Cerca de 1.700 padres com comprovados abusos de menores sem serem fiscalizados

Lawrence OP / Flickr

Cerca de 1.700 padres e outros membros do clero acusados de abusos sexuais infantis vivem “com pouca ou nenhuma supervisão” das autoridades, décadas após o escândalo na Igreja Católica.

Uma investigação da agência noticiosa Associated Press concluiu que cerca de 1.700 padres e outros membros do clero acusados de abusos sexuais infantis vivem “com pouca ou nenhuma supervisão” das autoridades, décadas após o escândalo na Igreja Católica.

Segundo a AP, esses padres, diáconos, monges e leigos agora ensinam matemática no ensino secundário, aconselham as vítimas de agressão sexual, trabalham como enfermeiros e são voluntários em organizações sem fins lucrativos destinadas a ajudar crianças em risco, moram perto de infantários e creches e cuidam de crianças.

E desde que deixaram a igreja, dezenas cometeram crimes, incluindo agressão sexual e posse de pornografia infantil, segundo a análise da AP.

Um recente esforço das dioceses católicas romanas nos EUA para publicar os nomes daqueles que considera acusados abriu uma janela para o assustador problema de como monitorizar e rastrear padres que muitas vezes nunca foram acusados criminalmente e, em muitos casos, foram expulsos ou deixaram a igreja para viver como cidadão livres.

Cada diocese determina o seu próprio padrão para considerar um padre acusado com credibilidade, com alegações que variam de conversas inadequadas e abraços indesejados a sodomia e violação.

Até agora, dioceses e ordens religiosas compartilharam os nomes de mais de 5.100 membros do clero, com mais de três quartos dos nomes divulgados apenas no ano passado. A AP pesquisou os quase 2.000 que permanecem vivos, para determinar onde moraram e trabalharam — a revisão em maior escala até o momento do que aconteceu aos padres nomeados como possíveis agressores sexuais.

Além dos quase 1.700 que a AP conseguiu identificar como amplamente não supervisionados, existiram 76 que não puderam ser localizadas. Alguns membros do clero foram detetados com algum tipo de supervisão, outros na prisão ou supervisionados por programas da igreja.

A análise constatou que centenas de padres ocupavam cargos de confiança, muitos com acesso a crianças. Mais de 160 continuaram a trabalhar ou a ser voluntários em igrejas, incluindo dezenas em dioceses católicas no exterior ou noutras regiões.

Aproximadamente 190 obtiveram licenças profissionais para trabalhar em educação, medicina, assistência social e aconselhamento — incluindo 76 que, em agosto, ainda possuíam credenciais válidas nesses campos.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Hospitais vão poder pagar mais a médicos para garantir urgências no Natal

Os hospitais vão poder contratar médicos prestadores de serviço, vulgo tarefeiros, por valores superiores aos de referência durante o Natal e o Ano Novo. De acordo com o presidente da Federação Nacional dos Médicos, Noel Carrilho, …

Jovem que abandonou bebé no lixo esteve 13 anos institucionalizada em Cabo Verde

A jovem que abandonou o filho recém-nascido no lixo, em Lisboa, esteve institucionalizada durante 13 anos em Cabo Verde. A sua mãe está agora a lutar pela guarda da criança. Numa entrevista ao programa Sexta às …

Último debate. Boris defendeu o Brexit e Corbyn falou da Saúde (pelo menos 15 vezes cada um)

No debate televisivo, transmitido pela BBC, o último antes das eleições da próxima quinta-feira, Boris Johnson defendeu que é o melhor preparado para concretizar o Brexit e terminar com o impasse no processo, prometendo ainda …

No São José, há um doente numa cama 9 meses depois de ter alta. Não tem para onde ir

O Centro Hospitalar Lisboa Central tem diariamente uma média de 70 camas ocupadas com doentes que já deviam ter saído do hospital e há atualmente um caso que espera há nove meses por uma solução. Em …

Rio diz ser preocupante "notória desvalorização" que PS faz do ministro das Finanças

O líder do PSD disse, esta sexta-feira, ser preocupante a "notória desvalorização" que o Governo tem feito do ministro da Finanças, apontando como exemplo as novas regras de contratação nas PPP. "Temos assistido nos últimos dias …

Morreu a indiana que foi queimada quando ia a caminho do tribunal

A suposta vítima de violação, que foi incendiada a caminho de uma audiência de tribunal, morreu, esta sexta-feira, num hospital de Nova Deli. A mulher foi atacada por um grupo de homens na cidade de Unnao, no …

André Ventura avança com castração química para quem abusa de menores

André Ventura, líder e deputado único do partido Chega, entregou esta sexta-feira na Assembleia da República um projeto de lei que cria a pena acessória de castração química, agravando a moldura penal para os abusadores …

Centeno com apoios de peso para recandidatura ao Eurogrupo

Ao que tudo indica, o ministro das Finanças não deverá ter grande oposição em Bruxelas caso queira um segundo mandato como presidente do Eurogrupo. De Bruxelas chegam notícias de que Mário Centeno já terá apoios para …

Bruno Lage: "Respeito as opiniões, mas sou eu o treinador"

O Benfica venceu com uma goleada, esta sexta-feira, no terreno do Boavista (4-1) e aumentou provisoriamente para cinco pontos a vantagem sobre o FC Porto na liderança do campeonato. No final do jogo, o treinador do …

Homem fez-se passar por assessor de Marcelo para roubar donativos para Pedrógão

Um homem fez-se passar por assessor de Marcelo Rebelo de Sousa tentar enganar os donos do Grupo Solverde e da Casa Ermelinda Freitas, pedindo dinheiro para as vítimas de Pedrógão Grande, que foi devorada pelas …