Operação Ano Novo. Cinco mortos e 429 acidentes nos primeiros dois dias

Tiago Petinga / Lusa

Cinco pessoas morreram e 429 acidentes foram registados nas estradas portuguesas nos dois primeiros dias da Operação Ano Novo, segundo a Guarda Nacional Republicana (GNR).

Às primeiras horas deste domingo, terceiro dia da operação de trânsito, o balanço da sinistralidade é de 429 acidentes, que resultaram em cinco vítimas mortais e nove feridos graves, informou à agência Lusa o oficial de serviço da GNR.

De acordo com a mesma fonte, as vítimas mortais registaram-se em Alfeizerão (distrito de Leiria), Estarreja (Aveiro), Montalegre (Vila Real), Penela (Coimbra) e Vila Verde (Braga).

No primeiro dia da Operação Ano Novo, foram detetados 700 condutores em excesso de velocidade, 129 em viaturas sem inspeção periódica obrigatória, 107 sem cinto de segurança, 81 a conduzir sob efeito de álcool e 55 a fazê-lo sem carta de condução.

A operação de trânsito vai estender-se até quarta-feira, com o reforço do patrulhamento nas vias de maior tráfego nesta altura do ano.

Durante os seis dias da operação, os militares da Unidade Nacional de Trânsito e dos comandos territoriais da GNR darão especial atenção a infrações como a condução sob a influência do álcool e de substâncias psicotrópicas, o excesso de velocidade, as manobras perigosas e a utilização indevida do telemóvel.

A Guarda Nacional Republicana anunciou em comunicado, no início da operação, que vai estar especialmente atenta às deslocações para os locais de diversão habituais nesta altura do ano, recordando que é nas passagens de ano que são cometidos alguns excessos que podem potenciar a ocorrência de acidentes.

O objetivo é o de “prevenir a sinistralidade rodoviária, garantir a fluidez do tráfego e apoiar todos os utentes das vias, no sentido de lhes proporcionar uma deslocação em segurança”. A Operação Ano Novo acontece depois de a GNR ter registado um aumento do número de mortos e de acidentes rodoviários durante o período do natal.

Segundo a GNR, durante a Operação Natal Tranquilo, que decorreu entre 21 e 26 de dezembro, registaram-se 1.360 acidentes, 15 mortos (mais do dobro do ano passado), 29 feridos graves e 449 feridos ligeiros.

A operação do natal deste ano, que durou mais um dia do que a de 2017, foi mais negativa a todos os níveis: mais 313 acidentes rodoviários, mais oito vítimas mortais, mais cinco feridos graves e mais 112 feridos ligeiros.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Exposição de Joana Vasconcelos em Bilbau foi a 13.ª mais vista no mundo em 2018

A mostra de Joana Vasconcelos, atualmente patente no Museu de Serralves, foi vista em Bilbao por cerca de 649 mil pessoas - uma média de 5.600 por dia. A exposição I'm Your Mirror, de Joana Vasconcelos, …

O melhor professor do mundo é queniano e doa 80% do seu salário

Peter Tabichi é queniano, tem 36 anos e doa 80% do salário para desenvolver a sua comunidade local, numa remota vila no Quénia. Este domingo foi eleito, no Dubai, o melhor professor do mundo. Em Pwani, …

Pentágono autoriza mil milhões de dólares para construção de muro de Trump

O secretário da Defesa interino norte-americano, Patrick Shanahan, anunciou na segunda-feira o desbloqueio de mil milhões de dólares para a construção de um muro na fronteira entre os Estados Unidos e o México. Shanahan “autorizou o …

Advogados de Rui Pinto recorrem da prisão preventiva

Os advogados de Rui Pinto, colaborador do "Football Leaks", confirmaram esta segunda-feira que vão recorrer da medida de prisão preventiva aplicada sexta-feira ao seu cliente pelo Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa. A decisão de recorrer …

Se a corrida continuar a três, McLaren ameaça deixar a Fórmula 1

A McLaren, a segunda equipa mais antiga da Fórmula 1, ameaça desistir da modalidade caso os regulamentos elaborados para 2021 não a tornem numa competição justa. A visão da Fórmula 1, a modalidade de automobilismo mais …

México quer que rei da Espanha peça perdão pela conquista colonial

Obrador diz que esta é a única forma possível de obter a reconciliação plena entre os países. O pedido foi feito por carta. O presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, anunciou ter enviado uma carta ao …

"O Vieira pediu-me para dar uma coça a Francisco J. Marques"

Vítor Catão, diretor desportivo do S. Pedro da Cova, afirmou que o Benfica, através do seu presidente Luís Filipe Vieira, lhe deu 200 mil euros para colocar uma "lapa" no carro de Pinto da Costa, …

"Governo saudita deu a ordem" para matar Khashoggi

Em entrevista ao El Mundo, a namorada do jornalista saudita Jamal Khashoggi afirma que a ordem que determinou a sua morte foi dada pelo Governo da Arábia Saudita. Em entrevista ao diário espanhol El Mundo, a …

Já há água, eletricidade e estradas abertas na cidade da Beira

Começam a ver-se pequenos avanços na Beira, em Moçambique, que inicia o lento caminho da reconstrução, após a passagem do ciclone Idai, que matou pelo menos 446 pessoas e destruiu cerca de 90% dos edifícios …

"Um erro desculpável". Governante sem castigo após violar a Lei no caso dos mirtilos

O Tribunal Constitucional decidiu arquivar o caso das incompatibilidades envolvendo o secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo, que, durante dois anos, acumulou o cargo com a função de gerente numa empresa …