ONG secreta acolhe e desculpabiliza padres acusados de pedofilia

Opus Bono Sacerdotii é uma organização não-governamental que recebe padres que foram excluídos do sacerdócio após acusações de abuso sexual e pedofilia.

Além de receber os padres acusados de abuso sexual e pedofilia, a Opus Bono Sacerdotii também desculpabilizar os seus comportamentos. Eduard Perrone e Joe Maher tornaram-se as caras desta organização que tem ajudado a defender os padres acusados destes crimes.

Uma recente investigação da Associated Press (AP) provou que, apesar de ser uma organização sem fins lucrativos, o objetivo era enriquecer os fundadores e os diretores. A Opus Bono Sacerdotii opera praticamente em segredo em zonas rurais no estado do Michigan, nos Estados Unidos. Lá, os padres excluídos encontram refúgio, comida, transporte, emprego e ajuda legal.

O trabalho de investigação da AP descobriu também que, embora a igreja católica norte-americana condene publicamente os atos destes padres, lugares cimeiros da hierarquia continuam a encontrar-se com os padres excomungados e enviam-lhes grandes quantias de dinheiro.

Eduard Perrone, um dos fundadores da Opus Bono Sacerdotii, defende padres acusados de crimes, mesmo quando alguns deles se confessam culpados. Num dos casos, um padre admitiu ter violado 50 crianças entre os anos 80 e 90, refere o jornal Expresso.

Noutro caso, o padre Komlan Dem Houndjame foi recebido na organização, apesar de ter recebido queixas de abuso sexual em Detroit e na Flórida. Perrone aconselhou uma das mulheres que acusou Houndjame a “ignorar tudo” e continuar com a sua vida, sem ligar às investidas do padre.

Houndjame acabou por ser preso pelas autoridades, mas viria a sair em liberdade, sendo ilibado por falta de provas. Joe Maher, o outro cabecilha da Opus Bono Sacerdotii, foi a voz ativa na defesa do padre de origem togolesa e até o convidou para viver com a sua família.

Depois do caso de Houndjame, vários padres procuraram os serviços desta organização, em ajuda na defesa legal contra acusações de abuso sexual e pedofilia ou à procura de refúgio após serem excomungados.

O próprio cerne da organização estava corrompido, já que Eduard Perrone foi também acusado de abusar adolescentes e, consequentemente, retirado do sacerdócio. Já Joe Maher e outro dos fundadores, Peter Ferrera, foram afastados da ONG por terem sido considerados culpados de usarem de forma imprópria os fundos doados.

A AP encontrou ainda ligações entre o Vaticano e a Opus Bono Sacerdotii. Edwin O’Brien, antigo bispo de Baltimore e atual funcionário do Vaticano, confessou ter enviado dinheiro para a organização “pelo cariz solidário dos seus atos”.

A própria filha de Joe Maher, Mary Rose, escreveu ao procurador-geral do Michigan oferecendo provas contra a organização do pai. “Uma pequena incursão nos registos do Opus Bono vai revelar milhões de dólares de fraude, anos de fraude por correio, e o sistemático uso danoso das doações das pessoas”, referiu Mary Rose.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Réplica de uma O.P.P.P. (organização de proteção a pedófilos políticos) portuguesa, que obteve extraordinário sucesso no desmentido e “branqueameto” de comportamentos pedófilos e sodomitas, a LAVANDARIA CASA PIA..

RESPONDER

Itália: Da crise pandémica à crise política. Conte tem agora o voto de confiança dos deputados

O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, obteve ontem a confiança dos deputados para se manter no governo, depois da demissão de duas ministras do partido Itália Viva (IV) ter aberto uma crise política, deixando o governante …

"Risco de readmissão é grande". Quase um terço dos infetados voltou ao hospital (e um em cada oito morreu)

De acordo com um estudo recente realizado no Reino Unido, quase um terço das pessoas que tiveram alta de um internamento por problemas de saúde relacionados com a covid-19, em Inglaterra, regressaram ao hospital pela …

Fecho das escolas "seria a medida mais forte de saúde pública"

O encerramento das escolas "seria a medida mais forte de saúde pública a ser tomada", perante a existência de um "teto falso" na deteção de novos casos e o aparecimento da variante inglesa, defendeu esta …

"Ato ditatorial" e "humilhação cruel". Mourinho criticado por optar por Gedson em vez de Dele Alli

O ex-futebolista Stan Collymore chamou Mourinho de ditador e criticou o facto de ter deixado Dele Alli de fora dos convocados em detrimento de Gedson Fernandes. Stan Collymore, antigo jogador do Liverpool, criticou José Mourinho pela …

Preços das casas devem descer neste ano (e deixam a banca em risco)

Após se terem aguentado mais ou menos estáveis em 2020, apesar da pandemia de covid-19, os preços das casas devem começar a descer neste ano com o prolongar da crise sanitária. Uma situação que preocupa …

Sem promessas para 2022, Governo admite criar “escalões intermédios” na Função Pública

A ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão, admitiu, em entrevista ao ECO, rever a tabela salarial da Função Pública e criar “escalões intermédios para as progressões intermédias”. Em entrevista ao jornal …

@AnaMartinsGomes. A gladiadora do Twitter é candidata a Belém

Se há arena onde a candidata socialista a Belém se sente confortável, é o Twitter. Palco de grandes partilhas e encruzilhadas, é inegável que essa rede social marca o caminho da diplomata. Ana Gomes é conhecida …

Rui Rio apela ao Governo por "confinamento a sério" e lembra que este "não existe para ser popular"

Rui Rio desafia o Governo a "impor um confinamento a sério em nome do interesse nacional". Na sua conta no Twitter, o líder do PSD escreve que "um Governo não existe para ser popular mas …

FC Porto ameaça não ir a jogo. Sporting acusa "dragões" de "pressão inaceitável"

O Sporting acusou segunda-feira o FC Porto de estar a "pressionar, de forma absolutamente inaceitável, as autoridades da Saúde e a Liga" para que Nuno Mendes e Sporar falhem hoje as meias-finais da Taça da …

Empresas de comércio e serviços propõem suspensão de alguns impostos

Com o novo confinamento geral, a maioria das empresas de comércio e serviços volta a fechar portas. Por isso, pedem-se mais apoios ao Governo, considerando que os já anunciados são insuficientes. Em declarações à rádio Renascença, …