Nuvens brilhantes invadiram o céu de Espanha. Foi um “espetáculo quase inédito”

Este fim de semana, as nuvens noctilucentes (que em latim significa “brilho noturno”) ou nuvens mesosféricas polares foram vistas em Espanha.

Surgem antes do amanhecer ou depois do pôr do sol, a sua cor varia normalmente entre o prateado e o azul elétrico e são um fenómeno comum durante o verão nas áreas mais altas do hemisfério norte. Contudo, desta vez, invadiram os céus do nosso país vizinho.

O fenómeno foi captado em várias regiões como Pamplona, Saragoça, La Rioja, Sória, Santander, Pirenéus, mas também mais a sul, em Madrid. Não é a primeira vez que estas nuvens luminosas são vistas na Península Ibérica mas nunca tinham sido avistadas em tantos lugares diferentes, de acordo com Ruben del Campo, um especialista em nuvens e porta-voz da Agência Estatal de Meteorologia de Espanha.

As nuvens noctilucentes são as mais altas da atmosfera terrestre, uma vez que se situam em altitudes entre os 75 e os 90 quilómetros. No entanto, o seu mecanismo de formação ainda não está totalmente explicado. Os investigadores acreditam que as nuvens noctilucentes são constituídas por cristais de gelo extremamente pequenos, podendo formar-se a partir das poeiras cósmicas, como por exemplo restos de meteoritos que se desintegram ao entrar na atmosfera.

O fenómeno, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), muitas vezes confundido com outro tipo de nuvens chamado cirros ténues. No entanto, estas nuvens estão mais altas na mesosfera, quando grande parte das nuvens se forma na troposfera, a camada atmosférica mais próxima do solo.

“Quando a parte mais baixa da atmosfera já escureceu, as mais altas continuam iluminadas por um sol já oculto no horizonte”, aponta o Ruben Del Campo, que chamou ao fenómeno um “espetáculo quase inédito”.

Apesar de ainda não haver uma resposta clara sobre o motivo para estas nuvens terem sido vistas em Espanha, o investigador espanhol explica que “o mais provável é que tenham estado mais brilhantes que o habitual”.

O fenómeno foi descrito pela primeira vez em 1885, dois anos depois da erupção do vulcão Krakatoa, na Indonésia, que lançou para a atmosfera toneladas de vapor de água, o que pode ter contribuído para aumentar o brilho destas nuvens e permitir uma melhor observação.

Ao El País, Josep María Trigo Rodríguez, astrónomo e astrofísico de Ciências do Espaço do Conselho Superior de Investigação Científica de Espanha, indicou que “às vezes com um único evento meteórico suficientemente grande, como por exemplo um bólido [meteoritos brilhantes e inflamados], poderia justificar-se algo assim, mas não parece tão luminoso”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Sondas da missão a Mercúrio vão passar pela Terra (e vão ser visíveis a olho nu)

A missão conjunta europeia e japonesa BepiColombo está a caminho de Mercúrio. Porém, para chegar lá, terá de passar novamente pela Terra. Este evento acontecerá em 10 de abril e as pessoas nas latitudes do sul …

Xiaomi lança máscara elétrica que carrega via USB

A pandemia de Covid-19 tem impulsionado o surgimento de alguns recursos melhorados para fazer face ao combate do novo coronavírus. É o caso da nova máscara de esterilização elétrica da Xiaomi, que carrega via USB. A …

Em paradeiro incerto, ministra da Guiné-Bissau diz correr perigo de vida

Ruth Monteiro, ministra da Justiça e dos Negócios Estrangeiros no Governo da Guiné-Bissau deposto no golpe do dia 27 de fevereiro, está em parte incerta e diz correr perigo de vida. De acordo com o semanário …

Ovelhas e bactérias estão a ajudar a combater o coronavírus

Anticorpos que podem ajudar a combater o SARS-CoV-2, o vírus que causa a covid-19, estão a ser testados em ovelhas. Estes podem ser usados para desenvolver testes de diagnóstico. O SARS-CoV-2, o vírus que causa a …

Marcelo sai uma vez por semana, usa máscara e luvas nas compras (e passa a Páscoa em Belém)

O Presidente da República afirmou este sábado que, para se proteger do surto de covid-19, só sai em trabalho uma vez semana, usa máscara nas compras e vai passar a Páscoa confinado no Palácio de …

A procura por sumo de laranja está a disparar (e a culpa é do coronavírus)

A procura por sumo de laranja tem disparado nos últimos tempos, muito devido à pandemia de covid-19. As pessoas querem reforçar o seu sistema imunitário. Já quase ninguém está indiferente à ameaça da pandemia de covid-19, …

Nove pessoas com covid-19 curadas após receberem plasma de doentes recuperados

Pelo menos nove pessoas internadas nos cuidados intensivos em Itália com covid-19 já foram curadas, depois de receberem plasma de pacientes recuperados. De acordo com o jornal italiano Corriere della Sera, os doentes receberam o plasma …

Grace tem seis anos e pode ser a autora mais nova de sempre de um artigo científico

Uma menina de seis anos, que vive na Austrália, pode ser a autora mais nova de sempre a ter um artigo científico publicado numa revista da especialidade. Grace Fulton tem uma enorme paixão por animais e, …

Geco encheu Lisboa com autocolantes (e a polícia de Roma está a pedir ajuda para o encontrar)

A polícia de Roma está a pedir ajuda à Associação Vizinhos de Lisboa para encontrar o graffiter Geco, cujas pinturas e autocolantes se podem ver por toda a capital portuguesa, e que está em investigação …

TikTok "esconde" publicações de pessoas feias e pobres para atrair novos utilizadores

O TikTok deu indicações aos seus moderadores para 'esconder' as publicações de utilizadores feios, pobres ou com deficiências. As suas audiências eram manipuladas para que os seus vídeos fossem vistos por menos pessoas. Antes conhecido como …