“Por um país às direitas”. Moção de Santana não dá apoio a Marcelo nas presidenciais

Mário Cruz / Lusa

Em 21 páginas, o líder do novo partido Aliança apresentou as suas ideias para o país. O Presidente da República é um dos protagonistas da moção intitulada “Um país às direitas”.

A moção de estratégia global de Pedro Santana Lopes ao primeiro congresso da Aliança, que se realiza este fim-de-semana em Évora, assume que o partido será “exigente” com a forma como Marcelo Rebelo de Sousa vai exercer a segunda metade do seu mandato e remete para mais tarde uma decisão sobre as eleições presidenciais.

Num documento com 21 páginas, intitulado “Um país às direitas”, Santana Lopes defende que a Aliança deve “ser especialmente exigente” com o chefe de Estado e que o exercício das funções de Marcelo “deve mobilizar o país para as grandes causas” como o “crescimento económico, a coesão territorial e as mudanças na justiça”.

Santana partilha uma expectativa que, segundo o Público, é também uma crítica: “Assim se espera que aconteça na segunda metade do mandato presidencial.”

Reconhecendo que Marcelo “conquistou popularidade” que “fez bem à auto-estima dos portugueses”, o fundador da Aliança considera que o Presidente “surgiu, talvez de mais, em salvação do Governo”, mas reconhece que “também soube ser exigente com o executivo normalmente com os casos mais graves”.

A posição sobre as presidenciais – que se disputam em 2021 – será assumida “em devido tempo” e quando o Aliança fizer o “balanço necessário”.

Marcelo Rebelo de Sousa ainda não anunciou se é candidato a um segundo mandato presidencial, mas, na semana passada, disse ter “muita vontade” de concorrer novamente ao cargo. No espaço do centro-direita, a líder do CDS-PP, Assunção Cristas, já assumiu que dará apoio à sua recandidatura, se se concretizar.

Na moção com que o ex-primeiro-ministro do PSD se candidata à liderança da Aliança, está estabelecido o objetivo de construir uma “alternativa democrática e patriota” que assuma a “bipolarização e substitua a frente de esquerda”.

Santana Lopes declara a “disponibilidade” para integrar “um Governo de centro-direita”, lembrando que a Aliança “já propôs a constituição de uma coligação pós-eleitoral, que assegure uma nova maioria no Parlamento, apta a dar suporte a uma alternativa democrática e patriótica de Governo”.

O antigo líder do PSD elege dez eixos prioritários que vão desde o crescimento económico, à redução da carga fiscal, passando pela saúde, pelo combate à corrupção, pela defesa da coesão social e territorial e pela “educação para a civilização”.

É também colocada como prioridade a reforma do sistema político, com a introdução de círculos uninominais, redução do número de deputados e limitação de mandatos parlamentares. Santana tem ainda a ideia de criar um Senado na Assembleia da República.

O crescimento económico acima dos 3% da média da União Europeia é assumido como o “verdadeiro desígnio nacional”.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Este é o segundo Zandinga cá do sítio? … “assume que o partido será “exigente” com a forma como Marcelo Rebelo de Sousa vai exercer a segunda metade do seu mandato”… Segundo mandato já firmado? Ó pá, manda lá a chave do €uromilhões que estou a precisar mesmo de guito com muita urgência.

  2. É provável que este partido Aliança tenha como único propósito catapultar Santana Lopes para uma candidatura à Presidência da República. Os partidos cuja única razão de ser é o seu líder, por muito respeitável que seja, não auguram nada de bom e não servem a democracia da melhor maneira. A democracia deve ser sobretudo debate de ideias e não debate sobre pessoas.

RESPONDER

Portugal com mais 13 mortos e 552 novos casos nas últimas 24 horas

Portugal contabiliza hoje mais 13 mortos relacionados com a covid-19 e 552 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo os dados a DGS, a região …

TilTok anuncia acordo com Oracle e Wallmart e adia proibição nos EUA

A aplicação TikTok, detida pela sociedade chinesa ByteDance e ameaçada de ser proibida nos Estados Unidos, anunciou este domingo um acordo de princípio com a Oracle, como parceiro tecnológico, e com a Walmart, em termos …

As gaivotas são inoportunas? Saiba que as suas fezes podem valer mil milhões de dólares

Afinal, as gaivotas podem ser animais bem mais interessantes do que aquilo que a maioria das pessoas pensa. É que as suas fezes são muito valiosas e os seus nutrientes fertilizam campos agrícolas e recifes …

Super-vulcão Yellowstone registou 91 terramotos em apenas 24 horas

Os vulcanólogos têm andado atentos ao super-vulcão localizado no Parque Nacional de Yellowstone, nos Estados Unidos. O Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS) relatou recentemente a ocorrência de 91 terremotos em apenas 24 horas. Estes …

Cartoonista alemão Frank Hoppmann é o vencedor do 15.º World Press Cartoon

O 'cartoonista' alemão Frank Hoppmann, com a caricatura do primeiro-ministro britânico Boris Johnson, é o vencedor da 15.ª edição do World Press Cartoon, foi hoje anunciado nas Caldas da Rainha, na cerimónia de entrega de …

Pequena e funcional. Assim se carateriza a Tiny House (que ainda evita dores de joelhos)

Esta pequena casa móvel pode ser a solução que procura. Devido à sua arquitetura dinâmica é ótima para pessoas com problemas de articulações e que sofrem com dores joelhos, pernas cansadas ​​ou dores nas costas. Hoje …

Chama-se Elios, é um drone e vai explorar as profundezas das cavernas de gelo da Gronelândia

Elios é o drone que está a ajudar os investigadores a descobrirem mais sobre os mistérios da Gronelândia. Inserido numa estrutura própria, tem explorado as cavernas de gelo, facilitando assim o acesso a locais mais …

Milhares de pássaros migratórios estão (misteriosamente) a morrer no Novo México

Um elevado número de pássaros migratórios está a morrer em todo o Novo México, numa misteriosa mortalidade em massa que está a preocupar os cientistas. Estima-se que o número de pássaros mortos seja de centenas de …

Crianças inspiram Lego a livrar-se de todas as embalagens de plástico

As peças da Lego podem acabar no oceano durante mais de mil anos, mas os fabricantes dinamarqueses estão a tentar tornar a empresa ecologicamente correta. Na sua última promessa, a Lego vai começar a usar sacos …

Uma cidade chamada "amianto" está a tentar mudar o nome (e a discussão tornou-se tóxica)

Há uma cidade no Canadá chamada Asbesto - um material de construção altamente tóxico. Os habitantes da cidade não estão felizes com este nome, mas a sua mudança também não está a ser fácil. De acordo …