OMS critica lentidão “inaceitável” na Europa. Bruxelas desafia países a organizarem vacinação em massa

Enquanto a Organização Mundial de Saúde (OMS) critica a lentidão “inaceitável” da vacinação contra a covid-19 na Europa, a Comissão Europeia pediu aos países que incrementem a capacidade de vacinação para quando houver mais produção.

“O ritmo lento da vacinação prolonga a pandemia”, disse o diretor da OMS Europa, Hans Kluge, sublinhando que o número de novos casos na Europa aumentou fortemente nas últimas cinco semanas.

“As vacinas são a nossa melhor saída para a pandemia. Não só funcionam, mas também são muito eficazes na limitação de infeções. No entanto, a aplicação dessas vacinas está a decorrer a uma lentidão inaceitável”, continuou Kluge, em comunicado.

“Precisamos de acelerar o processo, aumentando a produção, reduzindo as barreiras à entrega da vacina e usando qualquer dose que tivermos em stock”, disse Kluge. “Atualmente, a situação regional é a mais preocupante que temos observado há vários meses”.

Na região da OMS na Europa, que inclui cerca de cinquenta países, incluindo a Rússia e vários Estados da Ásia Central, o número de novas mortes ultrapassou 24 mil na semana passada e está “rapidamente” a aproximar-se da marca de um milhão, segundo a organização.

O número semanal de novos casos chegou a 1,6 milhões. Há apenas cinco semanas, os números haviam caído para menos de um milhão, apontou a OMS.

Bruxelas quer países a organizarem vacinação em massa

A Comissão Europeia divulgou que, até sexta-feira, chegam 107 milhões de doses de vacinas contra covid-19 à União Europeia (UE), pedindo aos países que incrementem a capacidade de vacinação para quando houver mais produção, prevendo a imunidade coletiva em julho.

“A vacinação está a progredir de forma constante na União Europeia e, até final desta semana, 107 milhões de doses de vacinas terão chegado aos países”, indicou o executivo comunitário no Twitter.

Também através daquela plataforma, o comissário europeu do Mercado Interno, que é responsável por contactos com a indústria farmacêutica para aumentar a produção de vacinas contra a covid-19 para a UE, observou existir uma “forte aceleração da produção industrial das vacinas no terreno”.

Segundo as contas de Thierry Breton, a UE estará, “em meados de julho, em condições de fornecer aos Estados-membros doses suficientes para atingir a imunidade coletiva, [para vacinar] cerca de 70% da população adulta”. “Desde que, claro, as doses sejam administradas”, realçou o comissário europeu.

Thierry Breton vincou que, para isso, “os Estados-membros precisam de estar prontos para quando houver uma aceleração na entrega, organizando [ações de] vacinação em massa e campanhas para convencer os cidadãos a serem vacinados”.

Na publicação, o comissário europeu disse ainda que os dados esta quarta-feira divulgados são “um sinal positivo da expansão das capacidades de produção na UE, a médio e longo prazo”. “Louvo os esforços das mulheres e homens que estão a fabricar as vacinas e encontraram soluções para aumentar e estabilizar a produção industrial”, adiantou o responsável francês.

No final da semana passada, a Comissão Europeia divulgou que, até então, tinham sido administradas perto de 62 milhões de doses de vacinas em relação às 88 milhões distribuídas na UE.

Bruxelas atribuiu estes níveis baixos de inoculações aos problemas de entrega das vacinas da Vaxzevria – o novo nome do fármaco da AstraZeneca – para a UE, exigindo que a farmacêutica recupere os atrasos na distribuição e honre o contratualizado.

A meta de Bruxelas é que, até final do verão, 70% da população adulta esteja vacinada.

Atualmente, estão aprovadas quatro vacinas na UE: Pfizer/BioNTech (Comirnaty), Moderna, Vaxzevria e Janssen (grupo Johnson & Johnson, que estará em distribuição em abril).

