ONU alerta para “atrocidades” contra civis na ofensiva final em Aleppo

Zouhir Al Shimale / EPA

Bombardeamento em Aleppo, Síria

Bombardeamento em Aleppo, Síria

As forças sírias estão a preparar a ofensiva final contra os redutos rebeldes em Aleppo oriental, enquanto a comunidade internacional e as organizações de socorro clamam pelas vidas de milhares de civis que não têm por onde fugir.

Os apelos dramáticos surgem um dia depois de o exército sírio anunciar que controla agora 99% dos bairros de Aleppo antes dominados pelos rebeldes, antecipando o fim iminente do controlo rebelde sobre partes da cidade.

A reconquista de Aleppo, que desde 2012 está dividida entre zonas controladas pelo governo e outras por rebeldes, seria a maior vitória do presidente Bashar al-Assad desde que começou a guerra civil.

Aleppo é considerada o maior ponto de passagem entre a Síria e a Turquia, mas uma vitória do governo não significa o fim do conflito, já que partes significativas da Síria estão ainda fora do controlo governamental e grandes partes do país estão devastadas pela guerra.

Num comunicado emitido segunda-feira, o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, manifestou-se alarmado com os relatos de atrocidades cometidas contra numerosos civis, incluindo mulheres e crianças, em Aleppo nas últimas horas.

Ban afirmou que as Nações Unidas sublinham a obrigação, por parte de todos no terreno, de proteger os civis e cumprir a legislação humanitária internacional e os direitos humanos.

Forças pró-sírias executaram pelo menos 82 civis no leste de Aleppo

As forças que apoiam o regime sírio executaram pelo menos 82 civis, entre os quais mulheres e crianças, nos bairros de Aleppo que recuperaram aos rebeldes, anunciou esta terça-feira a ONU.

Numa conferência de imprensa em Genebra, o porta-voz do Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos, Rupert Colville, indicou que aquelas vítimas, que incluem 11 mulheres e 13 crianças, foram mortos “provavelmente nas últimas 48 horas” em quatro bairros de Aleppo, a cidade mártir do norte da Síria.

“Fomos informados que forças pró-governamentais entraram em casas e mataram os civis que lá se encontravam, incluindo as mulheres e as crianças”, disse, falando de um total de “pelo menos 82 civis, incluindo 11 mulheres e 13 crianças, nos bairros de Bustane al-Qasr, Ferdus, Kallasé e Salhine”.

Colville indicou que, segundo informações de várias fontes, “dezenas de civis foram abatidos a tiro na praça al-Ahrar no bairro de Kallasé e também no bairro de Bustane al-Qasr, por forças governamentais e seus aliados, incluindo, aparentemente, o grupo armado iraquiano al-Nujabaa”.

O porta-voz indicou que alguns civis conseguiram fugir antes da chegada das forças pró-governamentais, mas outros terão sido detidos e mortos.

“Pensamos que, nos bairros que até recentemente eram controlados pela oposição, estão ainda milhares de civis, entre os quais ativistas e membros da defesa civil que se arriscam a serem detidos, torturados e mortos”, alertou.

Os rebeldes já só dominam uma pequena parte do leste de Aleppo, que podem perder a qualquer momento, o que constituirá uma importante vitória para o regime de Damasco.

Mais de 300.000 pessoas foram mortas e milhões obrigadas a fugir desde o início da guerra na Síria, há quase seis anos.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Na última década, Coreia do Norte gastou mais de meio milhão de dólares em cavalos russos

A Coreia do Norte gastou recentemente dezenas de milhares de dólares na aquisição de 12 cavalos provenientes da Rússia, de acordo com os dados alfandegários. A Coreia do Norte gastou quase meio milhão de dólares (584.302 …

O caranguejo "supervilão" do Canadá vai ser transformado em plástico biodegradável

Uma equipa de cientistas no Canadá desenvolveu um plano para transformar uma espécie invasora de crustáceo - conhecida como como caranguejo supervilão - em copos e talheres  de "plástico", usando as suas carapaças para criar …

Covid-19. Tripulante de navio japonês pode ser o primeiro português infetado

Um português que é tripulante do navio Princess Cruises, atracado no porto de Yokohama, no Japão, pode ter sido diagnosticado "positivo" com o novo coronavírus. Contactada pela agência Lusa, a diretora-geral de Saúde, Graça Freitas, afirma …

Harry e Meghan vão deixar de poder usar a marca Sussex Royal

O duque e a duquesa de Sussex vão deixar de poder usar a marca Sussex Royal, anunciou, esta sexta-feira, um porta-voz da casa real. "Estando o duque e a duquesa focados nos seus planos de estabelecer …

Messi marca quatro e embala Barcelona para o topo da La Liga

Um póquer de Lionel Messi embalou o FC Barcelona, este sábado, para a liderança da Liga espanhola, com uma "mão cheia" de golos na receção ao Eibar (5-0). Os catalães subiram ao topo de La Liga …

Fátima esperava pela mãe à porta da escola. Foi torturada e assassinada

A menina de sete anos desapareceu, no dia 11, quando esperava pela mãe à porta da escola, num bairro da capital mexicana. O seu corpo foi encontrado alguns dias depois, com sinais de tortura. Fátima Anton, …

Última residência do czar Nicolau II reabre portas este verão

O Palácio de Alexandre, na Rússia, vai reabrir ao público este verão, depois ter sido sujeito a obras de remodelação profundas durante oito anos. O Palácio de Alexandre, a última residência do czar Nicolau II antes …

Banco de Portugal quer rever regras sobre governo e controlo interno de bancos

O Banco de Portugal (BdP) vai rever as regras de governo e sistemas de controlo interno nos bancos, incluindo práticas remuneratórias, tendo até 23 de março em consulta pública dois projetos regulamentares. Segundo o Banco de …

"Arca de Noé" na Noruega vai ser reforçada com sementes portuguesas

O Banco Português de Germoplasma Vegetal vai enviar 972 amostras de milho, feijão e trigo para o Banco Mundial de Sementes, na Noruega. As amostras vão ser armazenadas na “Arca de Noé” para acudir caso …

Xanana Gusmão anuncia nova coligação para formação de Governo

O líder do Congresso Nacional da Reconstrução Timorense (CNRT), Xanana Gusmão, anunciou hoje a formação de uma nova maioria parlamentar para apoiar a formação de um novo Governo em Timor-Leste. "Para ultrapassar o impasse, os partidos …