Onda de calor faz dois mortos e grande incêndio em Espanha. França em alerta vermelho

Ian Langsdon / EPA

Um incêndio perto de Tarragona, em Espanha, já destruiu mais de seis mil hectares. Em França, o serviço meteorológico ativou, pela primeira vez, o alerta vermelho.

Um incêndio na cidade catalã de Torre del Espanol, perto de Tarragona, atingiu grandes proporções ao longo desta quinta-feira, tendo ardido já mais de seis mil hectares. Segundo o El País, o fogo continua descontrolado e os bombeiros descartam a hipótese de conseguir estabilizar a situação ainda hoje.

De acordo com a BBC, as autoridades afirmam que o calor intenso na zona do incêndio pode pôr em risco cerca de 20 mil hectares. Pelo menos 45 pessoas já foram evacuadas e cinco estradas foram cortadas. Para já, não há vítimas a registar.

“Hoje vai ser o pior dia da onda de calor e pedimos a todos os catalães que tenham precauções extremas. Não podemos permitir um novo incêndio e a subida de temperaturas pode complicar o atual”, lamentou o conselheiro do Interior da Generalitat, Miquel Buch.

O político catalão classificou ainda este incêndio como o “pior dos últimos 20 anos”.

Esta manhã, um rapaz de 17 anos morreu num hospital em Córdoba, no sul do país, por causa de um golpe de calor que sofreu quando estava a trabalhar no campo, segundo a autoridade regional de saúde da Andaluzia. O jovem começou a sentir-se mal, entrou numa piscina para se refrescar e ao sair começou a ter convulsões.

Na quinta-feira, um outro agricultor de 45 anos foi internado no Hospital de Múrcia também devido ao calor, encontrando-se em estado grave, e a imprensa espanhola dá ainda conta de um idoso de 80 anos que terá caído inanimado numa rua de Valladolid. Em Milão, Itália, um sem-abrigo de 72 anos também foi encontrado morto perto da gare central.

França ativa alerta vermelho pela primeira vez

O serviço meteorológico francês ativou, esta quinta-feira, pela primeira vez o alerta de calor extremo, com quatro departamentos no sul colocados no nível vermelho de vigilância devido às previsões de temperaturas de 42 a 45 graus nos próximos dias.

Criado a seguir à vaga de calor de 2003, o alerta foi ativado esta tarde pelo Méteo France e está em vigor até à tarde desta sexta-feira em quatro regiões situadas no sul do país: Bouches-du-Rhône, Gard, Hérault e Vaucluse. Este serviço estima que as temperaturas possam atingir os 45 graus Celsius nessas regiões, alertando que o fenómeno de calor extremo será “intenso”.

A temperatura bateu mesmo recordes absolutos num mês de junho, esta quinta-feira, ao registar-se 41,5 graus em Saint-Julien-de-Peyrolas, perto de Avignon, no departamento de Gard.

Entre alguns dos pontos mencionados pela Méteo France num aviso aos cidadãos está o facto de esta onda de calor afetar toda a população e não apenas as pessoas consideradas mais vulneráveis.

“Cada um de nós está ameaçado, mesmo as pessoas que estão de boa saúde” refere o site da instituição, embora o perigo seja “maior para os idosos, pessoas com doenças crónicas ou doenças mentais, pessoas que tomam regularmente medicamentos e pessoas isoladas”.

Já há registo de três mortes nas praias da costa sul associadas ao choque térmico.

O resto do país permanece em alerta laranja e as previsões mostram que esta onda de calor só vai abrandar a partir de domingo. Na tarde de quinta-feira, os termómetros atingiram entre 36 a 40 graus em diferentes regiões, sexta-feira poderão chegar aos 45 nos departamentos em alerta vermelho e continuar nos 39 de máxima no sábado.

Este episódio de calor fez com que a circulação diferenciada fosse ativada em grandes cidades como Paris, fazendo com que apenas circulem carros com matrículas recentes e menos poluentes.

