Pais, alunos e professores. Ano letivo em Espanha arranca em pé de guerra (e ninguém está contente)

Rodrigo Antunes / Lusa

O ano letivo em Espanha está prestes a começar num clima de pé de guerra. O Governo central e as comunidades autónomas só definiram na semana passada um protocolo igual para as 17 regiões.

Pais, professores e alunos estão descontentes no arranque do ano letivo em Espanha. O protocolo – apresentado na semana passada pela ministra da Educação, Isabel Celaá, e pelo ministro da Saúde, Salvador Illa – inclui medidas sanitárias e de higiene, mas é pouco concreto no que respeita a medidas educativas.

De acordo com a TSF, os docentes consideram que o texto é insuficiente e ameaçam com uma greve já em setembro. “São medidas imprescindíveis, mas insuficientes. Abrem um caminho importante ao nível de recomendações de higiene e saúde, mas faltam compromissos a nível educativo”, disse Paco Garcia, professor e porta-voz da federação de educação do sindicato Comisiones Obreras.

“As recomendações de 20 alunos por turma não se vão cumprir porque o próprio documento inclui uma cláusula que indica que, nas comunidades autónomas onde não se possa cumprir regressam os números habituais. Conclusão: muitas vão começar com 25 alunos em primária e 30 na secundária”, acrescentou.

O número de alunos por professor é a principal crítica apontada no arranque do ano letivo espanhol. Os professores defendem uma redução do número de alunos por turma, mas avisam que a solução não pode passar pelo ensino online.

A greve estava convocada para o início de setembro, mas a decisão de adiar o início do ano letivo para a segunda semana do mês fez também adiar a convocatória. Ainda assim, e se não forem tomadas medidas adicionais, a greve vai mesmo para a frente.

Mas os professores não estão sozinhos, e até os alunos criticam o documento divulgado pelo Governo. “As medidas apresentadas são insuficientes e até insultantes. Realmente o que vieram dizer é que há que abrir as janelas nas salas de aula, tentar evitar o contacto entre os alunos e usar máscara…. são diretrizes que todos conhecemos”, referiu Alex Garcia, do sindicato de estudantes.

“No final das contas, o que fez o Governo foi passar a responsabilidade para a Comunidades Autónomas e que cada uma decida o que fazer”, rematou.

Os pais debatem-se entre o receio de enviar os filhos à escola e a necessidade de um ensino presencial que os ajude a retomar o trabalho com normalidade. Para além das medidas vitais para a abertura das escolas, pedem mais apoios para a as famílias caso seja necessário ficar com os filhos em casa.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Por cá tudo está praticamente por preparar quando deveriam ter tomado medidas atempadas devido há situação existente!

RESPONDER

Cientistas criam hologramas que se movem pelo ar

Uma equipa de cientistas da Universidade Brigham Young, nos Estados Unidos, conseguiu desenvolver um holograma que projeta imagens em movimento. Se é fã de Star Treck, ficará impressionado com a mais recente inovação. Um grupo de …

Gangue detido por falsificar a especiaria mais cara do mundo

As autoridades espanholas detiveram um gangue que fazia milhões de euros por ano a falsificar a especiaria mais cara do mundo: o açafrão. Os 17 membros da quadrilha foram detidos na região de Castela-Mancha. Os criminosos …

Santuário medieval recebe escultura em pedra que usa máscara contra a covid-19

Uma catedral histórica do Reino Unido renovou um santuário do século XIV, acrescentando um detalhe que coloca em evidência o momento pandémico que o mundo vive. Agora, a nova escultura está a usar uma máscara …

Aos 10 anos, Adewumi chegou à elite mundial do xadrez (e fugiu ao Boko Haram)

Tanitoluwa Adewumi foi perseguido pelo Boko Haram, fugiu da Nigéria e foi sem-abrigo nos Estados Unidos. Agora, com apenas 10 anos, chegou à elite mundial do xadrez. Grande Mestre é um dos títulos vitalícios concedidos pela …

Hegemonia económica da China cada vez mais longe. Queda demográfica coloca Pequim sob pressão

O objetivo do país é tornar-se na maior potência económica do mundo nos próximos anos, mas a corrida pela hegemonia - disputada com os EUA - pode não ser uma meta fácil de alcançar. O …

Miss Universo 2021. Concorrente da Singapura usa roupa com o slogan "Stop Asian Hate"

Bernadette Belle Ong, uma concorrente do Miss Universo 2021, vestiu uma roupa com as cores de Singapura que continha as palavras Stop Asian Hate ("parem com o ódio contra os asiáticos"). Bernadette Belle Ong aproveitou o …

A Índia está a tornar quase impossível a vacinação dos sem-abrigo

A Índia está a dificultar o processo de vacinação dos sem-abrigo, uma vez que o programa requer um número de telemóvel e uma morada residencial. Muitas pessoas não têm nem um, nem outro.  Na Índia, quase …

Violência contra as mulheres é "uma pandemia", alerta ONU

Uma década após a criação da Convenção de Istambul, o marco dos tratados de direitos humanos para acabar com a violência de género, as mulheres enfrentam um ataque global aos seus direitos e segurança, alertaram …

Já se sabe qual a ocasião mais perdida do ano devido à pandemia (e há uma campanha para compensar)

Tomar um café com um amigo ou um familiar é o momento mais perdido do último ano devido à pandemia de covid-19. Nos últimos 12 meses, e em todas as cidades europeias, estima-se ter havido …

Reino Unido quer reconhecer animais como seres com sentimentos

O Governo britânico anunciou um amplo plano de defesa dos animais que inclui medidas como o reconhecimento dos animais como seres com sentimentos, a proibição da exportação de animais vivos e da importação de troféus …