Obrigados a pintar o cabelo de preto, há cada vez mais japoneses a abandonar os estudos

Há cada vez mais crianças japonesas a recusar ir à escola. As razões são várias e passam por dificuldades de comunicação, regras muito rígidas, problemas financeiros e familiares.

O absentismo das crianças japonesas é um fenómeno que já recebeu um nome: “futoko”. A atitude japonesa em relação ao abandono escolar, de acordo com a BBC, foi sofrendo alterações ao longo dos anos.

Até 1992, a recusa em participar nas atividades escolares – então chamada tokokyoshi (resistência) – era considerada um tipo de doença mental. Em 1997 a terminologia mudou para “futoko”, um termo mais neutro e que significa “ausência”.



No ano passado, foi batido um recorde: mais de 160 mil alunos faltaram às aulas por mais de um mês. O governo japonês anunciou, segundo o Diário de Notícias, que o absentismo entre os alunos do primeiro e segundo ciclos atingiu um recorde, com 164.528 crianças ausentes por 30 dias ou mais em 2018, em comparação com as 144.031 em 2017.

As crianças recusam ir à escola, no Japão, por várias razões distintas que podem envolver problemas familiares, dificuldades de socialização, divergências com amigos ou bullying, apontou um estudo realizado pelo Ministério da Educação japonês.

Os alunos que desistiram da escola dizem que o fizeram porque não se davam bem com outros alunos ou, às vezes, com os professores. Há muitos jovens que não se sentem confortáveis com as regras rígidas impostas nas escolas do Japão que muitas vezes obrigam os alunos a pintar o cabelo de preto ou que não permitem que os estudantes usem calças justas ou casacos, mesmo em dias frios. Em algumas escolas, até a cor da roupa interior é imposta.

Além do abandono escolar, cresce ainda um outro fenómeno entre os alunos das escolas japonesas: o suicídio. Em 2018, o número de suicídios de estudantes foi o mais elevado em 30 anos, com 332 casos.

A alternativa para estas crianças são as “escolas livres” ou “escolas alternativas”, um movimento que teve início no Japão nos anos 80. No entanto, as habilitações conseguidas com este modelo escolar não é reconhecido. O número de estudantes que frequenta escolas alternativas em vez de escolas regulares aumentou ao longo dos anos, de 7.424 em 1992 para 20.346 em 2017.

ZAP //

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Faz lembrar a supremacia da raça germana…. os alemães é que eram o ser humano perfeito…. Não é de admirar que tenham sido aliados ao Hitler durante a WW2.

  2. Pelo que sei a escola não permite a criança pintar o cabelo pois no Japão tem uma moda de pintar o cabelo meio loiro, fica meio avermelhado com isso a escola pressiona para pintar na cor original. No Brasil a escola também tem uniforme, não pode uso de boné…. e outras de regulamento acho que na maior parte essas crianças tentam chamar a atenção como qualquer adolescente que mata aula no Brasil ou em qualquer lugar

    • Só uma pequena explicação, por que você pelo visto não conhece… O japonês que nasce com qualquer tonalidade mais clara de cabelo é forçado a pintar de preto durante o período escolar, ou seja, desde bem criança. Quem se mantém fora do padrão é hostilizado por outros alunos e até pelo corpo docente. As tintas coloridas servem para o mesmo propósito que aqui, mas lá, até o cabelo mais claro natural é visto como fora do uniforme.

  3. No Japão é obrigado (nas escolas) a usar o cabelo na cor natural. Meninas só podem usar amarradores de cabelo nas cores, preta, marrom ou azul marinho, não pode usar maquiagem, nem brincos ou colares.

RESPONDER

Marine Le Pen e Anne Hidalgo lançam-se nas presidenciais francesas de 2022

Anne Hidalgo e Marine Le Pen anunciaram as suas respetivas candidaturas à presidência de França nas eleições do próximo ano. A campanha presidencial em França registou esta segunda-feira uma aceleração com a candidatura da responsável socialista …

Messi não saiu por motivos económicos: "O presidente da Liga tem uma obsessão pelo Barcelona"

  O melhor de sempre, segundo o presidente da Liga, poderia ter continuado em Barcelona, se a direção catalã quisesse. Presidente do clube já reagiu. Como se esperava, a saída de Lionel Messi do Barcelona continua a …

Task force não quer reabrir centro de vacinação do Queimódromo no Porto

A task force que coordena o plano de vacinação contra a covid-19 em Portugal adiantou hoje que não se justifica a reabertura do centro de vacinação do Queimódromo, no Porto, face ao “baixo ritmo” de …

Na Hungria, Papa Francisco alerta para o anti-semitismo "à espreita" na Europa

Discrepância entre o tempo de estadia do Papa na Hungria (sete horas) e na Eslováquia (três dias) está a ser vista como um sinal que o responsável da igreja Católica quer enviar às autoridades húngaras. Numa …

Suspeito de violação viveu cinco anos como falso refugiado (e chegou a receber apoios do Estado)

O homem, natural de Marrocos, terá usado identidade para pedir proteção em Portugal. O Ministério Público (MP) acusa-o agora de violação. O cidadão marroquino está a ser acusado pelo Ministério Público de ter violado uma sem-abrigo, …

Polícia italiana desmantela poderoso clã mafioso do sul de Itália (e evita homicídio)

A polícia italiana desmantelou um poderoso clã da máfia na Sicília, no sul de Itália, após a prisão de oito dos seus membros, e evitou ainda um homicídio planeado pelo grupo, informaram esta segunda-feira as …

A mentira de Mourinho e os dois milagres de Patrício

José Mourinho venceu no seu milésimo jogo enquanto treinador de futebol. O encontro com o Sassuolo foi especial, ao contrário do que o próprio Mourinho tinha dito.  Passaram 21 anos e 999 jogos desde a sua …

Cantinas escolares começam a ser fiscalizadas. Maioria deixa de servir refeições em take away

As cantinas das escolas começam hoje a ser alvo de ações de fiscalização para garantir a qualidade das refeições fornecidas aos alunos, revelou o ministro da Educação, anunciando um novo plano de controlo de qualidade. “A …

Portugal tem quatro mestrados em gestão entre os melhores do mundo — e há uma surpresa

Portugal tem quatro mestrados de gestão entre os 100 melhores do mundo, indica o ranking do Financial Times de 2021 divulgado hoje. À Nova SBE, Católica-Lisbon e ISCTE Business School, que regressa este ano ao ranking, …

Coreia do Norte efetua teste com "novo míssil de longo alcance”. É uma "ameaça" à comunidade internacional

A Coreia do Norte efetuou com sucesso um teste com um novo “míssil de cruzeiro de longo alcance” durante este fim de semana, anunciou este domingo a agência oficial KCNA. Os disparos do teste, efetuado no …