Onda de demissões no Governo de Malta. Investigação sobre homicídio de jornalista agrava crise política

(dr) Times of Malta

A jornalista maltesa Daphne Caruana Galizia

A investigação do assassínio da jornalista Daphne Caruana Galizia continua a abalar Malta. O ministro do Turismo e o chefe de gabinete do primeiro-ministro demitiram-se, enquanto que a ministra da Economia suspendeu funções.

O chefe de gabinete do primeiro-ministro de Malta, Keith Schembri, demitiu-se por alegadas ligações ao homicídio da jornalista Daphne Caruana Galizia, em 2017, que investigava casos de corrupção na elite política e empresarial do país. Dois ministros também abandonaram o Governo de Malta.

O primeiro-ministro, Joseph Muscat, disse aos jornalistas que o chefe de gabinete se demitiu porque a polícia avançou na investigação sobre o homicídio da jornalista. Horas depois da declaração do governante, Konrad Mizzi, ministro do Turismo, também anunciou a demissão e Christian Cardona, ministro da Economia, suspendeu as suas funções até as investigações ao homicídio estarem concluídas.

De acordo com o Público, ambos os ministros negaram qualquer envolvimento na morte da jornalista de investigação, que denunciou a corrupção ao mais alo nível do Governo de Malta, até ter sido morta num atentado que fez explodir o seu carro.

Keith Schembri e Konrad Mizzi foram acusados pela jornalista de corrupção, algo que sempre negaram. Esta terça-feira, segundo fontes citadas pela Reuters, a polícia fez buscas na casa do chefe de gabinete do primeiro-ministro, mas nem o Mizzi nem o seu advogado comentaram a situação.

No entanto, ambos têm sido pressionados por políticos da oposição e pela própria família da jornalista para se demitir, por alegadas ligações financeiras ao empresário Yorgen Fenech, detido na semana passada por ser considerado pessoa de interesse para a investigação do homicídio.

Yorgen Fenech é diretor e coproprietário da Electrogás, que ganhou, em 2013, um concurso de vários milhões de euros aberto pelo Estado de Malta para a construção da maior central elétrica de gás da administração do primeiro-ministro maltês.

Oito meses ante da sua morte, Caruana Galizia escreveu no seu blogue sobre uma empresa cuja propriedade é atribuída a Fenech, chamada 17 Black, afirmando que tinha ligações a políticos malteses, avança a Renascença.

Um dos três filhos da jornalista reagiu no Twitter, numa publicação onde escreveu que “se o Partido Trabalhista a tivesse ouvido, não há dúvidas de que ainda estaria viva“.

O caso conheceu novos contornos esta segunda-feira, depois de o alegado intermediário da conspiração do homicídio, Melvin Theuma, ter recebido um perdão presidencial em troca de provas que pudessem ser usadas em tribunal. Segundo a imprensa local, já entregou gravações áudio.

Três homens esperam o julgamento por fazer explodir a bomba que matou Caruana Galizia, enquanto a polícia continua a sua investigação sobre quem pediu o homicídio.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Governo aperta cerco, mas especialistas queriam mais. Desconfinamento pode estar em risco

Numa altura em que os números de casos diários não para de subir, a preocupação cresce. Apesar das novas medidas tomadas pelo Executivo na zona de Lisboa - a mais afetada do país - Portugal …

Guterres é hoje empossado para segundo mandato à frente da ONU. Marcelo estará presente

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, presta hoje juramento e toma posse para um segundo mandato durante uma sessão plenária da Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova Iorque. Desta forma, a …

Câmara de Lisboa proíbe instalação de ecrãs no espaço público durante Euro2020

A instalação de ecrãs no espaço público durante o período do Euro2020 não será autorizada pela Câmara Municipal de Lisboa, tendo em conta a situação pandémica, anunciou hoje o município. “A Câmara Municipal de Lisboa, tendo …

A sucção da tromba de um elefante é mais rápida do que a velocidade de um comboio-bala

Os elefantes conseguem sugar coisas a uma velocidade de 530 quilómetros por hora — mais rápido do que um comboio-bala japonês. A tromba dos elefantes é-lhes altamente útil, já que a usam tanto para comer como …

Mais de metade dos rios do mundo não flui todo o ano

Entre 51% e 60% dos 64 milhões de quilómetros de rios e riachos do planeta Terra não fluem periodicamente ou secam durante parte do ano. De acordo com a agência Europa Press, este é o resultado …

Astrónomos podem ter detetado as maiores estruturas giratórias do universo

Pela primeira vez, astrónomos acabam de encontrar evidências de que algumas das maiores estruturas do cosmos giram numa escala de centenas de milhões de anos-luz. A estrutura em questão é um filamento cósmico, uma estrutura longa …

"A melhor seleção do mundo é a Bélgica"

Elogios do selecionador da Dinamarca ao adversário, mas ainda mais elogios aos seus jogadores, apesar de nova derrota dinamarquesa. Dois jogos em casa, duas derrotas. Apesar de realizar os seus encontros em Copenhaga, a Dinamarca está …

Se extraterrestres visitassem a Terra "não estariam vivos", diz astrónomo do SETI

Especialistas do Search for Extraterrestrial Intelligence (SETI), entidade que tem por objetivo a busca de vida no espaço, estão a afastar-se cada vez mais da ideia de encontrar inteligência extraterrestre igual à humana. Num artigo de …

Cientistas ajudam enxames de drones a evitar obstáculos (copiando o instinto dos pássaros)

Uma equipa de engenheiros da EPFL, na Suíça, desenvolveu um modelo de controlo preditivo que permite que enxames de drones voem em ambientes confusos com rapidez e segurança. Usar enxames de drones tem imensas vantagens, mas …

Países Baixos 2-0 Áustria | Laranja embala e carimba oitavos

Os Países Baixos venceram hoje a Áustria por 2-0, em jogo da segunda jornada do Grupo C do Euro2020 de futebol, e são a terceira seleção a garantir o apuramento para os oitavos de final …