Novo Banco. Marcelo contraria Centeno e diz que há dinheiro dos contribuintes envolvido

José Sena Goulão / Lusa

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa

O Presidente da República insistiu que deve haver uma auditoria às contas do Novo Banco que abranja o período após a resolução do Banco Espírito Santo (BES), porque “há dinheiro dos contribuintes direta e indiretamente envolvido”.

A minha opinião mantém-se. Isto é, há dinheiro dos contribuintes direta e indiretamente envolvido – diretamente envolvido através da Caixa Geral de Depósitos (CGD), indiretamente envolvido através de financiamentos que vão aumentar a dívida pública do Estado -, importa apurar o que se passou”, afirmou.

Marcelo Rebelo de Sousa, que falava no final de uma visita a uma associação, em Lisboa, reiterou que “faz sentido uma auditoria” à gestão do banco “não apenas na pré-história, isto é, até à resolução, mas depois da resolução, porque é neste momento que se trata de saber se é preciso mais dinheiro ou não, e isso é preciso saber para o futuro”.

Confrontado com o facto de o primeiro-ministro, António Costa, ter excluído uma auditoria ao período após a resolução do BES com o argumento de que “não cabe ao Governo supervisionar o Banco de Portugal”, o chefe de Estado respondeu: “A mim o que me perguntam é a minha opinião. A minha opinião mantém-se“.

Interrogado se considera legalmente possível uma auditoria ao período pós-resolução, declarou simplesmente: “Eu já disse qual é a minha posição”.

O Presidente repetiu que, “estando envolvido direta e indiretamente dinheiro dos contribuintes”, deve ser apurado “não apenas o que se passou na pré-história, mas o que se passou na história”. “Mais do que isso entendo que não é prudente estar a tecer, por uma razão muito simples: porque todos queremos que a instituição bancária em causa continue a exercer a sua atividade e não haja mais questões no sistema financeiro”.

Em entrevista à RTP, o ministro das Finanças, Mário Centeno, garantiu que “nem um euro dos impostos dos portugueses” vai ser gasto com o Novo Banco.

No dia 1 de março, o Novo Banco anunciou que vai pedir uma injeção de capital de 1.149 milhões de euros ao Fundo de Resolução. No ano passado, para fazer face a perdas de 2017, este banco já tinha recebido uma injeção de capital de 792 milhões de euros do Fundo de Resolução.

No dia 6 de março, a propósito do período em que incidirá a auditoria anunciada pelo Governo ao Novo Banco, o primeiro-ministro declarou que será sobre a fase anterior à resolução do Banco Espírito Santo (BES), salientando que a fase posterior foi “conduzida diretamente” pelo Banco de Portugal.

Não cabe ao Governo supervisionar o Banco de Portugal, nem seria correto o Governo ordenar uma auditoria ao Banco de Portugal”, justificou.

Na altura, questionado sobre a posição do Presidente da República a favor de uma auditoria ao período “desde que foi determinada a resolução”, António Costa disse perceber a posição de Marcelo Rebelo de Sousa, mas sugeriu que “porventura uma comissão parlamentar de inquérito seria mais adequada para fazer a apreciação da atuação do Banco de Portugal neste processo”.

Três dias antes, o Presidente da República tinha-se manifestado de acordo com o pedido de auditoria anunciado pelo Governo às contas do Novo Banco, defendendo que “os portugueses têm o direito de saber o que se passou desde que foi determinada a resolução, já lá vão muitos anos, com sucessivas gestões, e saber concretamente qual o destino do dinheiro dos contribuintes”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

12 COMENTÁRIOS

    • Finalmente a actuar como um autêntico Presidente da República. E ainda bem, porque se não a dupla de mentirosos Costa-Centeno engana os portugueses com uma grande pinta e de forma descarada.

  1. Centeno pensa que pode dizer todas as barbaridades e o pessoal tem que calar e aceitar.
    É claro que o dinheiro é dos contribuintes !
    O Fundo de Resolução não é recapitalizado à velocidade com que os buracos financeiros precisam de dinheiro. O FR nunca terá dinheiro para cobrir as exigências.
    Centeno para os contribuintes, é como o amigo crava, que vai pedindo sempre, com a desculpa de pagar depois … só que o “depois” nunca chegará ! E nesse longínquo “depois”, Centeno já não terá que voltar a responder. Todos os caloteiros conhecem esta manha.

  2. Dr Marcelo,
    Andou 4 anos com esta corja ás costas que passado este tempo até mete dó ouvi-lo,
    Demita-se e leve o governo consigo e ai pode substituir o rigor pelas selfies e beijos.
    Pobrezinho Portugal

    • Nunca tivemos uma dupla “PR – Governo” tão caricata ! Parece “tudo em família” como, aliás, existe no seio do governo.
      Uma relação, que tem, por vezes, tanto de estranho como de anedótico: por vezes o PR abraça e beija e noutra vertente faz a sua panelinha, de braço dado com o governo. É um Portugal pequenino, cheio de mascarados, a comandar os nossos destinos.

