Pais, alunos e professores. Ano letivo em Espanha arranca em pé de guerra (e ninguém está contente)

Rodrigo Antunes / Lusa

O ano letivo em Espanha está prestes a começar num clima de pé de guerra. O Governo central e as comunidades autónomas só definiram na semana passada um protocolo igual para as 17 regiões.

Pais, professores e alunos estão descontentes no arranque do ano letivo em Espanha. O protocolo – apresentado na semana passada pela ministra da Educação, Isabel Celaá, e pelo ministro da Saúde, Salvador Illa – inclui medidas sanitárias e de higiene, mas é pouco concreto no que respeita a medidas educativas.

De acordo com a TSF, os docentes consideram que o texto é insuficiente e ameaçam com uma greve já em setembro. “São medidas imprescindíveis, mas insuficientes. Abrem um caminho importante ao nível de recomendações de higiene e saúde, mas faltam compromissos a nível educativo”, disse Paco Garcia, professor e porta-voz da federação de educação do sindicato Comisiones Obreras.

“As recomendações de 20 alunos por turma não se vão cumprir porque o próprio documento inclui uma cláusula que indica que, nas comunidades autónomas onde não se possa cumprir regressam os números habituais. Conclusão: muitas vão começar com 25 alunos em primária e 30 na secundária”, acrescentou.

O número de alunos por professor é a principal crítica apontada no arranque do ano letivo espanhol. Os professores defendem uma redução do número de alunos por turma, mas avisam que a solução não pode passar pelo ensino online.

A greve estava convocada para o início de setembro, mas a decisão de adiar o início do ano letivo para a segunda semana do mês fez também adiar a convocatória. Ainda assim, e se não forem tomadas medidas adicionais, a greve vai mesmo para a frente.

Mas os professores não estão sozinhos, e até os alunos criticam o documento divulgado pelo Governo. “As medidas apresentadas são insuficientes e até insultantes. Realmente o que vieram dizer é que há que abrir as janelas nas salas de aula, tentar evitar o contacto entre os alunos e usar máscara…. são diretrizes que todos conhecemos”, referiu Alex Garcia, do sindicato de estudantes.

“No final das contas, o que fez o Governo foi passar a responsabilidade para a Comunidades Autónomas e que cada uma decida o que fazer”, rematou.

Os pais debatem-se entre o receio de enviar os filhos à escola e a necessidade de um ensino presencial que os ajude a retomar o trabalho com normalidade. Para além das medidas vitais para a abertura das escolas, pedem mais apoios para a as famílias caso seja necessário ficar com os filhos em casa.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Pela primeira vez em 45 anos, uma casa vitoriana "flutuou" pelas ruas de San Francisco

A manhã de 21 de fevereiro em San Francisco, nos Estados Unidos, foi um pouco diferente do normal: uma casa vitoriana passou a "flutuar" pelas ruas da cidade. De acordo com o BuzzFeed News, uma equipa …

Nação Cherokee pede à Jeep que deixe de usar o nome da tribo nos seus carros

"É hora de a Jeep reconsiderar chamar os seus SUVs Cherokee e Grand Cherokee". Pela primeira vez, a tribo norte-americana Nação Cherokee pediu diretamente à Jeep para parar de usar o seu nome nos seus …

PCP quer apoios a 100% para pais "imediatamente e com efeitos retroativos"

O secretário-geral do PCP pediu ao Governo, este sábado, apoios a 100% para os trabalhadores que estão em casa com os filhos, pagos "imediatamente e com efeitos retroativos", e defendeu um plano de desconfinamento "setor …

Naufrágio grego que levava partes do Partenon está a revelar os seus segredos

A última expedição de mergulhadores ao navio grego Mentor, que naufragou perto da ilha Citera em 1802, recuperou várias peças do cordame, moedas, a sola de couro de um sapato, uma fivela de metal, uma …

Chega vai reagir "muito veementemente" na rua à tentativa de ilegalização

O líder do Chega disse, este sábado, que o partido vai responder "muito veementemente" e com "presença na rua", já em março, à tentativa de ilegalização da estrutura promovida por Ana Gomes. "Quero deixar claro aqui, …

Procura-se candidato para dormir. Site oferece 1650 euros e uma noite num resort

Este pode ser, literalmente, um emprego de sonho: fazer dinheiro enquanto se dorme, incluindo uma noite num resort de 5 estrelas. O site Sleep Standards, que se dedica a dar informação sobre pesquisas e produtos relacionados …

Catarina Martins faz apelo a Costa. "Moratórias têm de ser estendidas já"

A coordenadora do Bloco de Esquerda fez um apelo direto ao primeiro-ministro, este sábado, para que não espere que "seja tarde demais" e decida já estender as moratórias, evitando assim uma vaga de despejos e …

Toronto apresenta providência cautelar contra projeto que constrói "casas" para os sem-abrigo

Um carpinteiro canadiano decidiu construir abrigos para as pessoas que vivem nas ruas de Toronto. A autarquia considerou que são perigosos e apresentou uma providência cautelar. De acordo com a empresa de media Vice, Khaleel Seivwright, carpinteiro …

Trinta anos depois, MI6 pede desculpa por ter banido espiões gays

Richard Moore pediu desculpa " pela forma como colegas e concidadãos LGBT+ foram tratados", tendo-lhes sido negada a oportunidade de servir o país no MI6. O chefe do MI6, o serviço secreto de inteligência do Reino …

Já foram administradas 837.887 vacinas em Portugal

Um total de 837.887 vacinas contra a covid-19 foram administradas em Portugal desde 27 de dezembro, quando foi dada a primeira dose, indicou o Ministério da Saúde este sábado. Num comunicado de balanço do processo de …