Novo Banco quer extinguir 1.000 postos de trabalho

Novo Banco

Eduardo Stock da Cunha, Presidente do Conselho de Administração do Novo Banco

Eduardo Stock da Cunha, Presidente do Conselho de Administração do Novo Banco

Comissão de trabalhadores diz que a administração do Novo Banco pretende cortar mil postos de trabalho, entre os quais 500 serão afastados através de um despedimento coletivo.

A administração do Novo Banco esteve reunida esta quinta-feira com a comissão de trabalhadores, da qual saiu a intenção de cortar mil postos de trabalho, 500 dos quais em despedimento coletivo, revela o Jornal de Negócios.

“No seguimento do plano de reestruturação imposto pela União Europeia e que já se encontra em curso, o banco terá que reduzir em 2016, cerca de 1000 postos de trabalho, sendo suposto que 500 sejam através do recurso a um despedimento colectivo“, diz a comissão de trabalhadores em comunicado.

Ainda não é certo quais vão ser os critérios utilizados por Eduardo Stock da Cunha para a extinção destes postos de trabalho, nem quais “as estruturas que poderão vir a encerrar”.

Por sua vez, a comissão de trabalhadores, liderada por Carlos Gonçalves, tem uma posição muito clara sobre esta decisão.

“Informámos que não aceitamos nem pactuamos, de forma alguma, com despedimentos coletivos no nosso banco”, adianta o documento.

“Os trabalhadores do Novo Banco são profissionais sérios e honestos, não tendo quaisquer responsabilidades sobre o que se passou com o BES, em Agosto de 2014”, pode ainda ler-se.

“Solicitamos a todos os trabalhadores que não assinem qualquer documento, sem previamente consultarem a comissão nacional de trabalhadores ou o seu sindicato”, refere.

Esta decisão surge depois de terem sido revelados os resultados do “banco bom” em 2015, ou seja, um prejuízo de 980,6 milhões de euros.

A comissão de trabalhadores vai pedir audiências com o primeiro-ministro António Costa, os ministros das Finanças e do Trabalho, com os grupos parlamentares e ainda com o governador do Banco de Portugal.

A ideia é “manifestar o absoluto repúdio com esta tentativa de despedimento coletivo”, pode ler-se no documento da comissão, que já veio expressar que a nacionalização do banco é o caminho a seguir.

ZAP

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. A União Europeia (supostamente…) exige o despedimento, mas… exige que o emprego aumente! Em que ficamos?

    Quanto aos postos de trabalho… É assim que se consegue excelentes resultados. O lucro começa logo a aparecer… Porque será?

  2. Pelos vistos já estão a fugir à estratégia do governo que tanto condenou na oposição o desemprego e a saída de milhares de portugueses do país esquecendo-se das causas da desgraça, agora pelos vistos em breve devem estar por aí todos de regresso mas com notícias destas duvido imenso que as promessas se tornem realidade.

RESPONDER

Se recebeu uma chamada da Tunísia, não devolva. É fraude

Clientes de várias operadoras nacionais têm recebido, nas últimas semanas, um "anormal" volume de chamadas internacionais. As operadoras suspeitam de fraude. Segundo o Jornal de Notícias, várias pessoas têm recebido chamadas de u número internacional que …

FMI avisa que vêm aí "tempos sombrios" e que "todos vão sofrer"

Kristalina Georgieva, chefe do Fundo Monetário Internacional (FMI), avisou que os próximos tempos serão sombrios e que todos irão sofrer. Numa introdução às reuniões da primavera do FMI e do Banco Mundial, que decorrem entre 14 …

Merkel pede paciência: situação continua "frágil"

Angela Merkel pediu paciência aos alemães e admitiu que "não será necessário" impor no país medidas mais rigorosas de confinamento. A chanceler alemã, Angela Merkel, apelou esta quinta-feira à paciência dos alemães, num momento de crescente …

Detido bilionário chinês que criticou Presidente Xi Jinping. Estava desaparecido há um mês

O bilionário chinês Ren Zhiqiang que criticou a forma como Presidente da China, Xi Jinping, lidou com a pandemia, está sob custódia das autoridades chinesas devido a uma investigação em que é o principal suspeito. …

Bloqueio dos coronabonds pela Holanda é "irresponsável"

Jean-Claude Juncker, antigo presidente da Comissão Europeia, considera que o bloqueio pela Holanda do uso do Mecanismo Europeu de Estabilidade é "irresponsável". O antigo presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, considerou esta quinta-feira “irresponsável” o bloqueio …

Creche recusou receber filho de enfermeira por falta de funcionários. Meteram baixa

A creche e pré-escolar "Voar mais alto", em Setúbal, recusou receber uma criança de três anos, filha de uma enfermeira, por falta de funcionários. A notícia é avançada esta quinta-feira pelo Observador que adianta que as …

Subsídio por assistência a filhos vai ser pago 100% em toda a função pública

O subsídio por assistência a filho sobe de 65% para 100% do salário aos funcionários públicos inscritos na Caixa Geral de Aposentações. O Governo aprovou, esta quinta-feira, um diploma que aumenta o subsídio por assistência …

Espanha avança com novo prolongamento do estado de emergência. Contágios em Itália voltam a subir

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, avançou que dentro de quinze dias terá de voltar ao parlamento para prolongar o estado de emergência por mais duas semanas. Depois de afirmar que Espanha não terá ainda "posto fim …

Boris Johnson saiu dos cuidados intensivos

O primeiro-ministro britânico saiu dos cuidados intensivos, avançou Downing Street. De acordo com o comunicado, Boris Johnson está "muito bem-disposto". Boris Johnson saiu esta tarde dos cuidados intensivos, segundo um comunicado de Downing Street. O primeiro-ministro …

SEF instaurou inspeção interna à morte de ucraniano, mas não detetou suspeitas de crime

Esta quarta-feira, o ministro da Administração Interna prestou esclarecimentos sobre a morte de um cidadão ucraniano à guarda do SEF, no aeroporto de Lisboa, na Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias. Eduardo Cabrita considerou …