O Inverno torna as mulheres mais agressivas e a culpa é dos dias mais curtos

sodaniechea / Flickr

Cientistas norte-americanos descobriram um elo de ligação entre os dias mais curtos de Inverno e o aumento da agressividade nas mulheres. Tudo por causa de um mecanismo hormonal que não ocorre da mesma forma nos homens.

Estas diferenças entre géneros foram detectadas num estudo em torno da ligação entre certas hormonas sexuais e a agressividade que foi publicado nos Proceedings B da Academia das Ciências britânica.

A investigação, feita com hamsters, permitiu aos investigadores da Universidade do Indiana, nos EUA, descobrir um mecanismo hormonal que associa os dias mais curtos de Inverno com um aumento na agressividade das fêmeas.

As fêmeas de hamsters siberianos, uma espécie que tem um sistema supra-renal semelhante ao humano, expostas a dias mais curtos apresentaram níveis aumentados de melatonina – uma hormona que aumenta no organismo durante a escuridão e que decresce perante a luz do dia – e de DHEA – ou dehidroepiandrosterona, um esteróide que é proibido nas competições de atletismo.

Simultâneamente, apresentaram também níveis maiores de agressividade, bem como mudanças físicas nas glândulas supra-renais que se situam nas extremidades dos rins.

Já as fêmeas que foram expostas a dias mais longos não apresentaram as mesmas mudanças, mesmo aquelas que receberam uma injecção de ACTH – a hormona adrenocorticotrópico que é produzida na glândula pituitária e que estimula o córtex supra-renal.

Os resultados mostram, desta forma, que “a melatonina actua directamente nas glândulas supra-renais das fêmeas para disparar uma mudança de agressividade sazonal de hormonas nos gónadas [os ovários nas fêmeas e os testículos nos machos] para hormonas nas glândulas supra-renais – um contraste significativo em relação à forma como este mecanismo funciona nos machos”, refere o investigador líder do estudo, Nikki Rendon, citado pelo site Science Daily.

Assim, a melatonina desencadeia a libertação de DHEA nas mulheres, hormona que está tanto associada à agressividade feminina como masculina.

Um processo que pode ser uma forma de compensar os baixos níveis de estradiol (um tipo de estrogénio) que  se verificam nas mulheres no período de Inverno.

Os cientistas apontam a melatonina como o principal regulador da agressividade nas mulheres e consideram que os novos dados apurados fornecem pistas “importantes sobre o papel do género nestes mecanismos”, como salienta Gregory Demas, professor de biologia da Universidade do Indiana que também participou na investigação, em declarações divulgadas pelo Science Daily.

SV, ZAP

6 COMENTÁRIOS

  1. Acho que o problema do estudo é que os ratos até podem ter estrutura semelhante aos seres humanos. Seres humanos são seres humanos, ratos são ratos.

    O ser humano é uma estrutura que vista no “todo” é totalmente incomparável a ratos. Podemos comparar um carro telecomandado que funciona a gasolina com um carro verdadeiro que funciona a gasolina?

    Não percebo porque o titulo da noticia ou a própria investigação possa indiciar alguma coisa com alteração dos indices de agressividade nos seres humanos… só porque foi testada em ratos. Não entendo… é a minha opinião.

    Usando um site de filosofia da sapo, atenção que a ciencia (a ciencia verificável, experimental) segundo a filosofia é um conhecimento que serve para a criação de teorias faliveis, não um conhecimento que tece a verdade.
    A ciencia é um conhecimento assumido como falível, mas também como progressivo. Portanto não um conhecimento que tece a verdade (algo absoluto, imensurável, que não pode ser discutivel ou exposto a medição). Atenção.
    Pelo menos falo por mim que admito que às vezes deixo-me enredar pelo jornalismo e a forma como “parece” que aqui se está a falar a “verdade” das coisas …que não são “verdade”. Atenção.

RESPONDER

Além de um ícone da ciência, Marie Curie também foi uma heroína de guerra

Marie Curie foi, além de uma cientista conceituada, vencedora de dois prémios Nobel, uma filantropa que usou as suas competências na área da ciência para ajudar a salvar vidas na I Guerra Mundial. Se perguntarmos a …

Incêndios: Costa garante que "nada ficará como dantes", a ministra "não teve férias"

O primeiro-ministro pediu hoje consenso político para a aplicação das recomendações da comissão independente aos fogos de junho e prometeu que, no fim dos incêndios, o Governo assumirá totais responsabilidades na reconstrução do território e …

Mosteiro alemão com 900 anos vai fechar. Não há monges

Um antigo mosteiro na Alemanha, com quase nove séculos de actividade, está prestes a fechar as portas, devido a problemas financeiros e à escassez de monges. À medida que a Igreja Católica vê declinar significativamente o …

Furacão Ophelia com ventos de 150 Km/h faz três mortos na Irlanda

A Irlanda está em alerta vermelho com os ventos provocados pelo furacão a atingirem os 150 km/h. A tempestade provocada pelo furacão Ophelia causou esta segunda-feira a morte de três pessoas na Irlanda, segundo informações da …

Oposição venezuelana não aceita resultados das eleições regionais

O Conselho Nacional Eleitoral dá conta de que o PSUV, o partido no Governo, ganhou em 17 dos 23 Estados do país, nas eleições deste domingo. A aliança opositora venezuelana Mesa de Unidade Democrática (MUD) rejeitou, …

Número de mortos em atentado na Somália já ultrapassou os 300

O número de mortos do violento atentado terrorista registado no sábado em Mogadíscio, capital da Somália, já ultrapassou as três centenas, havendo, porém, a certeza que o total vítimas será ainda maior, indicou fonte médica …

Astrónomos detetam um novo tipo de ondas gravitacionais: "O princípio de uma nova era"

Segundo os cientistas, as novas emissões de radiação agora detetadas são consequência da fusão de duas estrelas de neutrões numa galáxia distante. Uma equipa internacional anunciou esta segunda-feira ter conseguido ver através da luz e das …

Sal no pão vai baixar ainda mais a partir de 2018

O teor de sal no pão vai baixar ainda mais a partir do próximo ano, de acordo com um protocolo que será assinado, esta segunda-feira, entre o Estado e a indústria da panificação e pastelaria. Segundo …

Falsos recibos verdes podem enfrentar "aumento de impostos desumano" em 2018

"Um aumento de impostos desumano", é o que antecipa o fiscalista Mendes da Silva sobre as mudanças no regime simplificado dos trabalhadores independentes, os chamados recibos verdes, que estão previstas no Orçamento de Estado para …

Bancos obrigados a comunicar mais cedo transferências para offshores

Os bancos serão obrigados a comunicar mais cedo à administração tributária a lista das transferências realizadas para contas sediadas em paraísos fiscais sempre que as movimentações ultrapassem os 15 mil euros. As declarações deveriam ser feitas …