

Gelo a cair num buraco faz barulhos estranhos (e parece uma batalha de lasers)

Alguma vez pensou o que se ouve quando deixamos cair gelo num buraco gelado profundo? Já não precisamos de pensar mais - e já podemos ouvir. O vídeo do pedaço de gelo a cair num buraco …

Tribunal recusa exumar corpo. Rosa Grilo conhece sentença a 3 de março

A leitura do acórdão no processo do homicídio do triatleta ficou agendada, esta terça-feira, para o dia 3 de março. De acordo com o Diário de Notícias, a defesa de Rosa Grilo pediu a exumação do …

Revelados documentos que provam a investigação de OVNIs por parte do Pentágono

Documentos recentemente divulgados mostram que o Departamento de Defesa dos Estados Unidos (EUA) financiou estudos sobre Objetos Voadores Não Identificados (OVNI's), contradizendo declarações recentes do Pentágono. Em 2017, o New York Times revelou a existência de …

"Nem sei onde é Alcochete". Pinto da Costa ouvido como testemunha de Bruno de Carvalho

O presidente do FC Porto foi ouvido, esta terça-feira, como uma das testemunhas do ex-dirigente leonino no julgamento da invasão à academia do Sporting, em Alcochete, que está a decorrer no tribunal de Monsanto, em …

A nova obra de Bansky só durou dois dias

A nova obra do artista britânico Banksy, que apareceu na véspera do Dia dos Namorados em Bristol, foi coberta por um grafite cor-de-rosa dois dias depois. A imagem de uma menina a atirar flores vermelhas com uma …

Mais de cem médicos assinam carta a exigir fim da "tortura" de Assange

Mais de cem médicos assinaram uma carta, divulgada esta terça-feira, na qual pedem que o fundador do Wikileaks receba tratamento médico adequado.  Através de uma carta publicada, esta terça-feira, na revista científica The Lancet, mais de uma …

Espiões russos foram à Irlanda investigar cabos submarinos de Internet. Teme-se que os cortem

Esta segunda-feira, o mundo entrou em estado de alerta: agentes secretos da Rússia foram descobertos na Irlanda, numa missão para mapear a localização exata dos cabos submarinos que conectam a Europa à América do Norte. Não …

Telmo Correia eleito líder parlamentar do CDS-PP por unanimidade

O deputado foi eleito, esta terça-feira, presidente do Grupo Parlamentar do CDS-PP, sucedendo a Cecília Meireles, numa votação em que contou com os votos favoráveis dos restantes quatro eleitos centristas. O anúncio foi feito no Parlamento …