Novas armas electromagnéticas chinesas cegam equipamento inimigo

Nos últimos tempos, tem aumentado a quantidade de notícias na imprensa chinesa e estrangeira sobre os êxitos da China no desenvolvimento de armas EMP, baseadas no uso do efeito do pulso electromagnético. A China está a desafiar seriamente o avanço dos EUA no assunto.

Tendo em consideração a tendência geral do programa militar chinês, parece podermos supor que as armas EMP sejam uma das áreas prioritárias dos actuais projectos militares da China.

O pensamento militar chinês parte do princípio de que um provável confronto militar do futuro irá decorrer com grande recurso a tecnologias de informação.

Na perspectiva chinesa, o potencial adversário terá provavelmente, por um lado, supremacia informativa sobre o exército chinês – mas por outro lado, irá depender mais que os chineses das tecnologias de informação.

Os esforços da China visam sobretudo retirar ao inimigo essa supremacia informativa logo na fase inicial de um conflito. Para atingir esse objetivo, estão a desenvolver vários programas em larga escala e de grande orçamento

A China possui já o maior programa mundial de criação de armas anti-satélite.

Está também em desenvolvimento criação de capacidades técnicas para a execução de ataques informáticos contra redes informáticas inimigas.

E uma grande atenção está a ser dedicada ao aperfeiçoamento dos meios de guerra radio-eletrónica, no âmbito da qual o desenvolvimento de uma arma EMP será mais um elemento importante na guerra de informação.

Guerra electro-magnética

A Rússia está também a dedicar uma grande atenção ao desenvolvimento de armas EMP, mas a informação pública sobre o tema é escassa.

Segundo a Sputniknews, alguns meios de comunicação referiram o sistema Alabuta,  um gerador de pulsos eletromagnéticos transportado até ao alvo por um míssil.

Ao ser acionado sobre o alvo, a uma altitude de 300 metros, o Alabuta inutiliza todos os sistemas electrónicos num raio de 3,5 quilómetros.

No caso da China, é provável que os portadores dos geradores de pulsos eletro-magnéticos sejam igualmente mísseis balísticos de médio alcance.

A importância destes sistemas está a aumentar, agora que os elementos do sistema norte-americano de defesa anti-mísseis estão cada vez mais próximos das fronteiras chinesas.

Objectivos estratégicos

Os prováveis alvos prioritários das armas EMP serão os centros de comando dos sistemas de defesa antiaérea e antimísseis do Japão e de Taiwan.

A neutralização destes centros de comando permitiria ao exército chinês usar com máxima eficácia o seu considerável arsenal de mísseis balísticos e de cruzeiro, para atingir objectivos vitais da infra-estrutura de transportes, aeroportos e baterias antiaéreas.

O resultado pretendido é a conquista da supremacia aérea por parte dos chineses na fase inicial de um conflito, assim como  impedir a deslocação de forças militares adicionais dos EUA para a região do Pacífico ocidental.

No caso de a China vir a desenvolver sistemas funcionais de armas EMP, a capacidade de reacção rápida dos EUA a crises na Ásia Oriental será posta em questão.

Na prática, para manter as suas posições na região, os EUA teriam que aumentar consideravelmente a sua presença militar permanente e investir meios consideráveis na criação de uma infra-estrutura protegida, que possa garantir a eficiência de suas tropas.

Como os EUA mantêm já forças e recursos consideráveis na Europa Oriental e no Médio Oriente, Washington poderá ter dificuldades sérias para disponibilizar os meios necessários para suportar tal presença na Ásia também.

Sputnik

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Vésperas de feriado sem confinamento obrigatório

Nos dias 30 de novembro e 07 de dezembro, que antecedem os dois feriados, não serão aplicadas as restrições de circulação definidas para os fins de semana e feriados, embora as escolas interrompam a atividade …

Eduardo Catroga: Foi o PS quem ultrapassou as "linhas vermelhas" após aceitar apoio do PCP e do BE

Eduardo Catroga, antigo ministro das Finanças de Cavaco Silva, defende que foi o PS quem ultrapassou as "linhas vermelhas" após aceitar o apoio do PCP e do Bloco de Esquerda, partidos "anti-tudo". O ex-ministro das Finanças …

Ministra garante que situação nas prisões está "controlada". PSD diz que Governo está "sem rei nem roque"

Esta segunda-feira, a ministra da Justiça Francisca Van Dunem esteve reunida com Marcelo Rebelo de Sousa, em Belém, num encontro em que participou também a ministra da Saúde, Marta Temido. À saída de uma audiência com …

Autarcas do Norte aceitam novas restrições, mas falam em falta de preparação e coerência por parte do Governo

A maioria dos autarcas do distrito do Porto concorda que era preciso apertar mais as restrições na região norte. Os líderes da câmaras aceitam as decisões com medo da alternativa, mas deixam algumas críticas à …

Porto é o único distrito do Norte onde novos casos diminuíram. Bragança, Viana e Vila Real em crescimento

De acordo com um relatório da Administração Regional de Saúde do Norte, o distrito do Porto registou, entre a segunda e terceira semana de novembro, uma diminuição de novos casos de infeção por covid-19. É …

Astrónomos detetaram milhões de sinais de uma civilização inteligente. Mas éramos nós

Uma equipa de astrónomos da Universidade da Califórnia, em Los Angeles, detetou "assinaturas de tecnologia", ou emissões de rádio de baixa frequência, que podem apontar para uma possível tecnologia alienígena. No entanto, uma análise posterior …

Mundo de olhos postos na vacinação. Alemanha segue na dianteira, Pfizer prepara vacina em pó

O mundo continua de olhos postos numa vacina contra a covid-19, que carece ainda de aprovação final para ser comercializada, e a Alemanha segue na dianteira, estando já com o plano de vacinação praticamente fechado. De …

Tancos. Arguido admite que mentiu sobre a chamada anónima que levou às armas roubadas

O major Pinto da Costa admitiu ter mentido ao Ministério Público ao dizer que as armas tinham sido descobertas graças a uma chamada anónima. O julgamento do caso do assalto a Tancos retomou nesta segunda-feira com …

Empresas com IVA mensal não podem adiar pagamento. Governo quer "olhar para as PME"

As empresas que estão no regime do IVA trimestral vão poder adiar o pagamento do imposto e pagá-lo em prestações. Já quem esteja enquadrado no regime do IVA mensal, não o poderá fazer. No sábado passado, …

Reino Unido vê luz ao fundo do túnel. Pandemia já "tem fim à vista" (e o público regressa aos estádios em dezembro)

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, assegurou que o fim do combate ao novo coronavírus "está à vista", dando a conhecer aos deputados o plano para, a 2 de dezembro, sair de quatro semanas de confinamento …