Seis crianças infetadas em surto em infantário nas Caldas da Rainha. Hospital de Gaia diagnostica mais 5

hocolibrary / Flickr

O número de crianças infetadas num infantário das Caldas da Rainha aumentou para seis, disse esta terça-feira à agência Lusa o presidente da câmara. No mesmo dia, cinco crianças deram positivo no teste para covid-19 no Hospital de Gaia.

“Dos resultados conhecidos hoje, houve um teste que deu positivo para uma criança que frequentava o infantário e que totaliza assim seis crianças infetadas”, disse esta terça-feira à Lusa o presidente da Câmara das Caldas da Rainha, Fernando Tinta Ferreira.

No âmbito do surto com origem num infantário há ainda mais sete pessoas infetadas (duas educadoras e um motorista) e quatro familiares das crianças, de acordo com o autarca.

Além deste surto há um outro detetado no lar do Montepio Rainha D. Leonor, nas Caldas da Rainha, com um total de 26 pessoas infetadas (23 utentes e três funcionários).

O lar do Montepio Rainha D. Leonor acolhe 59 idosos e emprega 50 pessoas. Todos, utentes e funcionários, foram testados em 26 de junho e grande parte testados no dia 3 pela segunda vez, dado haver “pessoas que deram negativo no primeiro teste e passados uns dias deram positivo”, afirmou Fernando Tinta Ferreira.

Já no caso do infantário, “há uns dias uma criança apareceu com sintomas, fez o teste e foi detetado Covid”, o que levou também a realização de testes a todas as crianças e funcionários.

Entre segunda e terça-feira foram conhecidos os resultados de cerca de 30 dos 40 testes realizados, todos com resultados negativos, à exceção de uma criança.

Para já, não há ninguém hospitalizado”, disse o autarca, que aguarda ainda o resultado de cerca de uma dezena de testes.

Entretanto, em declarações à Renascença, o Centro Hospitalar Gaia/Espinho confirmou que cinco crianças foram diagnosticadas com covid-19. Nenhum dos menores está internado. Não é conhecida a idade das crianças, se há mais a serem testadas e qual o foco de infeção.

Hospital Dona Estefânia nunca teve tantas crianças infetadas

De acordo com a Renascença, o Hospital Dona Estefânia, em Lisboa, nunca teve tantas crianças e jovens infetados com covid-19 como no último mês. Em junho, recebeu cerca de uma centena de menores, quase tantos como nos três meses anteriores.

“Março, abril e maio tinha 160 doentes e durante o mês de junho tenho 260 doentes. Internei mais 100. Durante este período temos tido um número maior de casos. Felizmente a maior parte está em domicílio. Nesta altura, estão cinco doentes internados, que é a média que se tem mantido”, disse Maria João Brito, responsável da unidade de infeciologia do hospital.

Em geral, a evolução nos mais novos é benigna, mas há casos de complicações. Já houve registo de três casos de Síndrome Inflamatório Multi-Sistémico em adolescentes.

Para Maria João Brito, o desconfinamento é um fator revelante no aumento dos números. A responsável disse ainda que há adolescentes a receber acompanhamento psicológico.

Em Portugal, morreram 1.629 pessoas das 44.416 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde. Até 2 de julho tinham já sido registados 3.030 casos de infeção em menores de 19 anos.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 539 mil mortos e infetou mais de 11,69 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo o último balanço feito pela agência francesa AFP.

ZAP ZAP // Lusa

 

 

 

PARTILHAR

RESPONDER

Morreu Bunny Wailer, derradeiro ícone do reggae

O cantor e percussionista jamaicano Bunny Wailer, uma lenda do reggae, morreu esta terça-feira, aos 73 anos, no Andrew’s Memorial Hospital de Kingston, o que marca o fim de uma época para este movimento musical. A …

Exilados sauditas sentem-se em perigo após dissidente desaparecer no Canadá

Exilados sauditas no Canadá temem que o dissidente que está de volta ao país de origem tenha sido forçado a revelar informações sobre a comunidade exilada. De acordo com o jornal Público, os exilados sauditas no …

Internamentos voltam a diminuir. Há mais 979 casos e 41 mortes

Portugal registou esta quarta-feira 979 novos casos de infeção por covid-19 e mais 41 mortes, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS), nas …

Festas ilegais aumentaram nos últimos 15 dias. PSP já deixa avisos para a Páscoa

Numa altura em que a população já está confinada há mais de um mês, a tendência é cada vez mais para sair de casa e procurar algum contacto social. Por isso mesmo, a PSP já …

Pediatras pedem reabertura urgente das escolas. Professores querem ser consultados na elaboração do plano

A Sociedade Portuguesa de Pediatria defende a reabertura urgente das escolas especialmente o ensino pré-escolar e nos 1º e 2º ciclos do ensino básico, chamando a atenção para as consequências do fecho no desenvolvimento das …

Ventura propõe tirar subvenções a políticos condenados a mais de três anos de prisão

O deputado único do Chega entregou esta terça-feira no parlamento um projeto de lei para retirar, incluindo retroativamente, as subvenções vitalícias a ex-titulares de cargos políticos condenados por crimes "com pena de prisão superior a …

PGR analisa carta que culpa o Governo por "borla fiscal" à EDP na venda de barragens

O Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP) está a analisar uma carta do Movimento Terra de Miranda que questiona a autorização dada pelo Governo à venda de seis barragens transmontanas por parte da …

Biden prevê vacinas para todos os adultos antes do fim de maio

Joe Biden assegura que até maio o país terá vacinas suficientes contra o covid para todos os adultos do país, dois meses antes do previsto. O presidente do EUA anunciou que até ao final de maio …

Pandemia não é “uma competição ou um concurso de beleza entre países”

O presidente da Aliança Global para as Vacinas (GAVI), Durão Barroso, defende que o processo de vacinação mundial contra a covid-19 não deve ser “uma competição ou um concurso de beleza entre países” e lança …

Sarkozy admite recorrer ao Tribunal Europeu dos Direitos Humanos

O ex-Presidente francês admite recorrer ao Tribunal Europeu dos Direitos Humanos contra a sua condenação a três anos de detenção, um em prisão efetiva, por corrupção e tráfico de influência. Numa entrevista ao jornal Le Figaro, …