ONU alerta para “atrocidades” contra civis na ofensiva final em Aleppo

Zouhir Al Shimale / EPA

Bombardeamento em Aleppo, Síria

Bombardeamento em Aleppo, Síria

As forças sírias estão a preparar a ofensiva final contra os redutos rebeldes em Aleppo oriental, enquanto a comunidade internacional e as organizações de socorro clamam pelas vidas de milhares de civis que não têm por onde fugir.

Os apelos dramáticos surgem um dia depois de o exército sírio anunciar que controla agora 99% dos bairros de Aleppo antes dominados pelos rebeldes, antecipando o fim iminente do controlo rebelde sobre partes da cidade.

A reconquista de Aleppo, que desde 2012 está dividida entre zonas controladas pelo governo e outras por rebeldes, seria a maior vitória do presidente Bashar al-Assad desde que começou a guerra civil.

Aleppo é considerada o maior ponto de passagem entre a Síria e a Turquia, mas uma vitória do governo não significa o fim do conflito, já que partes significativas da Síria estão ainda fora do controlo governamental e grandes partes do país estão devastadas pela guerra.

Num comunicado emitido segunda-feira, o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, manifestou-se alarmado com os relatos de atrocidades cometidas contra numerosos civis, incluindo mulheres e crianças, em Aleppo nas últimas horas.

Ban afirmou que as Nações Unidas sublinham a obrigação, por parte de todos no terreno, de proteger os civis e cumprir a legislação humanitária internacional e os direitos humanos.

Forças pró-sírias executaram pelo menos 82 civis no leste de Aleppo

As forças que apoiam o regime sírio executaram pelo menos 82 civis, entre os quais mulheres e crianças, nos bairros de Aleppo que recuperaram aos rebeldes, anunciou esta terça-feira a ONU.

Numa conferência de imprensa em Genebra, o porta-voz do Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos, Rupert Colville, indicou que aquelas vítimas, que incluem 11 mulheres e 13 crianças, foram mortos “provavelmente nas últimas 48 horas” em quatro bairros de Aleppo, a cidade mártir do norte da Síria.

“Fomos informados que forças pró-governamentais entraram em casas e mataram os civis que lá se encontravam, incluindo as mulheres e as crianças”, disse, falando de um total de “pelo menos 82 civis, incluindo 11 mulheres e 13 crianças, nos bairros de Bustane al-Qasr, Ferdus, Kallasé e Salhine”.

Colville indicou que, segundo informações de várias fontes, “dezenas de civis foram abatidos a tiro na praça al-Ahrar no bairro de Kallasé e também no bairro de Bustane al-Qasr, por forças governamentais e seus aliados, incluindo, aparentemente, o grupo armado iraquiano al-Nujabaa”.

O porta-voz indicou que alguns civis conseguiram fugir antes da chegada das forças pró-governamentais, mas outros terão sido detidos e mortos.

“Pensamos que, nos bairros que até recentemente eram controlados pela oposição, estão ainda milhares de civis, entre os quais ativistas e membros da defesa civil que se arriscam a serem detidos, torturados e mortos”, alertou.

Os rebeldes já só dominam uma pequena parte do leste de Aleppo, que podem perder a qualquer momento, o que constituirá uma importante vitória para o regime de Damasco.

Mais de 300.000 pessoas foram mortas e milhões obrigadas a fugir desde o início da guerra na Síria, há quase seis anos.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Bielorrússia. 440 pessoas detidas violentamente após se juntarem na "marcha da justiça"

Mais de 440 pessoas foram detidas no domingo em várias cidades da Bielorrússia por participarem em protestos contra o Presidente do país, Alexander Lukashenko, informou esta segunda-feira o Ministério do Interior bielorrusso. Em todo o país, …

"Sim" vence referendo para reduzir um terço dos deputados em Itália

O “sim” à redução em um terço dos deputados em Itália venceu o referendo realizado no domingo e hoje com 60% a 64% dos votos, segundo sondagens à boca das urnas citada pela agência Lusa. O …

Depois de vários boicotes à atividade de Navalny, Supremo dissolve o seu partido político

O Supremo tribunal da Rússia dissolveu hoje o partido político "A Rússia do Futuro", fundado pelo líder da oposição Alexei Navalny, hospitalizado na Alemanha após ser envenenado com o agente neurotóxico Novichok, de acordo com …

"Solução Milagrosa" também é vendida em Portugal para tratar covid-19. Infarmed avisa que é "uma lixívia"

A Solução Mineral Milagrosa, ou MMS, está também a ser vendida em Portugal como tratamento para a covid-19, tal como tem acontecido noutros países. Mas o Infarmed alerta que este produto é, basicamente, "uma lixívia" …

Carlos César defende que o próximo PR deverá ser um "contribuinte de estabilidade política"

O presidente do PS, Carlos César, disse hoje que o próximo chefe de Estado português deve ser um "contribuinte da estabilidade política", atuando "contra todos os extremismos" e valorizando as autonomias da Madeira e Açores. Carlos …

Marcelo assinala 75 anos da ONU com a frase que veio "mudar o mundo para sempre"

O Presidente da República apelou hoje ao compromisso de todos para com a ONU, 75 anos depois da sua criação. Marcelo Rebelo de Sousa defendeu que isso se torna ainda mais urgente com as consequências …

Pelo menos 270 baleias piloto estão encalhadas na Tasmânia. Austrália já lançou operação de resgate

Cerca de 270 baleias piloto ficaram encalhadas numa área remota da ilha da Tasmânia, no sul da Austrália, e três baleias corcundas conseguiram encontrar o caminho do mar após permanecerem num rio infestado de crocodilos …

Academia de Alcochete passa a chamar-se Academia Cristiano Ronaldo

A Academia do Sporting vai passar a ter o nome de Cristiano Ronaldo, futebolista formado no clube, como forma de homenagear o “melhor jogador português de todos os tempos”, anunciou esta segunda-feira o emblema lisboeta. “O …

Desemprego volta a aumentar. Há 409 mil inscritos nos centros de emprego

O número de desempregados inscritos nos centros de emprego aumentou 34,5% em agosto em termos homólogos e 0,5% face a julho, segundo dados divulgados esta segunda-feira pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP). De acordo …

"Exercício de poder político brutal". Biden critica substituição no Supremo antes das presidenciais

O candidato democrata à Casa Branca, Joe Biden, afirmou hoje que substituir a juíza Ruth Bader Ginsburg no Supremo antes das eleições presidenciais é um "exercício de poder brutal" e apelou aos republicanos moderados para …