Nova série da Netflix indigna subscritores e gera polémica por “racismo contra brancos”

A emissão do trailer da nova série da Netflix, “Dear Whitye People”, indignou muitos dos seus subscritores, que cancelaram a assinatura da empresa norte-americana de video on demand por considerar que o seu tom é “racista” e “apela ao genocídio branco”.

A Netflix divulgou esta quarta-feira o primeiro teaser da sua nova série, Dear White People, baseada no premiado filme homónimo de Justin Simien, de 2014.

Simien regresa agora às câmaras para realizar a série Netflix, juntamente com Barry Jenkins, de Moonlight (2016), que realiza alguns episódios da primeira temporada.

O enredo acompanha Samantha White (Logan Browning), Coco Conners (Antoinette Robinson), Joelle Brooks (Ashley Blaine Featherson) e Troy Fairbanks (Brandon P. Bell), quatro estudantes negros que têm que lidar com o racismo numa universidade frequentada maioritariamente por estudantes brancos.

Bell interpretou o mesmo personagem na versão cinematográfica. Dennis Haysbert é o narrador da história.

No vídeo, Samantha dirige-se directamente aos brancos, num programa da rádio universitária, sobre fantasias para o dia das bruxas, e diz que pirata, enfermeira ou qualquer um dos primeiros 43 presidentes americanos são disfarces aceitáveis. Só há um disfarce inaceitável: ela.

A personagem mostra então fotos de brancos fantasiados de negros para demonstrar o desrespeitoso blackface. O trailer critica tal prática, que teve a sua origem em peças teatrais e shows de menestréis do século XIX.

Actores de origem europeia pintavam na altura a cara com carvão de cortiça para representar personagens negros, reforçando estereótipos racistas e impedindo que actores afro-americanos fizessem parte dos espectáculos.

Com apenas 34 segundos, o teaser gerou revolta entre os brancos dos EUA. Vários assinantes da Netflix dizem que vão cancelar a assinatura do canal de streaming com o  argumento de estarem incomodados pelo racismo contra brancos.

Em entrevista ao Indie Wire, o realizador Justin Simien comentou a reacção negativa do público ao primeiro trailer da série.

Para os privilegiados, a igualdade parece opressão, e três simples palavras positivas fazem-nos entrar numa luta colossal pela sua própria existência. É assim na mente de algumas pessoas um anúncio de menos de um minuto se transforma num apelo ao genocídio branco – apesar de todos os sinais dizerem o contrário“, afirmou.

A série, de 10 episódios, estreia a 28 de abril.

PARTILHAR

18 COMENTÁRIOS

  1. Dear Black People, get a life..
    Curem as vossas comunidades, deixem a raça branca e asiática seguir o seu rumo em paz.
    Não sejam empata-progresso
    Desenvolvam o vosso continente pois é o mais rico de todo este planeta.

    Privilegiados?De que? Nascer com cérebro?

    Tudo começa por plantar uma batata, não existe necessidade de ficar à espera das prendas de quem já fugiu para os países dos brancos.

    • Dear Miguel

      Todos sabemos que África é a mais rica. Infelizmente durante séculos a riqueza serviu para construir a Europa. Só espero que os lideres Africanos tenham juízo para seguirem o rumo da paz que dizes e que seja África First, África First, África First. E que contentes com os produtos chineses.

      • Os colonizadores onde passaram deixaram progresso e liberdade.
        À exepção de UM único continente. Agora a desculpa é que a África serviu para construir a Europa?
        HAHAHA, pois quando por lá passámos já tinhamos naus, catedrais, universidades, medecina, matemática, cidades e eles nem a roda ainda tinham inventado, MAS a culpa é dos brancos, esses malandros…!
        E só africa é que serviu de apoio ao mundo ocidental, mas para eles não serve, logo querem vir para cá! Coitados…

  2. é preciso ser muito paranóico para achar que este anúncio mostra racismo anti-branco ou apelo a genocídio. Há pessoas que precisam de tratar-se! Sou branca e tenho medo dos brancos que acham que este anúncio é racista!

