Onda de demissões no Governo de Malta. Investigação sobre homicídio de jornalista agrava crise política

(dr) Times of Malta

A jornalista maltesa Daphne Caruana Galizia

A investigação do assassínio da jornalista Daphne Caruana Galizia continua a abalar Malta. O ministro do Turismo e o chefe de gabinete do primeiro-ministro demitiram-se, enquanto que a ministra da Economia suspendeu funções.

O chefe de gabinete do primeiro-ministro de Malta, Keith Schembri, demitiu-se por alegadas ligações ao homicídio da jornalista Daphne Caruana Galizia, em 2017, que investigava casos de corrupção na elite política e empresarial do país. Dois ministros também abandonaram o Governo de Malta.

O primeiro-ministro, Joseph Muscat, disse aos jornalistas que o chefe de gabinete se demitiu porque a polícia avançou na investigação sobre o homicídio da jornalista. Horas depois da declaração do governante, Konrad Mizzi, ministro do Turismo, também anunciou a demissão e Christian Cardona, ministro da Economia, suspendeu as suas funções até as investigações ao homicídio estarem concluídas.

De acordo com o Público, ambos os ministros negaram qualquer envolvimento na morte da jornalista de investigação, que denunciou a corrupção ao mais alo nível do Governo de Malta, até ter sido morta num atentado que fez explodir o seu carro.

Keith Schembri e Konrad Mizzi foram acusados pela jornalista de corrupção, algo que sempre negaram. Esta terça-feira, segundo fontes citadas pela Reuters, a polícia fez buscas na casa do chefe de gabinete do primeiro-ministro, mas nem o Mizzi nem o seu advogado comentaram a situação.

No entanto, ambos têm sido pressionados por políticos da oposição e pela própria família da jornalista para se demitir, por alegadas ligações financeiras ao empresário Yorgen Fenech, detido na semana passada por ser considerado pessoa de interesse para a investigação do homicídio.

Yorgen Fenech é diretor e coproprietário da Electrogás, que ganhou, em 2013, um concurso de vários milhões de euros aberto pelo Estado de Malta para a construção da maior central elétrica de gás da administração do primeiro-ministro maltês.

Oito meses ante da sua morte, Caruana Galizia escreveu no seu blogue sobre uma empresa cuja propriedade é atribuída a Fenech, chamada 17 Black, afirmando que tinha ligações a políticos malteses, avança a Renascença.

Um dos três filhos da jornalista reagiu no Twitter, numa publicação onde escreveu que “se o Partido Trabalhista a tivesse ouvido, não há dúvidas de que ainda estaria viva“.

O caso conheceu novos contornos esta segunda-feira, depois de o alegado intermediário da conspiração do homicídio, Melvin Theuma, ter recebido um perdão presidencial em troca de provas que pudessem ser usadas em tribunal. Segundo a imprensa local, já entregou gravações áudio.

Três homens esperam o julgamento por fazer explodir a bomba que matou Caruana Galizia, enquanto a polícia continua a sua investigação sobre quem pediu o homicídio.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Ataque terrorista a cidade na Nigéria atinge organizações humanitárias e instalações da ONU

Jihadistas alegadamente ligados ao Estado Islâmico atacaram este sábado as instalações de várias organizações humanitárias e das Nações Unidas na cidade nigeriana de Damasak, e ainda estão no local, afirmaram fontes das organizações não-governamentais (ONG). O …

Os humanos foram "superpredadores" durante dois milhões de anos

Uma nova investigação revelou que os humanos foram um predador de ponta durante cerca de dois milhões de anos. Só a extinção da megafauna e o declínio das fontes de alimentos de origem animal no …

Paços de Ferreira 0-5 Benfica | Seferovic “parte tudo” na Capital do Móvel

Na noite deste sábado, o Benfica somou o sétimo triunfo consecutivo no campeonato, ao golear o Paços de Ferreira por 5-0, num embate relativo à 26.ª jornada do campeonato. A equipa de Jorge Jesus, que acabou …

Após terramotos e deslizamentos, a "cidade moribunda" de Itália ainda resiste no topo de uma montanha

Chamar-se a si mesmo de "Cidade Moribunda" pode não parecer a melhor forma de atrair turistas, mas Civita, em Itália, aprendeu a viver com o facto de estar a morrer. Há vários séculos, a cidade …

"Alexa, estou com calor." Já é possível controlar o ar condicionado de um Lamborghini apenas com a voz

A Amazon está a dar um grande passo na indústria automóvel ao integrar a Alexa no Huracán EVO da Lamborghini, não apenas para fazer perguntas, mas dando ao assistente virtual a capacidade de controlar as …

Nova tecnologia pode enviar luz solar para o subsolo

Investigadores da Universidade Tecnológica de Nanyang, na Singapura, inventaram um novo dispositivo que pode ajudar o país a iluminar a sua crescente infraestrutura subterrânea. A Singapura é um dos países que tem apostado cada vez mais …

Livro lança "caça ao tesouro" a urna de ouro oferecida por Inglaterra a França antes da Entente Cordiale

Um novo enigma literário está prestes a chegar às estantes de livros com uma recompensa incomum. Pistas em "The Golden Treasure of the Entente Cordiale" podem levar leitores no Reino Unido e França a um …

Para evitar casos de burnout, LinkedIn deu uma semana de férias aos quase 16 mil funcionários

O LinkedIn decidiu dar uma semana de férias (remunerada), que começou esta segunda-feira, a todos os seus funcionários espalhados pelo mundo. O objetivo? Desconectar, recarregar baterias e prevenir casos de burnout.  "Queríamos ter a certeza de …

Pequenos nadadores-robô curam-se a si próprios (e em movimento)

Uma equipa de investigadores da American Chemical Society desenvolveu pequenos robôs nadadores que conseguem curar-se a si mesmos magneticamente. O tecido vivo pode curar-se autonomamente de muitos ferimentos, mas fornecer habilidades semelhantes a sistemas artificiais, como …

Tondela 0-2 FC Porto | Missão cumprida com serviços mínimos

Missão cumprida. O FC Porto fez poupanças no jogo com o Tondela, mas levou os três pontos para casa, graças a um triunfo por 2-0. Os “dragões” foram claramente superiores no primeiro tempo, marcaram por Toni …