Oposição israelita pedirá dissolução do parlamento e novas eleições

Brookings Institution / Flickr

O líder do Yesh Atid, partido da oposição israelita, Yair Lapid

O líder da oposição israelita, Yair Lapid, anunciou na segunda-feira que apresentará na próxima semana uma iniciativa para dissolver o Knesset (parlamento) e convocar eleições, num contexto de tensão na coligação governamental, noticiou a agência Lusa.

O anúncio de Lapid surge um dia depois do ministro da Defesa, Benny Gantz, parceiro de coligação do governo de Benjamin Netanyahu, anunciar a criação de uma comissão para investigar a alegada compra irregular de submarinos alemães, que envolve próximos do primeiro-ministro.

Numa reunião do seu partido, o Likud, o primeiro-ministro classificou de “cinismo” a abertura da investigação, considerando “vergonhoso que Gantz esteja a utilizar o exército como uma arma política”.

“A 02 de dezembro, na próxima quarta-feira, apresentaremos a votação uma iniciativa para dissolver o Knesset. Não vamos retirá-la no último minuto. Não vamos negociar, a lei será colocada a votação. É hora de eleições”, indicou Lapid através do Twitter.

O líder do partido Yesh Atid acusou o governo de ser “uma coleção de políticos que só se preocupam com eles próprios. Com os seus empregos. Com as suas lutas miseráveis”.

Lapid criticou o facto de “num momento de crise económica e sanitária” o governo estar submerso em confusão e ser “corrupto, mimado, incapaz de gerir seja o que for”, apelando para que 2 de dezembro seja um “momento de verdade” e se acabe com “o pior governo da história do Estado”.

Gantz e Netanyahu passaram de rivais a parceiros de governo em maio, mas as divergências não têm faltado e o orçamento ainda não foi aprovado por falta de acordo. A aliança entre ambos levou Lapid a abandonar a coligação centrista Azul e Branco, liderada por Gantz, e a passar para a bancada da oposição.

Num encontro com o seu partido, Gantz descartou esta segunda-feira apoiar a dissolução do parlamento. “Não tenho medo de eleições. Simplesmente não creio que sejam o que o país necessita neste momento e continuarei a fazer tudo o que possa por este governo”, disse ainda.

A abertura da investigação ao caso dos submarinos por parte do Ministério da Defesa surge depois de no mês passado ter sido bloqueada a criação de uma comissão no parlamento após uma desavença entre membros do governo.

A polícia israelita suspeita que responsáveis civis e militares tenham recebido subornos pela compra de submarinos ao grupo ThyssenKrupp, que ascendeu a cerca de dois mil milhões de dólares (1,6 mil milhões de euros). Entre os alegadamente envolvidos estão David Shimron, primo e advogado pessoal do primeiro-ministro israelita, e Yitzhak Moljo, negociador-chefe e enviado pessoal de Netanyahu na última década.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

StayAway Covid só enviou 2.708 alertas de contágio. 60% já desinstalaram a app

Apenas 39% das quase três milhões de pessoas que instalaram a StayAway Covid é que a continuam a usar. A app só enviou 2.708 alertas de contágio. A StayAway Covid, a aplicação móvel criada para rastrear …

DGS define quais os cancros que não podem ficar por operar. Hospital de campanha fechado por falta de profissionais

Até ao final do mês os hospitais vão ter como foco a prestação de cuidados intensivos, podendo deixar de assegurar a atividade programada. A oncologia é uma área vital e os polos do Instituto Português …

"Vão fechar o Tozé". Mayan corta o cabelo (e alerta para dificuldades dos pequenos empresários)

O candidato presidencial Tiago Mayan Gonçalves foi esta quinta-feira cortar o cabelo a um barbeiro, no Porto, para alertar para as dificuldades decorrentes do encerramento desta atividade a partir de sexta-feira no âmbito do …

ERC cancela debates de Vitorino Silva com todos os candidatos no Porto Canal

A Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) cancelou os debates de Vitorino Silva com todos os candidatos presidenciais no Porto Canal, na sequência da queixa apresentada pelo PCP à Comissão Nacional de Eleições (CNE). Esta …

Bancos contestam lei da banca (mas Deco aplaude). Centeno admite ajustar medidas

O Banco de Portugal (BdP) quer alterar o Código da Atividade Bancária (CAB). Se por um lado, os bancos contestam algumas das normas, por outro, outras entidades, como a Deco, aplaudem as medidas. A consulta pública …

Mulher com covid-19 em coma e ventilada conseguiu o "milagre" de dar à luz

Em outubro de 2020, Elisângela Neves, de 31 anos, foi infetada com covid-19 quase morreu. A mulher estava grávida de 27 semanas, mas precisou de ser ventilada e ligada a uma máquina que respirou por …

Mais de 95% dos vacinados do São João apresentaram anticorpos em 15 dias

Entre 95 a 97% dos profissionais de saúde vacinados contra a covid-19 no Hospital de São João, no Porto, apresentaram, 15 dias após a primeira toma, anticorpos que conduzem à imunidade, revelou esta quinta-feira o …

É mais "um conjunto de meias medidas". Governo criticado por manter escolas e universidades abertas

As novas medidas tomadas pelo Conselho de Ministros para controlar a pandemia de covid-19 entraram esta sexta-feira em vigor. No entanto, as exceções decididas pelo Governo relativamente ao novo confinamento têm sido alvo de duras …

Berlusconi hospitalizado no Mónaco com problemas cardíacos

Silvio Berlusconi, antigo primeiro ministro italiano, está hospitalizado no Mónaco, depois de ter sofrido uma arritmia cardíaca. O ex-primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, está hospitalizado desde segunda-feira no Mónaco, após sofrer um problema cardíaco, explicou esta quinta-feira …

Depois do Reino Unido, Angola suspende voos para Portugal. Santos Silva quer saber o motivo

O Reino Unido decidiu, esta quinta-feira, suspender as ligações aéreas de Portugal para Inglaterra para tentar impedir a entrada da estirpe brasileira do SARS-CoV-2. Angola tomou a mesma decisão e o Ministério dos Negócios Estrangeiros …