Ao mesmo tempo, os comboios franceses estão a aceitar, de forma gratuita, cancelamentos de reservas e mudanças de bilhetes devido ao calor.

Os alertas para o consumo de água e outros conselhos à população continuam a ser difundidos pelos meios de comunicação e nos transportes. Algumas cidades, um pouco por todo o país, decidiram mesmo fechar as escolas durante quinta e sexta-feira.

Segundo cientistas consultados pela agência de notícias francesa AFP, a Europa está a ser afetada por uma onda de calor, com origem no deserto do Saara e que estará associada ao aquecimento global e a gases com efeito de estufa, afetando a maior parte dos países, com exceção de Portugal.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Será que ainda não é tempo de acordarmos para a realidade???
    Quem é que ainda acredita em ondas de calor “naturais”??
    Quem nos está a aquecer???
    Quem nos está a matar de calor???
    Com que objectivo nos fazem “isto”???

  2. Caro ZAP, este texto do último paragrafo: “estará associada ao aquecimento global e a gases com efeito de estufa” é muito especulativo, sem dúvida uma opinião e não uma informação, o que deveria ser indicado por exemplo pelo texto “na nossa opinião …”
    É natural haverem ondas de calor. Uma leitura de história do clima comprova que ocorrem com regularidade, embora pareçam ter aumentado a sua frequência a partir da década de 90. Mas não há prova cientifica concreta de que vivemos num “aquecimento global”.

    E já agora porque não a notícia de que o maior glaciar da Gronelandia está a aumentar: https://earthobservatory.nasa.gov/images/145185/major-greenland-glacier-is-growing
    Pois, vai contra a corrente da “moda” atual, o alarmismo do aquecimento global…

    • Caro leitor,
      A opinião é de especialistas consultados pela agência de notícias AFP.
      No uso que faz da palavra “moda” parece estar a referir-se ao facto de haver milhares de estudos, de variados tipos e áreas do conhecimento, que nuns casos indiciam e noutros comprovam inequivocamente haver alterações climáticas não atribuíveis à sazonalidade das eras geológicas – e que estarão ligadas à actividade humana.
      Em ciência, “milhares de estudo” não são “moda”.
      “Moda” é ignorar os factos e chamar alarmistas a milhares de estudos, por haver meia dúzia deles que apresentam resultados contrários – estudos esses que, mais do que os outros, estão muito longe de ser “prova científica concreta” de que não há o que quer que seja.

  3. Quando era pequena e a sopa estava muito quente no prato, a minha mãe costumava aconselhar-me: come primeiro pelas beirinhas…
    Após assistir duas vezes à palestra do professor Laércio, acredito que “alguém” anda – neste preciso momento – a “comer” pelas beirinhas, na impossibilidade de “comer” o meio da sopa…
    Porque só andam a acontecer ondas de calor “naturais”, condições climatéricas extremas e incêndios nos países que pertencem à NATO???
    Partilho a “PALESTRA MINISTRADA EM LIMEIRA/SP EM 2010.”, isto é, já aconteceu há nove anos , mas, só agora foi publicada
    “O professor Laércio discute todas essas questões sobre o projeto Haarp, uma das mais avançadas tecnologias de armas de última geração.
    Um projeto da marinha americana conjuntamente com a força aérea dos Estados Unidos. Esse projeto tem causado grandes polêmicas e motivos de investigações e acusações por parte de vários governos ao redor do mundo.
    Poderia o projeto Haarp ser uma arma de destruição em massa?
    Seria uma arma de controle do clima?
    Seria uma arma causadora de terremotos?
    Poderia essa tecnologia controlar e influenciar as mentes de grandes massas?
    Acusados de serem os causadores de grandes desastres naturais como grandes terremotos, furacões e mudanças climáticas violentas, essa nova tecnologia tem se espalhado por vários outros países das grandes potencias numa nova corrida armamentista.
    https://www.youtube.com/watch?v=kTRPYtURzYM
    O meu Bem-Haja a alguém esclarecido e interessado em “abrir os olhos” do inconsciente colectivo!!!

