O Fundo de Resolução nasceu na troika e está em agonia. Buraco já supera os 7 mil milhões

Darren Riley / Flickr

O Fundo de Resolução foi criado para prestar apoio financeiro às medidas de resolução do Banco de Portugal, mas está em sufoco: as receitas não têm sido suficientes para responder aos pedidos anuais de capital do Novo Banco.

O Fundo de Resolução tem vindo a financiar as resoluções do Banif e do Banco Espírito Santo (BES), através dos seus fundos e com dinheiro emprestado pelo Estado. Segundo a edição desta terça-feira do Jornal de Negócios, estas operações já provocaram um buraco de sete mil milhões.

Nascido em 2012, por imposição da troika, este fundo tem sido alimentado pelas contribuições das instituições participantes, pela receita proveniente da contribuição sobre o setor bancário e pelos rendimentos líquidos apurados em cada exercício.

Quando estes fundos não chegam para apoiar as medida de resolução, é para o Estado que se voltam os holofotes. Foi exatamente o que aconteceu no caso do BES. Na capitalização do Novo Banco, uma vez que o Fundo de Resolução não tinha dinheiro suficiente, pediu um empréstimo de 3,9 mil milhões de euros ao Tesouro.

Mantinha-se a expectativa de que o Fundo de Resolução fosse capaz de pagar grande parte desta dívida ao Estado aquando da venda do Novo Banco, mas as receitas foram muito reduzidas ou nulas. Fruto das negociações, os bancos passaram a ter até 2046 para pagarem a dívida do fundo, usando para isso as receitas das contribuições bancárias.

No mesmo acordo, datado de 2017, quando foi fechada a venda do Novo Banco à Lone Star, ficou fechado que estes créditos iriam pagar uma taxa de juro de 2% até 2021, valor que vai variar a partir desse ano.

Em maio, o primeiro-ministro, António Costa, informou que o Estado já recebeu cerca de 500 milhões de euros em pagamento de juros.

O Fundo de Resolução tem ainda a seu cargo o mecanismo de capitalização contingente, que prevê que o fundo injete até 3,89 mil milhões de euros no Novo Banco. Até agora, o banco pediu 2,9 mil milhões de euros ao Fundo de Resolução.

Mas, de acordo com o Negócios, as receitas do fundo não têm sido suficientes para cumprir esta obrigações, pelo que o Estado emprestou, nos últimos dois anos, o máximo previsto: 850 milhões de euros.

Todos estes cheques têm vindo a agravar o buraco do Fundo de Resolução. No ano passado, superou a fasquia dos 7 mil milhões de euros e os prejuízos foram superiores a 100 milhões.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Portugal é um dos cinco países da Europa onde a pandemia está a recuar

Portugal é um dos cinco países da Europa onde a pandemia está a recuar, de acordo com o mais recente relatório do Centro Europeu de Controlo e Prevenção de Doenças (ECDC) esta terça-feira divulgado. O …

Ryanair desregulou escalas dos trabalhadores que rejeitaram cortes em Portugal

A Ryanair desregulou o regime de escalas habitual à "pequena minoria" de trabalhadores que recusou os cortes da empresa na sequência da pandemia de covid-19, retirando-lhes qualquer direito a bónus, segundo documentos a que a …

Vieira quer oferecer Bruno Henrique a Jorge Jesus

Embora Jorge Jesus não tenha pedido a contratação de Bruno Henrique, o presidente benfiquista quer comprar o avançado brasileiro como prenda para o novo treinador. Luís Filipe Vieira está a estudar a contratação de Bruno Henrique, …

"Dimensão ética". Presidente do Novo Banco enviou uma carta a Marques Mendes a explicar o seu silêncio

Debaixo de fogo depois de serem reveladas as perdas avultadas relacionadas com a venda da carteira de imóveis do Novo Banco, António Ramalho enviou uma carta a Luís Marques Mendes, comentador da SIC, a explicar …

Ministério Público quer Jorge Jesus a testemunhar contra Rui Pinto

O Ministério Público (MP) quer que o treinador português Jorge Jesus testemunhe em tribunal contra o "pirata informático" Rui Pinto, que esta semana deixou a prisão domiciliária com a obrigação de se apresentar semanalmente à …

Guarda-redes do Atlético de Madrid já não escapa ao Sporting

O Sporting conseguiu, nas últimas horas, ultimar os detalhes do contrato que trará o guarda-redes espanhol António Adán para Alvalade. O jornal desportivo Record avança esta terça-feira que o contrato está a ser ultimado, adiantando que …

Dois agentes da PSP detidos em flagrante por tráfico de cocaína escondida em contentores de bananas

As autoridades portuguesas detiveram em flagrante quatro cidadãos nacionais por tráfico de droga, dois dos quais eram agentes da PSP em Faro. Fonte do gabinete de relações públicas da PSP adiantou à agência Lusa, que …

"Formiga do inferno." Descoberto fóssil preservado em âmbar com 99 milhões de anos

Uma equipa internacional de cientistas encontrou um fóssil preservado em âmbar que ilustra o exato momento em que uma formiga pré-histórica devora a sua presa. De acordo com o artigo científico, publicado recentemente na Current Biology, …

Isabel dos Santos deixa administração da operadora angolana Unitel

A empresária angolana Isabel dos Santos anunciou esta terça-feira que vai deixar o seu lugar na administração da operadora de telecomunicações Unitel. “Após 20 anos dedicados à criação, ao desenvolvimento e ao sucesso da Unitel, optei …

Rússia regista primeira vacina contra coronavírus (e filha de Putin já a tomou)

A Rússia tornou-se esta terça-feira o primeiro país do mundo a registar uma vacina contra o novo coronavírus, anunciou o presidente russo, Vladimir Putin, acrescentando que uma das suas filhas já foi inoculada. "Esta manhã foi …