    • Claro que não! O Dr. Passos andou a pedir aos portugueses que, para moderar o escalabro do país, teríamos todos que suportar uma austeridade necessária. Tem vindo a ser assim sempre que os governos PS perdem as eleições. O PSD a limpar a m***a, para voltarem os esquerdalhos e usufruírem do que os portugueses pouparam. Tem sido sempre assim. Só não vê quem é pago para comentar a prazer do poder geringonço ou então é ceguinho e tendencioso patético. Disse!

  3. Oh Sr. Marcelo. Gostava de o ouvir perguntar, por exemplo o porquê do dono (responsável) disto tudo não estar preso. Vá lá, mostre que é o presidente preocupado de todos os portugueses.

  4. O senhor Centeno deve-se imaginar algum mágico em finanças mas como a grande maioria dos portugueses já lhe descobriram os truques, “cativações por exemplo” vem agora pretender fazer-nos crer que o dinheiro do FR cai do céu, até se esquece que nos dias de hoje para termos dinheiro no Banco temos que pagar em vez de recebermos juros; desta forma até eu dava num bom ministro de finanças!

  5. Noutro dia tivemos que ir comprar um remedio para o meu sogro porque simplesmente a farmacia do Hospital Beatriz Angelo nao tinha ??? Ja me tinha constado o mesmo no Hospital Santa Maria.Este governo de sucesso faz destas”iniciativas” de cativação de fundos de pessoas doentes.Sera assim que se espera juntar mais de 4 mil milhoes de euros para pagar a má gestão dos C.A. do Novo Banco? Inqueritos para quê? Nunca o fizeram antes mas como estamos em tempo de eleições, lá vai um inquerito para tapar o sol coma peneira.É uma delicia ver o PM a mentir com os dentes todo.

  6. É isso mesmo Senhor Presidente.
    Eles levam-nos o dinheiro sobe o disfarce de taxas de manutenção altas e da obrigação de assinar produtos que depois nos levam ainda mais taxas.

RESPONDER

Se quer um coração saudável, desligue a televisão e tome um bom pequeno-almoço

É conhecida como a refeição mais importante do dia e não é por acaso. Os hábitos de vida que seguimos diariamente têm um impacto direto na nossa saúde vascular. Numa investigação recentemente apresentada na reunião anual …

Determinada temperatura das bebidas que aumenta risco de cancro

Cientistas da Universidade de Ciências Médicas de Teerão publicaram novas provas sobre a relação entre o consumo de bebidas quentes e o cancro do esófago. De acordo com o estudo publicado na revista International Journal of …

Descobertos 83 buracos negros supermassivos no Universo inicial

Astrónomos do Japão, de Taiwan e dos EUA descobriram 83 quasares alimentados por buracos negros supermassivos no universo distante, numa época em que o Universo tinha menos de 10% da sua idade atual. "É notável que …

Joy Milne consegue cheirar a doença de Parkinson antes de ser diagnosticada

Atualmente, não existe nenhum teste diagnóstico definitivo para o Parkinson, mas isso pode mudar graças a Joy Milne, uma mulher que consegue detetar a doença antes que os sintomas apareçam. Parece demasiado bizarro para ser verdade, …

Filho de José Eduardo dos Santos libertado da prisão. Estava preso desde setembro de 2018

O antigo presidente do Fundo Soberano de Angola, José Filomeno dos Santos, que se encontrava em prisão preventiva desde 24 de setembro de 2018, encontra-se já em liberdade, disse hoje à agência Lusa fonte oficial. A …

Naufrágio no Nilo é a primeira prova de que Heródoto não estava a mentir sobre os barcos egípcios

Um navio naufragado encontrado no rio Nilo pode ter permanecido inalterado durante mais de 2.500 anos. Agora, está finalmente a revelar os seus segredos: cientistas pensam que este navio revelou uma estrutura cuja existência tem …

A gravidade influencia a maneira como tomamos decisões

Todo e qualquer organismo vivo na Terra evoluiu a longo de milhares de anos sob um campo gravitacional constante, com a gravidade desempenhando um papel fundamental no comportamento e na cognição humana. Um estudo recente publicado …

"Atentado" na Disneyland Paris era apenas uma avaria nas escadas rolantes

Por volta das 21h00 em Paris, produziu-se um movimento de pânico na Disney Village, no parque de diversões francês da Disney. Rapidamente se multiplicaram mensagens sobre um "atentado". Ao jornal belga DH, uma fonte afirmou que …

Cientistas alargam limites físicos do grafeno

Até onde vão os limites físicos do grafeno? Uma equipa de cientistas do Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL), em Braga, respondeu a esta questão e desafiou-os. Uma equipa de investigadores dos Departamentos de Materiais Quânticos …

Ilusionista britânico diz que vai travar o Brexit com o poder da mente

Uri Geller é um ilusionista israelista, com nacionalidade britânica, que se tornou famoso nos anos 1970 em programas de televisão em que realizava demonstrações dos seus alegados poderes paranormais. Agora, Geller deixa um aviso a Theresa …