  4. Só tenho isto para dizer, pois em cada estudo cada um puxa a brasa para o sua sardinha, e como a consciência humana tal como a vemos hoje, em termos geológicos da história da Terra, representa um milésimo de segundo ou nem isso nos nosso modestos relógios, acrescentos só o seguinte: se estas alterações climáticas resultam da intervenção do estilo de vida do homem moderno, não vou opinar sobre isso, mas uma coisa sei, há 35.000 anos, o Polo Norte, sim o Polo Norte era uma Floresta Tropical, aliás foi há muito pouco tempo descoberta precisamente essa Floresta Tropical, bem como restos de Fauna e Flora dessa remota época lá no Polo norte, e que eu saiba o homem e a sociedade tal como a conhecemos hoje, ainda estava longe de aparecer.

RESPONDER

Sporting 2-1 Santa Clara | Super-Coates volta a ser herói

Arrancado a ferros… à campeão? O Sporting esteve a poucos segundos de registar o terceiro empate em casa, perante um Santa Clara que não foi em nada inferior aos “leões” e até conseguiu ser superior em …

Os gatos demonstram ser menos leais do que os cães (mas pode haver uma razão)

Ainda existe um estereótipo sobre a diferença entre cães e gatos. Normalmente as pessoas associam os cães a animais amorosos e leais, enquanto os gatos são tidos como distantes e indiferentes. Um novo estudo pode …

O mistério do "lago dos esqueletos" na Índia intriga cientistas há décadas

O Roopkund, localizado na parte indiana dos Himalaias, é um lago glacial com centenas de ossos humanos. E ninguém sabe como foram lá parar. Em 1942, um guarda florestal revelou ao mundo a existência deste lago …

A fronteira mais importante da China é imaginária: a Linha Hu

A Linha Hu, também conhecida como linha Heihe-Tengchong, é uma linha imaginária que divida a China em duas partes com áreas quase iguais. Estende-se da cidade de Heihe até Tengchong. Desenhada pela primeira vez em 1935, …

Algumas pessoas moram em aeroportos durante meses (ou até mesmo anos)

Aeroportos não servem de casa apenas para os sem-abrigo. Há pessoas que, involuntariamente ou não, ficam lá durante meses e, em alguns casos, até mesmo anos. Em janeiro, as autoridades de Chicago prenderam um homem de …

Senado da Carolina do Sul aprova fuzilamento como método de execução

Com esta decisão, a Carolina do Sul poderá converter-se no quarto estado do país a incorporar este método de execução de pena de morte, depois do Utah, Oklahoma e Mississípi. De acordo com a agência noticiosa …

"Oxigénio tornou-se ouro". Criminosos lucram com a sua escassez no México

A pandemia de covid-19 deixou a Cidade do México a atravessar uma grande escassez de oxigénio médico. Criminosos estão a aproveitar para lucrar com a situação. A capital mexicana registou um pico de infeções e hospitalizações …

Meteorito do tamanho de um damasco caiu em França (e os astrónomos precisam de ajuda para encontrá-lo)

Os entusiastas do Espaço estão a ser instados a procurar um meteorito do tamanho de um damasco que caiu no fim de semana passado no sudoeste de França.  O meteorito, com peso estimado em 150 gramas, …

Professora pediu a alunos para fingir que eram escravos e escreverem carta para África

Uma professora de uma escola secundária no Mississippi, nos Estados Unidos, está a ser alvo de críticas devido a uma fotografia de um trabalho de casa divulgada nas redes sociais. Foi pedido aos alunos do 8.º …

Obra de Churchill que pertencia a Angelina Jolie vendida por valor recorde

O quadro pintado pelo antigo primeiro-ministro britânico foi vendido por 8,3 milhões de libras. A pintura foi um presente de Winston Churchill para o presidente dos Estados Unidos, Franklin D. Roosevelt, e agora foi leiloada …