/

Novo comboio sustentável do Reino Unido é movido por resíduos humanos e animais

1

Ultra Light Rail Partners

O protótipo do BioUltra foi lançado em julho

O BioUltra é o novo comboio ecológico, movido por resíduos humanos e animais, no qual será possível viajar por um preço “acessível” no Reino Unido.

Os engenheiros por trás do BioUltra, da empresa Ultra Light Rail Partners, pretendem substituir os elétricos e comboios do Reino Unido por alternativas movidas a biometano, para ajudar o meio ambiente e tornar os meios de transporte mais sustentáveis, relata o The Independent.

O biometano é um tipo de biocombustível derivado de vários produtos residuais, incluindo esgotos, resíduos de produção agrícola, estrume animal e resíduos alimentares – que são decompostos por bactérias e produzem um gás que, por sua vez, é usado como um combustível alternativo mais limpo.

Apesar de o biometano libertar carbono para a atmosfera, os apoiantes desta tecnologia argumentam que isso iria acontecer de qualquer forma através de processos naturais e, por isso, usá-lo como combustível irá simplesmente dar aos componentes uma nova vida, evitando a combustão de combustíveis fósseis.

A Ultra Light Rail Partners recebeu 60 mil libras do Fundo de Inovação Sustentável do governo do Reino Unido para desenvolver este comboio, que terá capacidade para transportar até 120 passageiros.

Além disso, a empresa adicionará luzes ultra-violeta e uma filtragem do ar altamente eficaz para ajudar a conter a propagação do novo coronavírus, revelou a Black Country Chamber of Commerce, uma organização sem fins lucrativos que fornece apoio financeiro a novos negócios.

“Este é um voto de confiança no nosso negócio, que se foca totalmente na oferta de viagens em meios de transporte leves e acessíveis, como uma alternativa confortável, moderna, confiável e segura às viagens de carro”, disse Beverley Nielsen, presidente da Ultra Light Rail Partners, num comunicado.

“Queremos ser capazes de levar esta alternativa a cidades maiores e mais pequenas do Reino Unido, para que possam retirar os veículos poluentes das suas cidades, melhorando a qualidade de vida de todos”, acrescentou.

A Sustainability West Midlands descobriu recentemente que a redução em 50% dos níveis de apenas um poluente – PM2.5 – evitaria até 952 mortes por ano nas West Midlands.

  Sofia Teixeira Santos, ZAP //

1 Comment

  1. “60 mil libras do Fundo de Inovação Sustentável do governo do Reino Unido”?!? Deve haver aqui um engano. Para um projeto desses isso não é um subsídio, mas uma gorjeta… Não serão antes 60 milhões de libras?

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE