Cerca de 1.700 padres com comprovados abusos de menores sem serem fiscalizados

Lawrence OP / Flickr

Cerca de 1.700 padres e outros membros do clero acusados de abusos sexuais infantis vivem “com pouca ou nenhuma supervisão” das autoridades, décadas após o escândalo na Igreja Católica.

Uma investigação da agência noticiosa Associated Press concluiu que cerca de 1.700 padres e outros membros do clero acusados de abusos sexuais infantis vivem “com pouca ou nenhuma supervisão” das autoridades, décadas após o escândalo na Igreja Católica.

Segundo a AP, esses padres, diáconos, monges e leigos agora ensinam matemática no ensino secundário, aconselham as vítimas de agressão sexual, trabalham como enfermeiros e são voluntários em organizações sem fins lucrativos destinadas a ajudar crianças em risco, moram perto de infantários e creches e cuidam de crianças.

E desde que deixaram a igreja, dezenas cometeram crimes, incluindo agressão sexual e posse de pornografia infantil, segundo a análise da AP.

Um recente esforço das dioceses católicas romanas nos EUA para publicar os nomes daqueles que considera acusados abriu uma janela para o assustador problema de como monitorizar e rastrear padres que muitas vezes nunca foram acusados criminalmente e, em muitos casos, foram expulsos ou deixaram a igreja para viver como cidadão livres.

Cada diocese determina o seu próprio padrão para considerar um padre acusado com credibilidade, com alegações que variam de conversas inadequadas e abraços indesejados a sodomia e violação.

Até agora, dioceses e ordens religiosas compartilharam os nomes de mais de 5.100 membros do clero, com mais de três quartos dos nomes divulgados apenas no ano passado. A AP pesquisou os quase 2.000 que permanecem vivos, para determinar onde moraram e trabalharam — a revisão em maior escala até o momento do que aconteceu aos padres nomeados como possíveis agressores sexuais.

Além dos quase 1.700 que a AP conseguiu identificar como amplamente não supervisionados, existiram 76 que não puderam ser localizadas. Alguns membros do clero foram detetados com algum tipo de supervisão, outros na prisão ou supervisionados por programas da igreja.

A análise constatou que centenas de padres ocupavam cargos de confiança, muitos com acesso a crianças. Mais de 160 continuaram a trabalhar ou a ser voluntários em igrejas, incluindo dezenas em dioceses católicas no exterior ou noutras regiões.

Aproximadamente 190 obtiveram licenças profissionais para trabalhar em educação, medicina, assistência social e aconselhamento — incluindo 76 que, em agosto, ainda possuíam credenciais válidas nesses campos.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Barry Jenkins vai realizar sequela de "O Rei Leão"

O realizador e argumentista de Moonlight foi escolhido pela Walt Disney Studios para realizar a sequência do blockbuster de 2019, O Rei Leão. Ainda não há uma data de lançamento prevista para o segundo filme, mas …

"Não me sinto seguro sem uma". Venda de armas aumentou drasticamente nos EUA

Os EUA continuam a ser um dos países onde os cidadãos comuns têm mais facilidade em comprar armas de fogo. Esta é uma prática recorrente, e mais de um terço das famílias norte-americanas têm uma …

Pássaros de São Francisco aprenderam uma nova (e mais complexa) melodia durante a pandemia

Uma nova investigação científica relata que os pardais-de-coroa-branca de São Francisco, ave que vive nas zonas urbanas e rurais da cidade norte-americana, aprenderam uma nova e mais complexa melodia durante a pandemia. De acordo com …

Enorme espinha dorsal de tubarão-branco dá à costa em Massachusetts depois de uma tempestade

A espinha dorsal que se acredita pertencer a um espécime de tubarão-branco (Carcharodon carcharias) deu à costa numa praia em Massachusetts, nos Estados Unidos, depois de uma tempestade ter atingido a região. A espinha foi encontrada …

A China está a tornar-se o país com maior influência na ONU

Há dez anos, a China começou uma operação que lhe tem vindo a garantir mais influência nas Nações Unidas. Agora, o poder que possui na organização mundial protege o país asiático do escrutínio internacional. De acordo …

Uma droga pode tratar o nanismo (mas há quem defenda o "orgulho anão")

Um estudo vem agora revelar que uma droga pode tratar o nanismo. Porém, a possibilidade de haver um tratamento para esta condição clínica não é consensual. Um novo estudo, financiado pela BioMarin Pharmaceutical e publicado no …

Meghan Markle perde batalha judicial. Em causa está carta que enviou ao pai (divulgada por jornal britânico)

Depois de no passado mês de agosto, Meghan Marke vencer uma batalha judicial contra o Mail on Sunday, desta vez a Duquesa de Sussex não pode festejar mais uma vitória. A norte-americana perdeu a última …

Após acidente, robô-piloto voltou a levantar voo (e pilotou avião durante 2 horas)

O ROBOpilot, um piloto robótico não tripulado, levantou voo pela primeira vez no ano passado, mas sofreu danos durante um dos seus voos. Agora, está apto para voar novamente. No ano passado, um acidente forçou o Laboratório …

David Attenborough bateu um recorde mundial no Instagram (e destronou Jennifer Aniston)

O naturalista britânico David Attenborough destronou a atriz norte-americana Jennifer Aniston e tornou-se a pessoa a alcançar mais rapidamente um milhão de seguidores no Instagram, segundo os números do Guinness. David Attenborough, de 94 anos, …

Indonésia planeia atração turística com dragões de Komodo ao estilo de Jurassic Park

A Indonésia planeia construir uma atração ao estilo da saga Jurassic Park para que os turistas possam ver os famosos dragões de Komodo. De acordo com a revista Vice, em causa está uma proposta de …