Até ao final deste primeiro trimestre, de acordo com Bruxelas, terão chegado à UE mais 100 milhões de doses de vacinas, a grande parte da Pfizer/BioNTech (66 milhões, mais do que os 65 milhões inicialmente acordadas), da Vaxzevria (30 milhões de um total de 120 milhões inicialmente acordadas) e da Moderna (10 milhões).

Para o segundo trimestre, a expectativa do executivo comunitário é que cheguem 360 milhões de doses à UE, principalmente da Pfizer/BioNTech (200 milhões), da Vaxzevria (70 milhões de um total de 180 milhões inicialmente acordadas), da Janssen (55 milhões) e da Moderna (35 milhões).

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Eu quero lembrar a OMS que,em Portugal as coisas são feitas muito devagarinho,basta ver as decisões da nossa justiça,está parada.

RESPONDER

Neuralink divulga vídeo de macaco a jogar videojogo com a mente

A Neuralink, empresa de implantes cerebrais do empresário Elon Musk, divulgou na quinta-feira um vídeo que mostra a tecnologia a funcionar em macacos. No vídeo, um cientista da Neuralink explica a forma como a empresa implantou …

Obra de Paula Rego vai a leilão com estimativa de um milhão de libras

A obra “The Aunt (Nada)”, da pintora portuguesa Paula Rego, vai ser leiloada pela Phillips, em Londres, na quinta-feira, com uma estimativa de venda entre 800 mil e 1,2 milhões de libras (922 mil a …

Minerar bitcoin na China vai gerar mais emissões de carbono do que as de toda a República Checa

Um novo estudo estima que o processo de mineração de bitcoin na China poderá gerar em breve 130,50 milhões de toneladas de emissões de carbono por ano (mais do que a produção anual de toda …

Chelsea 0-1 FC Porto | Adeus com sentimento de injustiça

Difícil de lidar. O Porto mostrou capacidade para afastar o poderoso Chelsea nos quartos-de-final da Liga dos Campeões, mas ficou a um golo de levar a eliminatória para prolongamento, acabando afastado. Após a derrota por 2-0 …

Suíça cria a moeda mais pequena do mundo com a imagem de Einstein

Com a famosa imagem de Albert Einstein a mostrar a língua, e com apenas 2,96 mm de diâmetro, é necessário o recurso a uma lupa para conseguir apreciar o objeto. Esta é a  moeda mais …

Citroën apresenta o seu novo topo de gama. O C5 X promete audácia e inovação

A Citroën apresentou o C5 X, uma carrinha sobrelevada ao estilo de crossover, que faz uma maior apologia da tecnologia, do conforto e de um desenho mais irreverente face aos rivais que se encontram no …

J-Lo, H.E.R. e Foo Fighters em concerto para financiar vacinas contra a covid-19

As cantoras Jennifer Lopez e H.E.R. são duas das participantes num espetáculo especial, que será transmitido a nível global, no próximo dia 8 de maio, com o objetivo de angariar fundos para as vacinas contra …

"Indecente e imoral". Paquistão em guerra aberta com o TikTok, a rede social mais popular do país

O TikTok é a rede social mais popular no Paquistão, mas a aplicação mostra um lado do país que não se alinha com a sua imagem conservadora. Em 2019, o TikTok tornou-se a segunda aplicação mais …

Joe Biden promete retirar todas as tropas do Afeganistão até 11 de setembro de 2021

O Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, vai propor a retirada de todas as tropas do Afeganistão até ao dia 11 de setembro de 2021, no vigésimo aniversário do ataque ao World Trade Center. Segundo o …

120 anos depois, IA ajuda a recriar pintura escondida sob obra-prima de Picasso

A Inteligência Artificial (IA) ajudou a recriar uma obra de arte que esteve escondida sob uma pintura de Pablo Picasso durante quase 120 anos. Uma misteriosa paisagem esconde-se debaixo da superfície visível de La Miséreuse Accroupie …