Nicolás Maduro acusa EUA de usarem sanções para se apoderarem do petróleo da Venezuela

(h) Miraflores Press / EPA

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro

O Presidente Nicolás Maduro acusou sábado os EUA de usarem as sanções contra a Venezuela como uma maneira de dominar o país para se apoderarem dos recursos petrolíferos venezuelanos.

“Os EUA querem dominar-nos para controlar o mercado mundial dos hidrocarbonetos a seu capricho”, disse.

Nicolás Maduro falava na reunião ministerial de dois dias do Gabinete de Coordenação do Movimento dos Não Alinhados (MNOAL) que decorre em Caracas e que serve de preparação para a XVIII Cimeira do Movimento, prevista para outubro no Azerbaijão, altura em que a Venezuela entregará a presidência daquela organização.

“O verdadeiro objetivo é apoderar-se da imensa riqueza petrolífera da Venezuela, para dobrar o braço aos países do mundo e controlar o mercado dos hidrocarbonetos”, sustentou. Nesse sentido, explicou que a Venezuela é vítima de “uma agressão multiforme”, de “um conjunto de sanções ilegais e de uma perseguição financeira”.

“À Venezuela roubaram-lhe mais de 30 mil milhões de dólares em ativos e em contas em cash no mundo”, frisou, sublinhando que as sanções impostas pelos EUA impedem a compra de medicamentos, alimentos e matérias-primas para a indústria.

Nicolás Maduro explicou que os venezuelanos são um povo “decidido a lutar” contra o bloqueio e agradeceu “a todos os governos dos países irmãos de África, América Latina, Caraíbas, Ásia e Europa” pelo apoio recebido durante a crise político-económica e social que afeta o país.

A 23 de janeiro, Juan Guaidó, na qualidade de presidente da Assembleia Nacional, onde restam apenas deputados da oposição ao chavismo, foi declarado por aquele órgão presidente interino da Venezuela, com a função de convocar eleições presidenciais antecipadas. Os EUA foram um dos primeiros países a declarar o seu apoio a Juan Guaidó, naquilo que viria a ser um gesto repetido por mais de 50 países, Portugal inclusive.

Porém, mais de cinco meses depois, apesar do apoio da maior parte das potências ocidentais, Juan Guaidó continua a não ter poder de facto na Venezuela. Nicolás Maduro, que rejeita umas eleições presidenciais antecipadas, continua a ter poder sobre a administração pública e, mais importante, tem do seu lado a polícia e os militares.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Pois esse tal de Maduro acertou, urge parabeniza-lo pelo cérebro encolhido ter se mostrado que ainda existe nele algum resquício de raciocínio né…É preciso tentar esclarecer ao melão apodrecido (Maduro) que muito além de fruta podre não passa
    de um parasita desejando controlar o Petroléo desgraçando o povo. Urge tentar quiçá com alguma descarga elétrica acorda-lo e enfiar guela abaixo, que sendo o Petroléo do país o ouro liquido também é do povo. E sendo o povo massacrado pelo anencénfalo, psicopata como impedir o primeiro Mundo de vir a dar um basta na demência, e fazer renascer o povo adormecido no sofrimento.

RESPONDER

Cientista americana diz estar certa de que a Terra será atingida por asteroide

https://vimeo.com/355132338 Uma cientista americana de uma ONG dedicada a proteger a Terra diz que é 100% certo que um asteroide atingirá o nosso planeta. A cientista é Danica Remy, presidente da Fundação B612. Após um asteroide não …

NASA vai mesmo explorar Europa, a lua de Júpiter que pode ter vida extraterrestre

A NASA deu luz verde a uma missão para explorar uma lua de Júpiter que é considerada um dos melhores candidatos para a vida extraterrestre. A Europa - que é um pouco mais pequena do que …

País de Gales cancela plano controverso de criar "casas de banho robô"

O objetivo da construção era impedir atividade sexual, vandalismo e dormidas nas casas de banho públicas. O projeto ia recorrer às tecnologias de piso sensível ao peso, jatos de água, sensores anti-movimento e alarmes. O conselho …

Sem saber, uma mulher viveu durante 17 anos com a sua "gémea" dentro dela

Uma jovem na Índia, sem saber, viveu com uma das condições médicas mais raras e perturbadoras durante quase duas décadas. De acordo com um relatório de caso desta semana, a mulher tinha um saco que continha …

Novo filme da saga 007 já tem nome e data de estreia marcada

O novo filme da saga 007, realizado por Cary Fukunaga chama-se "No time to die" e estreia-se no Reino Unido e nos Estados Unidos em abril de 2020. "Daniel Craig regressa como James Bond, 007 em... …

Comporta pode tornar-se na nova Ibiza (e tudo começou com a queda do BES)

Após anos de um quase esquecimento, em termos de desenvolvimento imobiliário, a Comporta está a atrair investidores internacionais que encaram a pequena vila de Setúbal como uma "nova Ibiza". Um cenário que está a preocupar …

Família de Aretha Franklin cria fundo para a investigação de cancro raro

Um ano após a morte da cantora, a família de Aretha Franklin criou um fundo de apoio à investigação na área dos tumores neuroendócrinos, a doença rara que se revelou fatal para a celebridade, a …

Sporting vai monitorizar tudo o que se diz e escreve sobre jogadores

A empresa Noisefeed tem uma enorme base de dados relativa à atividade nas redes sociais de milhares de jogadores a nível global. Os jogadores de futebol de todo o mundo usam, cada vez mais, as redes …

Boris janta hoje com Merkel para mudar acordo. Maioria quer novo referendo

A pouco mais de dois meses da data marcada para a saída do Reino Unido da União Europeia, uma nova sondagem mostra que a maioria dos britânico quer que qualquer novo acordo vá a referendo. Um …

Oficial: Pardal Henriques candidato a deputado pelo partido de Marinho Pinto

O advogado Pedro Pardal Henriques anunciou esta quarta-feira que aceitou o convite para encabeçar a lista do PDR a Lisboa, deixando de ser porta-voz do Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas para "não misturar …