Nova série da Netflix indigna subscritores e gera polémica por “racismo contra brancos”

A emissão do trailer da nova série da Netflix, “Dear Whitye People”, indignou muitos dos seus subscritores, que cancelaram a assinatura da empresa norte-americana de video on demand por considerar que o seu tom é “racista” e “apela ao genocídio branco”.

A Netflix divulgou esta quarta-feira o primeiro teaser da sua nova série, Dear White People, baseada no premiado filme homónimo de Justin Simien, de 2014.

Simien regresa agora às câmaras para realizar a série Netflix, juntamente com Barry Jenkins, de Moonlight (2016), que realiza alguns episódios da primeira temporada.

O enredo acompanha Samantha White (Logan Browning), Coco Conners (Antoinette Robinson), Joelle Brooks (Ashley Blaine Featherson) e Troy Fairbanks (Brandon P. Bell), quatro estudantes negros que têm que lidar com o racismo numa universidade frequentada maioritariamente por estudantes brancos.

Bell interpretou o mesmo personagem na versão cinematográfica. Dennis Haysbert é o narrador da história.

No vídeo, Samantha dirige-se directamente aos brancos, num programa da rádio universitária, sobre fantasias para o dia das bruxas, e diz que pirata, enfermeira ou qualquer um dos primeiros 43 presidentes americanos são disfarces aceitáveis. Só há um disfarce inaceitável: ela.

A personagem mostra então fotos de brancos fantasiados de negros para demonstrar o desrespeitoso blackface. O trailer critica tal prática, que teve a sua origem em peças teatrais e shows de menestréis do século XIX.

Actores de origem europeia pintavam na altura a cara com carvão de cortiça para representar personagens negros, reforçando estereótipos racistas e impedindo que actores afro-americanos fizessem parte dos espectáculos.

Com apenas 34 segundos, o teaser gerou revolta entre os brancos dos EUA. Vários assinantes da Netflix dizem que vão cancelar a assinatura do canal de streaming com o  argumento de estarem incomodados pelo racismo contra brancos.

Em entrevista ao Indie Wire, o realizador Justin Simien comentou a reacção negativa do público ao primeiro trailer da série.

Para os privilegiados, a igualdade parece opressão, e três simples palavras positivas fazem-nos entrar numa luta colossal pela sua própria existência. É assim na mente de algumas pessoas um anúncio de menos de um minuto se transforma num apelo ao genocídio branco – apesar de todos os sinais dizerem o contrário“, afirmou.

A série, de 10 episódios, estreia a 28 de abril.

PARTILHAR

15 COMENTÁRIOS

  1. Dear Black People, get a life..
    Curem as vossas comunidades, deixem a raça branca e asiática seguir o seu rumo em paz.
    Não sejam empata-progresso
    Desenvolvam o vosso continente pois é o mais rico de todo este planeta.

    Privilegiados?De que? Nascer com cérebro?

    Tudo começa por plantar uma batata, não existe necessidade de ficar à espera das prendas de quem já fugiu para os países dos brancos.

    • Dear Miguel

      Todos sabemos que África é a mais rica. Infelizmente durante séculos a riqueza serviu para construir a Europa. Só espero que os lideres Africanos tenham juízo para seguirem o rumo da paz que dizes e que seja África First, África First, África First. E que contentes com os produtos chineses.

  2. é preciso ser muito paranóico para achar que este anúncio mostra racismo anti-branco ou apelo a genocídio. Há pessoas que precisam de tratar-se! Sou branca e tenho medo dos brancos que acham que este anúncio é racista!

  3. Os negros são complexados e muito mais racistas que os brancos. Só quem nunca viveu nas comunidades negras (REAIS ORIGINAIS) em África, é que não percebe que eles são racistas inclusive entre as próprias tribos negras. É ridículo que a raça branca se auto-rebaixe e auto-critique, por causa de complexos que são de outras pessoas.É como se tivéssemos todos de rapar o cabelo porque o vizinho ficou careca, e não se pudesse chocar o coitadinho. Alem disso, qualquer negro mal arranja dinheiro quer logo uma mulher branca, não é um contrassenso?

    • Qualquer negro mal arranje dinheiro quer logo uma mulher branca? Tenha santa paciência! Em que factos se baseia para uma afirmação tão descabida? Para além disso, está a desrespeitar as mulheres brancas porque dá a entender que elas só ficam com um negro se ele tiver dinheiro.

RESPONDER

Ex-ministro francês François Bayrou acusado de cumplicidade na apropriação de fundos

O ex-ministro francês François Bayrou, dirigente centrista e próximo de Emmanuel Mácron, foi acusado na sexta-feira por "cumplicidade na apropriação indevida de fundos públicos" no caso dos assistentes parlamentares do seu partido. A acusação, "anunciada antecipadamente …

"Profundamente envergonhada", Merkel visitou Auschwitz pela primeira vez

A chanceler alemã, Angela Merkel, visitou esta sexta-feira pela primeira vez o campo de concentração e extermínio de Auschwitz-Birkenau num "sinal de reconciliação com os judeus e o estado de Israel", considera o historiador René …

Capital do Natal de Algés avança com queixa-crime contra promotores

A organização da Capital do Natal, evento que decorre em Algés, Oeiras, vai apresentar uma queixa-crime contra os promotores turísticos que "adulteraram a oferta do parque", o que defraudou "um conjunto alargado de pessoas". Em causa …

Menino de 5 anos convidou todos os colegas do infantário para assistir à sua adoção

Um menino de cinco anos de Michigan, nos Estados Unidos, convidou a sua turma do infantário para testemunhar à sua adoção legal. A criança, identificada como Michael, foi adotada formalmente pela sua nova família na passada …

TDT vai mudar de frequência (outra vez)

A frequência da Televisão Digital Terrestre (TDT) está a ser alterada de forma faseada, o que significa que os portugueses que usem este serviço gratuito de televisão têm de sintonizar novamente os seus recetores e/ou …

Ruas de Águeda entre as "mais bonitas do mundo" para a CNN

As ruas do centro de Águeda, no distrito de Aveiro, decoradas com guarda-chuvas estão entre as 21 mais bonitas de mundo para a emissora norte-americana CNN. A distinção é avançada pelo jornal Público, que dá …

Hospitais vão poder pagar mais a médicos para garantir urgências no Natal

Os hospitais vão poder contratar médicos prestadores de serviço, vulgo tarefeiros, por valores superiores aos de referência durante o Natal e o Ano Novo. De acordo com o presidente da Federação Nacional dos Médicos, Noel Carrilho, …

Jovem que abandonou bebé no lixo esteve 13 anos institucionalizada em Cabo Verde

A jovem que abandonou o filho recém-nascido no lixo, em Lisboa, esteve institucionalizada durante 13 anos em Cabo Verde. A sua mãe está agora a lutar pela guarda da criança. Numa entrevista ao programa Sexta às …

Último debate. Boris defendeu o Brexit e Corbyn falou da Saúde (pelo menos 15 vezes cada um)

No debate televisivo, transmitido pela BBC, o último antes das eleições da próxima quinta-feira, Boris Johnson defendeu que é o melhor preparado para concretizar o Brexit e terminar com o impasse no processo, prometendo ainda …

No São José, há um doente numa cama 9 meses depois de ter alta. Não tem para onde ir

O Centro Hospitalar Lisboa Central tem diariamente uma média de 70 camas ocupadas com doentes que já deviam ter saído do hospital e há atualmente um caso que espera há nove meses por uma solução. Em …