      • E que tal ler tudo: “Sou branca e tenho medo dos brancos que acham que este anúncio é racista!”
        Sublinho o “brancos que acham que este anúncio é racista”!!
        Pois… se calhar precisas de umas aulas para aprender a ler as frases até ao fim antes de te pores a tirar conclusões absurdas…

  3. Os negros são complexados e muito mais racistas que os brancos. Só quem nunca viveu nas comunidades negras (REAIS ORIGINAIS) em África, é que não percebe que eles são racistas inclusive entre as próprias tribos negras. É ridículo que a raça branca se auto-rebaixe e auto-critique, por causa de complexos que são de outras pessoas.É como se tivéssemos todos de rapar o cabelo porque o vizinho ficou careca, e não se pudesse chocar o coitadinho. Alem disso, qualquer negro mal arranja dinheiro quer logo uma mulher branca, não é um contrassenso?

    • Qualquer negro mal arranje dinheiro quer logo uma mulher branca? Tenha santa paciência! Em que factos se baseia para uma afirmação tão descabida? Para além disso, está a desrespeitar as mulheres brancas porque dá a entender que elas só ficam com um negro se ele tiver dinheiro.

      • As mulheres de todas as cores estão ao lado dos maridos, de qualquer côr também, com mais de 30 anos do que elas é por causa do AMOR! HAHAHA
        As brancas NUNCA se casaram por causa de dinheiro, nem consigo arranjar um único exemplo! HAHAHA
        E os africanos compram carros brancos, roupa branca e têm mulheres brancas porque não lhes dão estatuto! HAHAHA

RESPONDER

Tribunais adiaram mais 50 mil diligências num mês

A pandemia de covid-19 obrigou os tribunais portugueses a adiar 2.445 diligências e a anular outras 28.957, escreve o jornal Público. Ao todo, foram desmarcadas 51.402 diligências, frisa o matutino na sua edição desta segunda-feira, …

311 mortes e uma subida de 4% nos casos confirmados em Portugal. Recuperados quase duplicaram

O número de mortes em Portugal relacionadas com a Covid-19 ultrapassou a barreira das 300, situando-se nas 311 vítimas, mais 16 do que no domingo. O número de recuperados também cresceu para 140. Os casos …

"Uma vergonha para o país". Morte de ucraniano leva a "mudanças profundas" no funcionamento do SEF

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, disse esta segunda-feira que vai haver “mudanças profundas no modelo de funcionamento do Centro de Instalação Temporária do SEF no aeroporto de Lisboa, na sequência do caso da …

City abre processo a Kyle Walker por festa com prostitutas durante quarentena

Kyle Walker, futebolista do Manchester City, viu o clube instaurar-lhe um processo disciplinar, depois de este ter, alegadamente, quebrado a obrigação de confinamento devido à COVID-19 numa festa com prostituas. “Os futebolistas são modelos a seguir …

"Digam aos accionistas não há nada para ninguém". Marcelo apela à Banca (ou deixa que o Governo suspenda os lucros)

O Presidente da República reúne-se, nesta segunda-feira, com os cinco maiores bancos a actuar em Portugal para apelar à sua "sensatez" para agilizarem os empréstimos às empresas e às famílias depois de terem recebido milhões …

FC Porto à caça em Famalicão por Uros Racic

O FC Porto está atento à possível contratação de Uros Racic. O jogador tem-se destacado ao serviço do Famalicão e pode mudar-se para o Dragão a um preço acessível. Até à interrupção das competições, o Famalicão …

Itália com menor número diário de mortes em 15 dias. Nos EUA, a crise compara-se ao 11 de setembro

No dia em que Itália registou o menor número de óbitos por covid-19 em duas semanas, os Estados Unidos registaram 1.200 mortos. O cirurgião geral do país compara a crise a Pearl Harbor e ao 11 …

Substituição de Carlos Costa em contra-relógio. E já há nomes para "render" Centeno

O jornal Público escreve esta segunda-feira que a substituição de Carlos Costa no Banco de Portugal (BdP) está a ser feita em "contra-relógio", uma vez que seu mandato como governador termina dentro de dois meses …

Pedrinho jogava futsal e agora tenta "agarrar um pouco do que Messi faz" no futebol

Pedrinho vê Messi como o seu ídolo no futebol e diz que tenta replicar um pouco daquilo que o argentino faz em campo. O jovem brasileiro assume ainda que assinar pelo Benfica foi "uma decisão …

Com 400 mortes, Suécia prepara-se para mudar de estratégia e aplicar medidas restritivas

A Suécia pode estar prestes a mudar a sua estratégia para combater a pandemia-de covid-19 e a aplicar medidas restritivas para conter o vírus, no momento em que regista mais de 6.800 casos positivos e …