//

Oscar Arias, Nobel da Paz e ex-presidente da Costa Rica, é acusado de abuso sexual

1

Peter J. Souza / Wikimedia

Oscar Arias (à direita) com Barack Obama e Lula da Silva

Oscar Arias, de 78 anos, ex-presidente da Costa Rica e vencedor do Nobel da Paz, foi denunciado à Justiça pelo alegado abuso sexual a uma médica e ativista.

Arias, que foi duas vezes presidente do país caribenho, entre 1986 e 1990 e entre 2006 e 2010, negou a acusação.

A denúncia afirma que Alexandra Arce von Herold sofreu o abuso em dezembro de 2014 durante uma visita à casa de Arias. “Abri a pasta, expliquei e, quando terminámos, levantei-me e mostrei-lhe as costas. Então, ele agarrou-me por trás e tocou-me nos seios”, afirmou a mulher ao semanário Universidad, citado pela Folha de S. Paulo.

Arce era diretora da filial da Costa Rica de uma ONG internacional para a abolição das armas nuclear e tinha visitado Arias para pedir apoio para a sua campanha. Segundo ela, o episódio causou graves transtornos na sua vida e obrigou-a a afastar-se da direção da ONG.

“Com respeito às informações publicadas, devo dizer que nego categoricamente as acusações que me fazem. Nunca atuei em desrespeito à vontade de uma mulher, menos ainda tratando-se da sua liberdade de relacionar-se com outra pessoa”, afirmou Aries em comunicado divulgado pelo advogado do ex-presidente, Rodolfo Brenes.

A denúncia ocorre num momento em que Arias enfrenta acusações por prevaricação ao autorizar, em 2008, um projeto de mineração posteriormente anulado pela Justiça.

Oscar Arias recebeu o Nobel da Paz em 1987 devido à intermediação num plano de paz para a América Central, que levou à assinatura de um acordo na Guatemala.

  ZAP //

 

 

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE