Novo regulamento interno sem directas abre polémica no PS

SedeNacionalPartidoSocialista / Facebook

O secretário-geral do PS, António Costa

O secretário-geral do PS, António Costa

O novo regulamento eleitoral interno do PS aprovado na Comissão Nacional deste sábado está a causar controvérsia entre os militantes socialistas.

A polémica resultou da aprovação, durante a reunião da Comissão Nacional do partido, de alterações ao regulamento interno do PS que, segundo alguns ex-dirigentes socialistas, deixam de prever eleições directas na escolha de candidatos a presidentes de câmaras ou candidatos a deputados

O Secretariado Nacional do PS rejeita, no entanto, estas acusações.

As alterações aos regulamentos aprovadas este sábado, mereceram apenas os votos contra de 3 dos militantes presentes, ligados à anterior direcção, liderada por António José Seguro: Fonseca Ferreira, David Santos e Pedro Caetano.

Em Março de 2012, António José Seguro fez aprovar, no âmbito de uma revisão aos estatutos do PS, a possibilidade de eleições directas quando numa concelhia existisse mais do que um candidato socialista a presidente de câmara.

Também em relação à escolha dos candidatos socialistas a deputados à Assembleia da República, o regulamento de Seguro previa a possibilidade de eleições directas nas federações, caso fossem apresentadas listas alternativas, subscritas por 10% dos militantes com capacidade eleitoral na Federação em causa e por 1/3 dos membros da Comissão Política respectiva.

Mas no novo regulamento interno do PS, aprovado pela Comissão Nacional agora liderada por António Costa, a designação para cargos políticos compete “à Assembleia Geral da secção de residência, relativamente aos candidatos às assembleias de freguesia, e à Comissão Política Concelhia, quando se trate de cargos de âmbito concelhio”.

Os cargos políticos são designados “pela Comissão Política da Federação Distrital, quando se trate de cargos de âmbito distrital, pela Comissão Política da Federação Regional, quando se trate de cargos de âmbito regional, e pela Comissão Política Nacional, quando se trate de cargos de âmbito nacional ou europeu”.

“As designações do primeiro candidato a cada Assembleia de Freguesia bem como do candidato à presidência de Câmara Municipal são ratificadas respectivamente, pela Comissão Política Concelhia e pela Comissão Política da Federação”, lê-se ainda no novo regulamento.

O novo regulamento salvaguarda a realização de eleições primárias, abertas a simpatizantes, apenas para a “escolha de candidatos a titulares de cargos políticos nos termos e condições estabelecidos em regulamento, por deliberação da Comissão Política Nacional, por sua iniciativa ou a solicitação das correspondentes estruturas do partido”.

Alguns ex-dirigentes socialistas classificam estas alterações, que aumentam os poderes dos secretariados das concelhias e das federações, como um “enorme retrocesso” em relação à prometida abertura do PS à sociedade civil, após as eleições primárias de Setembro de 2014.

Mas o secretário nacional do PS para a Organização, Hugo Pires, citado pelo Público, realça que esta revisão de estatutos foi aprovada na sequência do último congresso nacional do PS.

“Se alguém só deu agora por essas mudanças, andou um ano distraído”, diz o dirigente.

ZAP

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Isso é lá com eles, que se matem e que se esfolem.A única coisa q interessaria era que pra poder exercer um cargo político seja ele qual for não deveria ser necessário pertencer a um partido

RESPONDER

Contas do Metro de Lisboa podem ter “buraco” de três mil milhões, alerta auditoria

As contas do Metropolitano de Lisboa (ML) referentes a 2018, enviadas esta quinta-feira pela empresa pública à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), podem evidenciar um eventual "buraco" de quase três mil milhões de …

Rackete fica em liberdade e apela em tribunal para a ação da UE

A capitã do navio humanitário Sea Watch 3 Carola Rackete, suspeita em Itália de ajuda à imigração ilegal, regressou esta quinta-feira a um tribunal na Sicília para ser ouvida pela justiça italiana. Carola Rackete, a capitã …

“Ganhou um Nobel porquê?”, perguntou Trump a Nadia Murad

Na sala Oval, na Casa Branca, cheia de sobreviventes de perseguição religiosa, o presidente dos EUA falou com cada um, ouviu vários pedidos de ajuda.  Quando chegou a vez Nadia Murad, que ganhou em conjunto com …

Sismo de magnitude 5 atinge Atenas. Há partes da cidade sem eletricidade

Um sismo de magnitude 5,1 na escala de Richter foi esta sexta-feira sentido em Atenas, informou o Centro Sismológico Euro-mediterrânico, existindo relatos de que muitas pessoas saíram a correr para as ruas da capital grega. O …

Jerónimo acusa PS de se encostar à direita para impor “malfeitorias” aos trabalhadores

O secretário-geral do PCP afirmou esta quinta-feira que o país continua a ter uma distribuição de rendimentos injusta apesar dos avanços dos últimos quatro anos e acusou o PS de voltar a encostar-se à direita …

Inspetores da PJ entregam pré-aviso de greve (e fazem ultimato a Costa)

A Associação Sindical dos Funcionários de Investigação Criminal dá uma semana ao Governo para alterar estatuto profissional dos polícias, caso contrário, não desmarca a greve. A Associação Sindical dos Funcionários de Investigação Criminal (ASFIC) da Polícia …

Ministro coloca Chefe das Forças Armadas em sentido e abre-lhe a porta da saída

O ministro da Defesa desdramatiza as declarações do Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas (CEMGFA) que falou numa situação "insustentável". João Gomes Cravinho fala em "infelicidade na linguagem" e diz que se o CEMGFA …

Falta de controlo. Gestão de donativos de Pedrógão arrasada pelo Tribunal de Contas

A auditoria do Tribunal de Contas detetou graves falhas nas decisões de fundo gerido pelo Estado, destinado à reconstrução das casas em Pedrógão Grande. A auditoria do Tribunal de Contas ao Fundo Revita - criado pelo …

Vingança pode ter motivado o atentado ao estúdio de animação no Japão

O autor do atentado ao estúdio de animação em Quioto terá dado a entender às autoridades que agiu por vingança quando lançou o incêndio que levou à morte de 33 pessoas. Segundo as fontes da Jiji …

Presidente da TAP fala em "fake news" sobre os enjoos nos aviões A330neo

Apesar de ter admitido os relatos de enjoos, o presidente da TAP, Antonoaldo Neves, disse que ainda não foi comprovada a correlação com os cheiros estranhos detetados. O presidente executivo da TAP falou esta quinta-feira por …