Novo trailer de ‘The Witcher’ promete um ambicioso épico de fantasia

Entrando no espirito de Halloween, a Netflix partilhou um novo trailer de The Witcher, a sua grande aposta no género de fantasia que pretende ocupar o vazio deixado por Game of Thrones.

Melhor ainda, o trailer veio acompanhado da data de estreia da temporada: todos os oito episódios de The Witcher vão estar disponíveis a 20 de dezembro na Netflix, mesmo a tempo do natal.

Baseada nos livros de Andrzej Sapkowski, The Witcher conta com Henry Cavill no papel de Geralt of Rivia. Geralt é o titular Witcher: um caçador de monstros freelancer cujas habilidades foram melhoradas através de perigosas mutações.

A série acompanha Geralt, a feiticeira Yennefer (Anya Chalotra) e a princesa Ciri (Freya Allan) à medida que os seus caminhos pelo “Continente” se cruzam. Para além do vídeo promocional, Geralt, Yen e Ciri podem ser vistos nas novas imagens lançadas pela Netflix.

O mundo de The Witcher envolve uma conjunção entre folclore, magia e intriga política, onde raramente existe uma resposta certa e nada é o que inicialmente aparenta. A série  foi anunciada em 2017 após vários rumores, e conta com a produtora Lauren S. Hissrich (The Defenders, Daredevil, Umbrella Academy) como showrunner.

A realização dos oito episódios foi distribuída por Ali Sakharov (Game of Thrones), Charlotte Brändström (The Man in the High Castle, Outlander), Alex Garcia Lopez e Marc Jobst (Punisher, Daredevil).

Netflix

Geralt of Rivia (Henry Cavill) e Renfri (Emma Appleton) em The Witcher

The Witcher: da Polónia para o mundo

A saga de livros do autor polaco Andrzej Sapkowski que inspira a série começou nos anos 80 com pequenos contos, lançados em revistas de fantasia, antes dos romances que constituem a história principal.

The Witcher ganhou popularidade na Polónia, onde já foi adaptada para um filme e série limitada, na altura traduzido como The Hexer.

Contudo, a série apenas ganhou visibilidade internacional com o lançamento da trilogia de jogos do mesmo nome, produzida pelo estúdio polaco CD Projekt RED. Ao contrário da série da Netflix, os jogos não são uma adaptação direta dos livros, passando-se anos depois.

O último jogo da série, The Witcher 3: Wild Hunt (2015), é considerado um dos melhores jogos de sempre, e catapultou a franchise para um novo nível de reconhecimento. O sucesso dos jogos levou à tradução e publicação dos livros em várias línguas, incluindo português, pela editora Saída de Emergência.

CD Projekt RED

The Witcher 3: Wild Hunt (2015)

Um bom mau negócio

Por contraste à adaptação da Netflix, Sapkowski desaprova até hoje tanto as adaptações polacas como os jogos da CD Projekt RED. Inicialmente, o autor cedeu os direitos por um pagamento imediato, sem qualquer expectativa da popularidade que viriam a ter.

Em 2018, o autor tentou processar a produtora, procurando receber royalties das cerca de 30 milhões de cópias que a trilogia de jogos vendeu até à data.

O caso foi resolvido através de um acordo que garantiu a Sapkowski algumas royalties passadas e futuras, e deu a possibilidade à CD Projekt RED de manter a licença para projetos futuros, incluindo o spin-off Gwent: The Witcher Card Game.

O mais recente livro na saga, Season of Storms, foi lançado em 2013, e traduzido para inglês em 2018.

PARTILHAR

RESPONDER

Tal como os humanos, há animais que podem sofrer ataques cardíacos (mas é raro)

Todos os dias milhões de pessoas no mundo são vítimas de ataques cardíacos. Mas será possível que também os animais possam passar por isto? Um ataque cardíaco ocorre quando um vaso sanguíneo que distribui sangue oxigenado …

Antigos corais revelam terramoto em "câmara lenta". Durou 32 anos

Uma equipa de investigadores descobriu um terramoto em "câmara lenta" que durou 32 anos - o mais lento já registado. O sismo levou eventualmente ao catastrófico terramoto de Sumatra em 1861. Terramotos de "câmara lenta" ou …

Astrónomos encontram uma das mais antigas estrelas do Universo

Uma equipa de investigadores descobriu uma estrela gigante vermelha a 16 mil anos-luz de distância que parece ser um membro da segunda geração de estrelas do Universo. Embora tenhamos uma boa compreensão da forma como o …

Marinha dos EUA está a desenvolver drones para matar ovos em ninhos de pássaros selvagens

A Marinha norte-americana e a empresa Hitron Technologies uniram esforços para desenvolver um drone autónomo projetado especificamente para procurar e destruir o maior inimigo da Marinha: os pássaros. Os drones, que estão já a ser testados …

Cientistas criam hologramas que se movem pelo ar

Uma equipa de cientistas da Universidade Brigham Young, nos Estados Unidos, conseguiu desenvolver um holograma que projeta imagens em movimento. Se é fã de Star Treck, ficará impressionado com a mais recente inovação. Um grupo de …

Gangue detido por falsificar a especiaria mais cara do mundo

As autoridades espanholas detiveram um gangue que fazia milhões de euros por ano a falsificar a especiaria mais cara do mundo: o açafrão. Os 17 membros da quadrilha foram detidos na região de Castela-Mancha. Os criminosos …

Santuário medieval recebe escultura em pedra que usa máscara contra a covid-19

Uma catedral histórica do Reino Unido renovou um santuário do século XIV, acrescentando um detalhe que coloca em evidência o momento pandémico que o mundo vive. Agora, a nova escultura está a usar uma máscara …

Aos 10 anos, Adewumi chegou à elite mundial do xadrez (e fugiu ao Boko Haram)

Tanitoluwa Adewumi foi perseguido pelo Boko Haram, fugiu da Nigéria e foi sem-abrigo nos Estados Unidos. Agora, com apenas 10 anos, chegou à elite mundial do xadrez. Grande Mestre é um dos títulos vitalícios concedidos pela …

Hegemonia económica da China cada vez mais longe. Queda demográfica coloca Pequim sob pressão

O objetivo do país é tornar-se na maior potência económica do mundo nos próximos anos, mas a corrida pela hegemonia - disputada com os EUA - pode não ser uma meta fácil de alcançar. O …

Miss Universo 2021. Concorrente da Singapura usa roupa com o slogan "Stop Asian Hate"

Bernadette Belle Ong, uma concorrente do Miss Universo 2021, vestiu uma roupa com as cores de Singapura que continha as palavras Stop Asian Hate ("parem com o ódio contra os asiáticos"). Bernadette Belle Ong aproveitou o …